Chargista Latuff respeita o Islã, mas esculhamba a Igreja

https://lucianoayan.files.wordpress.com/2015/01/latuff2.pngLuciano Henrique
Blog Ceticismo Político

Em entrevista ao Globo, o militante de extrema-esquerda Carlos Latuff disse que nas charges de Maomé, publicadas pelo Charles Hebdo (jornal vítima de atentado terrorista na França, com 12 vítimas fatais), havia “provocação rasteira”. Veja:

“Não vejo como critica ao islamismo uma charge de Maomé sem roupa, de quatro, com o traseiro para cima. Acho isso provocação religiosa rasteira. Eu critiquei e critico políticos e figuras públicas no mundo islâmico sem agredir a fé islâmica, da mesma forma que critico líderes israelenses sem atacar a fé judaica”.

E tem mais:

“ Diria que tanto as charges de Maomé quanto as sátiras anti-islâmicas do “Charlie Hebdo” são reflexo desse sentimento antimuçulmano e anti-imigrante que há tempos vem crescendo no Velho Mundo”.

É o suficiente!

https://lucianoayan.files.wordpress.com/2015/01/latuff3.pngDISTORCENDO OS FATOS

Está claro que ele distorce os fatos e mostra um vergonhoso duplo padrão para tentar relativizar os crimes dos fundamentalistas islâmicos. É a eterna tática de lançar as culpas de diversas barbáries em suas vítimas. É assim que esse tipo de gente consegue dormir à noite, mesmo enquanto apoiam regimes genocidas que mataram mais de 100 milhões de pessoas no século XX.

Mas será que estou exagerando? Então vejam charges do próprio Latuff sobre cristianismo e percebam como ele acha errado fazer “provocações gratuitas”:

Decerto Latuff tem o direito de fazer charges com o que quiser (esse é um direito que defendo), mas como ele pode criticar charges contra Maomé se faz exatamente o mesmo contra uma religião majoritária no Brasil? Claro exemplo de duplo padrão.

(Texto enviado por Carlos Luchetta)

10 thoughts on “Chargista Latuff respeita o Islã, mas esculhamba a Igreja

  1. Esse Latuff é um tipo de sectário que se disfarça de crítico independente. Faz pouco da inteligência alheia.
    Essas duas charges da ilustração não diz nada da realidade da igreja atual. Nunca a vi ser violenta ou incitar violência por pregar contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
    Quanto a Bíblia como arma de fogo, é bem infantil.
    Fraco.

    Ps. Eu não tenho religião.

  2. Que hipócrita! Não gosto do trabalho desse cara, acho ele um grande detonador de distorções, acredito na liberdade de expressão, religiosa e de qualquer coisa, desde que não seja extremista violento…outras religiões possuem leis, diretrizes que cabe a quem quiser seguir, mas religiões que obrigam as pessoas a seguirem porque nasceram no meio, não é religião… “livre arbítrio” foi dado pelo poderoso e não é Maomé ou qualquer outro profeta que vai tirar…

  3. Uma das charges polêmicas de Charlie mostra a Santíssima Trindade ( Pai, Filho e Espírito Santo) num ménage a trois.
    Um dos maiores símbolos do catolicismo foi desrespeitado, mas nenhum cristão saiu matando por isso porque um abismo de civilidade e tolerância nos separa das bestas e dos bárbaros.
    E, se na opinião distorcida de Latuff, as charges que ridicularizam o profeta são reflexo do sentimento anti-islã e anti-imigrante crescente na Europa, como ele explica as que ridicularizam o cristianismo?

  4. Na verdade esse Latuff é um Idiota Útil, pois de um lado dá uma de nacionalista árabe, do outro lado é comunista apátrida! Ele não sabe até hoje que o comunismo judeu foi inventado pelo burguês judeu Kissel Mordekay, dito de “Karl Marx” e que os maiores assassinos do mundo foram os comunistas judeus Lênin, Trotsky, Yagoda, Frenkel, Birman, Radek, Zinovief-Apfelbaum, Beria, Ana Pauker e ect. e que o comunismo judeu exterminou 100 milhões de pessoas no maior campo de extermínio e morte, o GULAG e a Sibéria! Vai ser idiota útil assim no inferno!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *