Gilmar solta mais um, e ninguém desconfia que ele tem problemas psiquiátricos

Resultado de imagem para gilmar mendes

“Eu sou normal!”, diz Gilmar, e eles acreditam…

Deu em O Tempo
(Estadão Conteúdo)

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar o empresário Milton Lyra, apontado como operador do MDB, em decisão desta terça-feira, 15. Ele estava em prisão preventiva desde abril, em razão da Operação Rizoma. Lyra entrou com pedido de liberdade no Supremo em 8 de maio, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manter o empresário na prisão.

Lyra é apontado pela Polícia Federal como lobista do MDB em um bilionário esquema de fraudes com recursos de fundos de pensão Postalis, dos Correios, e no Serpros. Em parecer enviado na última sexta-feira, 11, ao STF, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, havia pedido a manutenção da prisão do empresário.

EVIDÊNCIA – A Operação Rizoma foi deflagrada por ordem do juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Criminal Federal do Rio. O magistrado decretou a prisão de 10 investigados e buscas em 21 endereços. A decisão apontou dez movimentações financeiras feitas por Milton Lyra totalizando US$ 1 milhão. No parecer, Raquel ressalta que o valor foi entregue em empresas das quais Lyra era sócio, em São Paulo. Foram mencionadas outras movimentações, realizadas entre 2010 e 2014, superando R$ 14 milhões.

Em troca da prisão preventiva, Gilmar decretou que Lyra fica proibido de manter contato com os demais investigados, e também proibido de deixar o País sem autorização da Justiça, devendo entregar seu passaporte em até 48 horas.

 “Os supostos crimes são graves, não apenas em abstrato, mas em concreto, tendo em vista as circunstâncias de sua execução. Muito embora graves, esses fatos são consideravelmente distantes no tempo da decretação da prisão. Teriam acontecido entre 2011 e 2016″, afirma Gilmar na decisão.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –
Essa teoria de Gilmar é revolucionária às avessas, um retrocesso jurídico inominável. O ministro-relator reconhece que os crimes são graves, mas foram cometidos há dois anos, e por isso o suspeito merece ficar em liberdade, basta que prometa não se relacionar mais com os cúmplices.  O mais incrível é que no Supremo nenhum ministro ainda não tenha percebido que Gilmar Mendes está precisando de tratamento psiquiátrico, com a máxima urgência. (C.N.) 

12 thoughts on “Gilmar solta mais um, e ninguém desconfia que ele tem problemas psiquiátricos

  1. Esse seu beiço descomunal é um indício físico de um problema maior. Qualquer psiquiatra pode explicar isso. Ele é chamado nos círculos científicos de beiçus psicoultrajantes. Se não for tratado pode transformar a pessoa num ser abominável. E não se pode determinar quando a mudança ocorre. Vai ver que já ocorreu.

  2. Se ele vive de “soltar mais um”, seu problema não é psiquiátrico, quiçá intestinal.
    O psiquiátrico pode ser este: Gilmar Mendaz (mentiroso) ver na antropometria lombrosiana do criminoso a autoimagem dele mesmo. Um primo meu, praticante de vuduísmo, interpretou Gilmar como a personificação do Bode Mendes togado. Para os esotéricos, o Bode Mendes é o próprio Lúcifer.
    Esse STF, mais do que uma Sessão solene, ele precisa urgente de uma sessão de descarrego espiritual, sob as bênçãos do “bispo”, Edir Morcego.

  3. Psiquiatria, uma ova !!!
    P.R.O.S.T.I.T.U.T.O, sim !!!
    .
    l.e.i.a.m, LEIAM, mesmo !
    o Dicionário Houaiss, verbete próprio, acepção 4!
    e/ou
    o Dicionário Michaelis, verbete próprio, acepçãp 2!
    o significado de PROSTITUTO !!!
    .
    e não foi a revista Cruzoé que publicou sobre os “”patrocinadores”” do sujeitim ?
    .
    Psiquiatria, uma ova !!!
    Patrocinadores, DUAS OVAS !!!

  4. Problema psiquiátrico????

    Este pilantra tem é problema com a justiça!!!

    O desespero dele indica que tem rabo preso e que se abrirem o bico, ele tomba na hora.

    Aliás, por que ninguém repercutiu a reportagem da Crusoé que mostra que até a CEF doou para este calhorda.

  5. -Primeiro, a Doutora ELIANA CALMON disse que tinha gente do Poder Judiciário envolvido na Lava Jato, depois foram as gravações do tempo do Cunha dizendo que tudo estaria combinado no Supremo…

    -Por isso, alguém ainda duvida das razões do Doutor?

    Mas, naquela Casa, o corporativismo (ou seria cumplicidade?) entre os Ministros vem antes da honestidade e da vergonha na cara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *