Funcionários do BNDES exigem respeito e ameaçam entrar em greve de protesto

Funcionários não têm nada a ver com as falcatruas do PT

Nicola Pamplona
Folha

Novas provisões para devedores duvidosos derrubaram o resultado do BNDES no primeiro trimestre de 2017. O banco fechou o período com lucro de R$ 373 milhões, 76,6% menor do que o registrado no mesmo período do ano anterior. No balanço divulgado nesta sexta-feira (dia 12), o banco contabiliza uma provisão adicional de R$ 1,8 bilhão para empresas de alto risco.

O processo de revisão de provisões foi iniciado no terceiro trimestre de 2016 e o volume reservado para perdas já soma R$ 3,3 bilhões. No primeiro trimestre de 2016, eram R$ 871 milhões.

“Como não houve recuperação da economia, algumas empresas e grupos econômicos estão com o patrimônio se deteriorando”, disse o assessor da diretoria do BNDES Ricardo Baldin.

SEM COMENTÁRIOS – O banco não cita o nome das empresas. Na teleconferência, Baldin e a superintendente de controladoria do BNDES, Vânia Borgerth, não comentaram contratos com a JBS nem os efeitos da Operação Bullish, da Polícia Federal, que investiga a relação do banco com essa empresa.

Baldin afirmou que houve um aumento no número de empresas incluídas no nível H de risco de crédito do banco, o mais baixo, o que exige o provisionamento de 100% dos valores emprestados.

Borghert disse acreditar, porém, que não haverá necessidade de grandes provisões nos próximos trimestres, uma vez que a lista de empresas em dificuldades não deve crescer.

Lucro com ações – Por outro lado, o BNDES obteve bom resultado com a carteira de ações do BNDESPar, sua empresa de participações, que teve lucro de R$ 1,2 bilhão, contra prejuízo de R$ 1,8 bilhão no primeiro trimestre de 2016.

A reversão do resultado foi provocada pela valorização das ações e pela venda, com lucro, de participações em empresas como Petrobras e da Rumo Logística, por exemplo.

Em 2016, o BNDESPar tinha feito também uma grande provisão para perdas com suas fatias em empresas, que foi revertida.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Na porta do BNDES, funcionários protestaram contra a situação do banco, atingido pelas denúncias da Polícia Federal. O protesto é válido, todos os brasileiros têm obrigação de lutar pelo BNDES, uma instituição verdadeiramente necessária e estratégica. Mas é preciso limpar o banco, auditar as grandes operações da era do PT, para começar de novo. Luciano Coutinho, por exemplo, que está passeando no exterior, deveria ser algemado no aeroporto assim que voltasse ao país. Sua gestão foi criminosa, ao transformar o BNDES num braço político do PT, abandonando o compromisso institucional de servir à Nação. Os funcionários querem que tudo seja esclarecido e que a direção os defenda, caso contrário, entrarão em greve. Eles não têm nada a ver com as falcatruas de Luciano Coutinho e sua quadrilha. (C.N.)

17 thoughts on “Funcionários do BNDES exigem respeito e ameaçam entrar em greve de protesto

    • Os dignos e honestos funcionários do BNDES têm toda a nossa solidariedade e conforto, porém devem, a partir de agora, engajar-se numa luta ferrenha e de morte, pela sua honra e currículo, explico. Não devem se insurgir contra a opinião pública e muito menos contra a imprensa. Seu alvo será única e exclusivamente a alta direção dessa instituição, a atual e principalmente a anterior. A atual deve ser observada com lupa, na procura de acobertamento dos erros da anterior. A gestão do dr. Coutinho e demais diretores, essa sim, deverá passar por uma exigente e profunda auditoria independente. Temos certeza de grandes favorecimentos às empresas campeãs nacionais e empréstimos à amigos bolivarianos.
      Contem com nosso apoio, mas não se desviem desse caminho que é a depuração e transparência dos atos praticados pelos dirigentes desse grande e importante banco brasileiro.

  1. “Funcionários do BNDES exigem respeito e ameaçam entrar em greve de protesto”

    É sempre assim. Ninguém sabia de nada!
    O “chefe”, a “chefa”, os presidentes das empresas, as diretorias e todos os funcionários foram tomados de surpresa com os fatos, os antigos malfeitos.

    Agora querem fazer o que sabem de melhor: greve. Pois que façam. Chegará o dia em que os antigos “servidores púbicos, hoje funcionários públicos, também serão responsabilizados por não denunciarem os ladrões com quem convivem.

    Urge uma grande reforma em toda a área pública. Não é possível que alguns ou muitos, façam e deixem fazer e o povo que pague a conta.

    Os funcionários exigem respeito e nós sociedade exigimos a devolução do que foi roubado!

    Quem quer respeito, que respeite a si e aos outros primeiro.

    É preciso que se amplie, com qualidade e recursos, a lava-jato. Quem sabe criemos uma em cada estado?

    Fallavena

  2. Infelizmente no Brasil , a maioria das instituições publicas e seus serviços quando se trata de atender aos interesses do cidadão comum é de baixa qualidade . Tais instituições servem na realidade para servirem à interesses particulares e gerarem na maioria das vezes , falcatruas e corrupção como é o caso

  3. Brincadeira. Então os funcionários exigem respeito e que a PF fique longe das falcatruas. Eu mandava todos, todos, sem exceção para a rua. Isto está parecendo medo da PF, provavelmente, estão envolvidos nas falcatruas. O BNDES deve ser um antro de crimes, por isso, esta manifestação. Estão brigando pelo direito de roubar, lamentável.

  4. A liberdade de Coutinho, ex-presidente do BNDES, que é o responsável pelas falcatruas que acontecerem na sua gestão frente ao banco, comprova o poder do Sistema, que rouba o povo descaradamente para alimentar ideologias de cunho totalitário e de seu interesse!

    Este pústula deveria estar na cadeia, assim como os diretores das empreiteiras na Lava-Jato!

    Se os funcionários do BNDES aparecem agora com ameaças de greve em protestos contra a forma como o banco está envolvido em escândalos, essa turma que ganha salários excelentes e mais penduricalhos, deveria se manifestar contra o seu ex-presidente, e não contra aqueles que afirmam que esta entidade se desvirtuou de suas funções!

    Aonde estavam os funcionários tão zelosos neste momento, que não denunciaram antes as irregularidades cometidas?!

    Por que somente agora esta manifestação improcedente, a meu ver, e ameaçando greve, e não cooperação para auxiliarem nas descobertas dos crimes que o BNDES está envolvido?!

    Esses funcionários, que recebem proventos milionários, querem enganar a quem?!

    Desviar a atenção de quem?!

    Mais um grupo orquestrado contra o povo, mas benevolente com o criminoso?!

    Vão entrar em greve? Pois que o ponto seja cortado, e seus salários descontados dos dias que elegeram à VAGABUNDAGEM!

  5. É triste ver que funcionários de estatais, sempre corporativistas e beneficiários das inescrupulosas políticas salariais dos governos petistas, só se manifestam nessas horas que se vêem prejudicados.
    Todos são pagos, e muito bem, para proteger e até dar lucro que beneficie a sociedade brasileira, mas só pensam em seus interesses mesquinhos de salários fora da realidade e dos privilégios que gozam às custas do sofrimento do povo trabalhador.
    Nas pesquisas eleitorais, no BNDES só dava PT.
    Lógico que tem todo direito de votar nesse partido, e é inalienável.
    Mas é claro também que sabiam das falcatruas e ao menos se sub elevaram para denunciá-las, e não a fizeram porque só pensam em si.
    Só há uma solução para acabar com essa roubalheira que é privatizar esse banco que Vargas criou para ajudar no desenvolvimento nacional e não para servir de cabide de empregos para bons vivants.

  6. Fiquem tranquilos, funcionários. Vcs não foram os únicos. Tudo onde o pt botou a mão ficou neste estado lastimável. Olhem para a Petrobrás e verão que não estão sozinhos. Parabéns por saírem em defesa da instituição, coisa que não se viu no caso da Petrobrás.

  7. Tarciso,

    Defender a instituição não é fazer greve, que prejudica o povo!

    Por que não defenderam antes o banco, quando servia de patrocinador de ditadores alinhados ideologicamente com a quadrilha petista?!

    Berrar agora?!

    Depois de o leite ter sido derramado?!

    Se querem mesmo proteger a entidade, que se ofereçam para esclarecer os crimes que o BNDES praticou sob o comando do ladrão do Coutinho, e não ameaçando de deixar de trabalhar, pois muito cômodo e agradável!

  8. Interessante. Em todos os locais onde a corrupção se instalou e se espraiou, JAMAIS ocorreu qualquer denúncia dos “servidores públicos”.

    Vejam o caso dos correios. O fundo de pensão foi tão fundo que sumiu. E isto era só deles!
    Os serviços estão uma “merda”. Greve de dois em dois meses. No último acordo, alguns dias atrás, foi noticiado que dos “36 SINDICATOS, APENAS 3 NÃO ACEITARAM”.
    Gente, 36 sindicatos dos “funcionários dos correios”? Isto é sindicalismo ou federação de ladrões organizados? Quantas categorias existem nos correios? Cada uma tem um sindicato?
    Se não terminarem com a contribuição obrigatória, mais surgirão, mas só para arrecadar.
    É preciso buscar, também, as responsabilidades dos “servidores públicos” que constam em seus estatutos.
    Só defender seus empregos é muito pouco.
    Onde estava quando da dita “instituição” estava sendo saqueada, doada, usada?
    É preciso uma revisão em todas as instituições e nas carreiras dos servidores, URGENTE.
    Fallavena

    • Concordo plenamente com tudo o que foi descrito, mas, infelizmente, a falência do serviço público se deve também aqueles que ocupam cargos de direção e que detém o poder sobre os funcionários que, não tendo a quem recorrer pois os sindicatos se aliam sempre o poder, a quem reivindicar? Haja vista que, até agora, ninguém verificou a gandaia dasIFES, principalmente seus reitores que usam e abusam de seus poderes, viajando a torto e direito, colocando pessoas em cargos que não entendem nada do assunto, usando na maioria das vezes os servidores com “bucha de canhão” Simplesmente o Ministério da Cultura nunca fez uma sindicância no caos em que se encontram as instituições de ensino, pois se encontram num verdadeiro caos.

        • Isis,

          O que não está um caos neste país que se refira ao povo?!

          Com exceção do Sistema, que vive impunemente as delícias dos extremos, sobra para o trabalhador comum desemprego, inadimplência, vida em perigo permanente pela insegurança e saúde pública deterioradas, abandonadas.

  9. Gostaria de ver uma declaração de um desses funcionários do BNDES a respeito do que estamos escrevendo aqui nesse espaço democrático.
    Será que não tem palavras para responder porque só agora estão se manifestando?
    Será que só pensam mesmo em si, e não sabem o que é ser servidor público?
    Será que estão envergonhados, ou não tem vergonha mesmo?
    O que será ?
    Será covardia ?
    Ou o 7 a 1 foi pouco ?
    Serão todos lulopetistas, conformados com a roubalheiras de Lula e Dilma, e agora que a chapa esquentou querem se safar ?
    Ainda não estão satisfeitos, e querem afundar mais o Brasil com a ameaça de greve ?
    Que antro é esse ?
    Será que não tem famílias, ou vão falar como o Lula que seus netos estão sofrendo bulyling ?
    Peçam demissão e venham para a iniciativa privada que logo aprenderão a ser brasileiros trabalhadores e verdadeiramente perseguidos por leis que só pesam sobre nós.
    Juntem-se a nós que mudaremos isso tudo, e teremos uma só previdência, e leis trabalhistas serão para todos os brasileiros, sem exceção.

    • Roberto Velasquez
      Para tuas perguntas a resposta é irresponsabilidade, corporação de quem se serve das coisas do povo.
      Mamaram e calaram. Agora tem de ser feita auditoria interna, mas especial e de empresa externa, para detectar tudo.
      É impossível uma coisa dessas acontecer e ficar assim, por isto mesmo!
      Abraço.
      Fallavena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *