Sem reformas, sem trombones e sem trombetas

Resultado de imagem para reforma da previdencia charges

Aposentados e pensionistas sabem quem pagar a conta

Carlos Chagas

Desde que Michel Temer assumiu em definitivo a presidncia da Repblica, pelo menos quatro vezes o governo avanou e recuou das reformas trabalhista e da Previdncia Social. Juntas ou em separado, elas foram anunciadas e adiadas, ora pelo presidente, ora por seus ministros. Ao mesmo tempo, variam os detalhes sobre o contedo de ambas. Um dia ouve-se que direitos sociais sero suprimidos, no outro que no sou idiota para revogar prerrogativas do trabalhador.

Essas reformas tambm so antecipadas e prorrogadas em seus prazos para chegar ao Congresso. Antes ou depois das eleies? Este ano ou no prximo?

Muita gente conclui que nada foi decidido at agora, sequer estar certo se teremos ou no reformas. O recente choque entre os procuradores de Curitiba e o Lula, com o PT a tiracolo, faz prever um embate olmpico no Congresso, quando os projetos chegarem l. No s os companheiros pretendem obstar iniciativas impopulares. Ignora-se a verdadeira reao do PMDB e do PSDB. Depende dizem seus lderes, significando que aprovao e rejeio relacionam-se menos com o contedo das mudanas do que com a capacidade de o governo atender as reivindicaes de suas bases partidrias. As demais legendas de apoio ao presidente Temer so mais complicadas.

Em suma, nem no ministrio h certeza de nada, pois Eliseu Padilha e Henrique Meirelles no falam a mesma lngua.

O discurso de hoje do presidente da Republica, na Assemblia Geral das Naes Unidas, em Nova York, dificilmente servir de parmetro para suposies de nossa poltica interna.

NEM TROMBONES NEM TROMBETAS - Agripino Grieco, o mais custico de nossos criticos literrios, fazia a barba e cortava o cabelo durante anos a fio com o mesmo barbeiro. O fgaro contava sempre estar trabalhando na elaborao de um romance que ultrapassaria os mritos do D. Quixote, mas sempre que pedia ao cliente para ler uns captulos, recebia educadas recusas pela falta de tempo. Tendo completado a obra mxima, resolveu arriscar: Peo que pelo menos me d a honra de escolher o ttulo.

Grieco, para livrar-se do incmodo autor, concordou, dizendo que no precisava ler uma pgina sequer, e surpreendeu o nosso Cervantes dos trpicos:

O seu livro tem trombones?

Diante da resposta negativa, indagou: E trombetas?

Tambm no.

Ento a est o seu ttulo: Nem trombones nem trombetas…

One thought on “Sem reformas, sem trombones e sem trombetas

  1. O lema dos trs mosqueteiros, que eram quatro, “um por todos e todos por um” igual ao lema da unio, estados e sindicatos; cada um por si e resto que se …..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.