Inflação avança, PIB recua, população cresce: um desastre

Pedro do Coutto

Reportagem de Luciane Carneiro e Gabriela Valente, O Globo de quinta-feira, com base nas previsões do próprio Banco Central para 2015, revela que a inflação passou a ser estimada na escala de 9% e a expectativa quanto ao Produto Interno Bruto é de um recuo de 1,1%. Acrescente-se a esses números o crescimento populacional da ordem de 1% e temos pela frente a configuração de um autêntico desastre. Aliás, antecipadamente, na retração acentuada do consumo. A meta de conter o processo inflacionário à base da elevação dos juros da Selic e do realinhamento consequente dos preços fica adiada para 2016. Ou, talvez, quem sabe para 2017.

A queda de 1,1% no PIB, com o aumento da população, corresponde a um retrocesso real de 2,1% na economia do país trazendo junto a involução da renda per capita. Some-se a tudo isso a gigantesca corrupção comprovada na Petrobrás e os ataques do ex-presidente Lula ao governo da presidente Dilma Rousseff e ao PT e temos pela frente um panorama político extremamente crítico. O Poder Executivo está sofrendo abalos seguidos, extremamente fortes e complicados. Qual será a reação de Dilma Rousseff diante da tempestade?

Deverá ser firme e rápida, pois o tempo corre contra o governo. Analistas do mercado de capital, como Luciane Carneiro e Gabriela Valente, destacaram que não adianta elogiar a sinceridade do Banco Central na busca do resgate de sua credibilidade. Um processo gradativo, na melhor das hipóteses. Porém, os compromissos da população, em sua maioria, são inadiáveis. Assim, quanto maior for o prazo para alcançar tal objetivo, pior para quase todos. Estou me referindo aos assalariados do país.

CÍRCULO VICIOSO

Sobretudo porque, se não houver consumo, não existe produção e sem produção, o nível de emprego desaba. Um círculo vicioso, exatamente aquele em que nos encontramos, sem que se veja uma luz na estrada. Dizer que a taxa inflacionária vai ser contida a partir de 2016 não resolve o impasse colocado à frente da sociedade. Isso porque fala-se em conter a inflação, mas se omite a indispensável reposição das perdas salariais.

E vale acentuar que os aumentos do custo de vida ocorrem sempre à frente das correções aplicadas aos salários. Assim, quando se resgata uma perda, pode-se empatar o jogo durante um mês, porém a corrida desigual recomeça a partir do primeiro dia após a reposição. Quando esta reposição acontece. De qualquer forma, os preços encontram-se sempre à frente dos salários.

PETROBRAS SAQUEADA

A Petrobrás, também revela O Globo na mesma edição de 25, poderá reduzir na escala de 88 bilhões de reais seu plano de investimentos até 2019. Resultado, no fundo e de fato, do grau de corrupção que devorou os recursos da empresa. A refinaria Abreu Lima, orçada inicialmente em torno de 2 bilhões de dólares, passou para 34 bilhões de dólares poucos meses depois e fechou custando 17 bilhões de dólares. O Complexo Petroquímico do Rio de janeiro, de um orçamento básico de 33,8 bilhões de dólares, aproximou-se da fase final das obras com a previsão de um custo fantástico da ordem de 47 bilhões (de dólares).

Assim, não pode haver política econômica que resista a uma progressão de desembolsos dessa ordem. Bolsos? Os dos que vivem de seu trabalho estão vazios. Neles, agora, só há esperanças. Cada vez mais difíceis de acontecer na prática. Na teoria, é fácil projetar soluções à base de ilusões. Mas estas não sustentam o povo e o próprio país.

7 thoughts on “Inflação avança, PIB recua, população cresce: um desastre

  1. Acresce que a diminuição da atividade econômica se traduz também em diminuição da arrecadação de impostos, sem que haja a correspondente diminuição dos custos do governo. Aí, para fechar as contas o governo aumenta os impostos e diminui os investimentos, o que novamente faz com que diminua a atividade econômica, num círculo vicioso. Quando a arrecadação era crescente o governo não se preocupava com o aumento de gastos, e nem com o fato de que estes gastos adicionais na sua maioria seriam difíceis de diminuir depois; era uma farra de gastos que se pensava que iam sempre poder ser pagos com a arrecadação que viria depois. O resultado é este que estamos vendo.

  2. A propaganda do PSDEM-BOS nas rádios e tvs, contraria tudo o texto sobre a enorme crise do Brasil e do Planeta. (quemsabe Interplanetária”)..
    Segundo a propria progaganda “nós sabemos fazer”, somos diferentes”nós temos ideias, somos os mais preparados) gerardo efeagace o Mestre em Economia, Fazenda,Planejamento,Inflação,Gastos Públicos em SóBornne disse que foi lá na Matrix procurar recursos para São Paulo.
    Só ele que sabe como enfrentar qualquer crise, pois São Paulo não faz parte do Brasil, é uma Capitânia Hereditária Franco-Tucana-Suiça.eh!ehEh

    • O MAV acordou assanhado e tomou um litro de Besteirol. Mas,quem defende o maior bandido brasileiro, tem que tomar um litro de Besteirol por dia. Aguentar o bafo do Brahma, não é fácil.

  3. O grande e experiente Sr. PEDRO DO COUTTO centra fogo nas consequências Econômicas nocivas do AJUSTE FISCAL, onde acabam pagando o maior preço, os mais Fracos Economicamente, e principalmente os que perderam/vão perder o EMPREGO. É urgente uma alternativa para esses, e TEM. Esgotado o ciclo de 12 anos da expansão KEYNESIANA da DEMANDA, ( aumento real de Salário Mínimo; expansão do CRÉDITO e gastos do Governo), agora tem-se que “arrumar a casa” com uma Política Econômica pelo lado da OFERTA, para em +- 2 anos, preparar as bases para novo ciclo de crescimento, de novo com base na DEMANDA. A Economia tem que caminhar com as 2 pernas e não aos pulos como um saci-pererê, só com a perna da DEMANDA. O problema é que quando se troca de perna como se está fazendo agora, “antes de melhorar, ainda piora” por +- 2 anos. Nesse período crítico a Capitã do navio, teria que explicar bem ao POVO o que está acontecendo, o porque disso, e que depois da tempestade virão dias maravilhosos onde se atingirá PLENO EMPREGO ( Desemprego de +- 3,5%) onde “todos vão ganhar muito Dinheiro”. Mesmo na tempestade do AJUSTE FISCAL, animar o POVO do navio BRASIL “com meio litro de boa cachaça para cada Passageiro”. Para enfrentar o crescente DESEMPREGO que o AJUSTE FISCAL implica, criar um novo Programa de DESFAVELIZAÇÃO tipo o Programa CINGAPURA, financiado pelo “melhor Imposto que se pudesse criar, SÓ sobre GANHOS FINANCEIROS”. Agora também é hora de ativar o máximo possível o “Minha Casa minha Vida”, o PAC, etc. Uma boa ração de Rum para enfrentarmos a tempestade.

    Enfatizar, que agora o maior MOTOR de CRESCIMENTO serão as EXPORTAÇÕES LÍQUIDAS ( Exportações – Importações) para o Mercado Externo. Exportamos em 2014 US$ 226 Bi, lançar o desafio de US$ 275 Bi para 2015. Rompemos praticamente a barreira de 200 Milhões de Toneladas de grãos em 2014, lançar o desafio de 230 Milhões de Toneladas para 2015. Mesma coisa com as Carnes (Proteína Animal, Laticínios e Frutas). A China diminuiu sua Demanda por Commodities, mas a medida que enriquece, mais vai importar Proteína Animal, e o resto do Mundo, a mesma coisa. A nossa INDÚSTRIA, a EMBRAER SA, O Aço, o Alumínio, o Papel e Celulose, a indústria Química, as Borrachas, Fármacos, etc,etc, tudo tem que ser ENERGIZADO para exportar mais. Somando tudo é possível chegar a US$ 275 Bi em 2015.

    Gostemos ou não do Governo LULA/JOSÉ ALENCAR, que se tiveram a sorte de pegar boa Conjuntura Internacional, temos que reconhecer que eles tinham IDEIAS, começaram com o FOME ZERO, acabado o problema da FOME, partiu-se para o PROÁLCOOL-BIO DIESEL, construir centenas, milhares de USINAS e MICRO-USINAS pelo Brasil todo, e inundar o Mundo de Álcool e Bio-Diesel NÃO POLUENTE, barato, etc, a seguir descobriram um Filão melhor ainda, explorar os imensos Campos de Petróleo do PRÉ-SAL ( picanha azul) que vai do Nordeste, ao Sul da Ilha de Santa Catarina, e transformar o Brasil em uma nova Arábia Saudita inundando o mundo carente de petróleo/gás, agora já não importando que ele “polua um pouco”, afinal o negócio é mesmo, gasolina barata na Bomba.

    O Governo DILMA/TEMER tem que se inspirar nisso. A meu ver, a hora é de ativar nosso Motor EXPORTADOR, inundar o Mundo de COMIDAS ( grãos, café, açúcar, frutas, a maravilhosa PROTEÍNA ANIMAL, Lacticínios, produtos INDUSTRIAIS gerais, e SERVIÇOS. Matar a FOME do Mundo. Abrs.

    .

  4. E, aposentado é um estovo para este governo de Lula, Dilma e PT, aposentado deve ser odiado, acha que não ficarão velhos, mas serão bem tratados, afinal quem vai pagar hospital particular é o próprio povo, aposentado também, mentem que a previdência vai quebrar, é impressionante esta aversão com os aposentados e pensionistas do país.

  5. O único e grandioso bem que esta crise está trazendo é que o governo não conseguirá tirar o corpo fora.
    O povo sabe que quem está no poder há mais de 12 anos é o responsável pela quebradeira nuncadantes vista neste país.
    Que a teimosia petista continue e afunde tudo até não sobrar mais ninguém ( a não ser eles próprios) apoiando esta funesta seita.
    Quem anda de ônibus, usa a péssima supervia, faz compras em supermercado e tem uma vida real fora do ar condicionado carro-estatal-shopping-condomínio sabe, já faz tempo, que essa farra do boi para se reelegerem iria dar nisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *