A beleza e a tristeza na inspiração de Bonfá, um dos mestres do violão

Resultado de imagem para luiz bonfáPaulo Peres
Site Poemas & Canções

O violonista, cantor e compositor carioca Luiz Floriano Bonfá (1922-2001), que fez carreira de grande sucesso nos Estados Unidos, como violonista e compositor de trilhas sonoras em Hollywood, revela a importância poética da união entre a tristeza e a beleza.  Essa música foi gravada por Luiz Bonfá no LP Solo In Rio, em 1959.

TRISTEZA
Luiz Bonfá

Tristeza é uma coisa sem graça,
mas sempre fez parte da minha canção
Tristeza se uniu à beleza,
que sempre existiu no meu coração

Beleza, tristeza da flor que nasceu
sem perfume, mas tem seu valor
Beleza, tristeza da chuva
num dia de sol, a chorar lá do céu

Beleza camélia
que vai enfeitar um caminho feliz
Beleza é o descanso do sol,
quando surge o luar no céu

2 thoughts on “A beleza e a tristeza na inspiração de Bonfá, um dos mestres do violão

  1. Luis Bonfá foi um poeta de grande sensibilidade.
    São inúmeras suas composições maravilhosas. Adoro “De cigarro em cigarro” Manhã de Carnaval”, Samba do Orfeu. “Tristeza é uma coisa sem graça”, claro que é “melhor ser alegre que ser triste”, como cantava Vinicius, mesmo que a tristeza tenha sua beleza caracteristica.

  2. Uma canção romântica e saudosista de Luis Bonfá:

    De cigarro em cigarro
    Luiz Bonfá

    Vivo só, sem você
    Mas não posso esquecer
    Um momento sequer
    Vivo pobre de amor
    À espera de alguém
    Esse alguém não me quer
    Vejo o tempo passar
    E o inverno chegar
    Só não vejo você
    Se outro alguém em meu quarto bater
    Eu não vou atender
    Muitas noites perdi
    Muitas noites passei
    Sem poder esquecer
    De cigarro em cigarro olhando a fumaça
    No ar se perder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *