bom saber que todos podem ser iguais nesta noite…

Resultado de imagem para ivan lins e vitor martins

Ivan e Vitor, uma dupla realmente genial

Paulo Peres
Site Poemas & Canes

Na letra de Somos todos iguais nesta noite, em parceria com Ivan Lins, o compositor (letrista) paulista Vitor Martins compara o mundo a um circo, onde seguimos o ritmo da banda de fanfarra, em aluso ditadura militar vigente no pas de 1964 a 1985. A msica intitula o LP Somos todos iguais nesta noite, lanado por Ivan Lins, em 1977, pela EMI-Odeon.

SOMOS TODOS IGUAIS NESTA NOITE Ivan Lins e Vitor Martins

Somos todos iguais nesta noite
Na frieza de um riso pintado
Na certeza de um sonho acabado
o circo de novo

Ns vivemos debaixo do pano
Entre espadas e rodas de fogo
Entre luzes e a dana das cores
Onde esto os atores

Pede a banda
Pra tocar um dobrado
Olha ns outra vez no picadeiro
Pede a banda
Pr tocar um dobrado
Vamos danar mais uma vez

Somos todos iguais nesta noite
Pelo ensaio dirio de um drama
Pelo medo da chuva e da lama
o circo de novo

Ns vivemos debaixo do pano
Pelo truque malfeito dos magos
Pelo chicote dos domadores
E o rufar dos tambores

6 thoughts on “ bom saber que todos podem ser iguais nesta noite…

  1. Outro dia, eu disse que Taiguara era um artista completo. Pois Ivan Lins tambm o . Cantor, compositor, instrumentista – toca violo e piano divinamente – um gnio, trabalhando sozinho ou com seu constante parceiro Vitor Martins. autor de msicas inesquecveis, como Depende de ns, Comear de novo, Dinor, Vitoriosa, Lembra de mim (divina). A boa msica no envelhece, portanto, sem botox est sempre nova, como “somos todos iguais esta noite” que sugere que o mundo um circo (ns vivemos debaixo de um pano/entre luzes, dana e cores) – o circo de novo). Ivan Lins dispensa comentrios. Autor de msicas que dizem por ns, como a que posto abaixo e adoro:

    Lembra De Mim
    Ivan Lins

    Lembra de mim!
    Dos beijos que escrevi
    Nos muros a giz
    Os mais bonitos
    Continuam por l
    Documentando
    Que algum foi feliz…

    Lembra de mim!
    Ns dois nas ruas
    Provocando os casais
    Amando mais
    Do que o amor capaz
    Perto daqui
    H tempos atrs…

    Lembra de mim!
    A gente sempre
    Se casava ao luar
    Depois jogava
    Os nossos corpos no mar
    To naufragados
    E exaustos de amar…

    Lembra de mim!
    Se existe um pouco
    De prazer em sofrer
    Querer te ver
    Talvez eu fosse capaz
    Perto daqui
    Ou tarde demais…

    Lembra de mim!…

    Lembra de mim!
    A gente sempre
    Se casava ao luar
    Depois jogava
    Os nossos corpos no mar
    To naufragados
    E exaustos de amar…

    Lembra de mim!
    Se existe um pouco
    De prazer em sofrer
    Querer te ver
    Talvez eu fosse capaz
    Perto daqui
    Ou tarde demais…

    Lembra de mim!…

  2. Essa de arrepiar (Faf de Belm d um show de interpretao)

    Bilhete
    Ivan Lins

    Quebrei o teu prato
    Tranquei o meu quarto
    Bebi teu licor
    Arrumei a sala
    J fiz tua mala
    Pus no corredor

    Eu limpei minha vida
    Te tirei do meu corpo
    Te tirei das entranhas
    Fiz um tipo de aborto
    E por fim nosso caso acabou
    Est morto

    Jogue a cpia das chaves
    Por debaixo da porta
    Que pra no ter motivo
    De pensar numa volta
    Fique junto dos teus
    Boa sorte, adeus
    Boa sorte, adeus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.