31 anos depois, outro decisivo Argentina-Peru

Copa do Mundo de 1978. A mais sangrenta ditadura da América do Sul. A Argentina precisava vencer de goleada para eliminar o Brasil e se classificar. Os generais providenciaram a providencial vantagem no limite necessário.

Videla, o general torturador

Depois de amanhã, sábado, ainda vivo mais não suficientemente punido, o general poderá assistir e se lembrar do que aconteceu. Novamente seu país precisa da vitória. Só que ele não manda mais nada. E Maradona, se salvará?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *