É claro que existem brinquedos de meninos ou de meninas

ORG XMIT: 040601_1.tif Isabella Bueno Abbud (à esquerda) e Giulia Moraes Gomes observam uma boneca em loja de brinquedos em São Paulo (SP). Estudos e oficinas realizadas pela Folha de S. Paulo chegaram à conclusão que bonecas e acessórios são os brinquedos prediletos das meninas e que os meninos preferem ganhar videogames e carrinhos. (São Paulo (SP). 20.09.2006. Foto de Renato Stockler/Folhapress)

Na loja, meninas buscam os brinquedos preferidos

Leandro Narloch
Folha

O povão mostrou esta semana conhecer mais a natureza humana que intelectuais ou editores do “Fantástico”. A última edição do programa mostrou uma escola sem distinção entre brinquedos para meninos ou meninas. (Não tenho notícia de escolas que fazem essa distinção, mas ok.) Uma das entrevistadas, diretora de um documentário, considerou nefasto elogiar meninas com o termo “princesa”, pois ele reforçaria a ideia de que boas mulheres são delicadas, loiras e de olhos azuis.

Outra, uma estudiosa de relações de gênero, acredita que brinquedos diferentes para meninos e meninas são prejudiciais porque criam adultas incapazes de conquistar cargos mais altos no trabalho. No Facebook e no Twitter, o público duvidou dessas afirmações.

RECALL DE CLICHÊS – Na mesma linha, o sabão em pó Omo lançou esta semana um “comunicado urgente” convocando pais e mães “a fazerem recall de todas as brincadeiras que reforcem clichês sobre gênero”. Teve, até ontem, 130 mil reações negativas, 12 mil positivas.

Há nisso tudo uma obviedade e uma maluquice. É claro que o sujeito não será o melhor pai do mundo se surrar o filho depois de vê-lo brincar com bonecas ou censurar a garota que se diverte com carrinhos. Mas é loucura acreditar que crianças são uma tabula rasa, uma massa totalmente moldável por palavras, imagens e brinquedos, enfim, pela cultura.

O ser humano nasce como um livro cujos capítulos foram parcialmente escritos. A natureza escreveu uma parte, o ambiente se encarrega do resto. Alguns capítulos vieram mais preenchidos que outros. Não há educação ou patrulha ideológica que consiga mudar certas inscrições da natureza.

PREFERÊNCIAS – Qualquer avó sabe que existem brincadeiras de meninos e brincadeiras de meninas. Eles, em geral, preferem armas; elas, bonecas. Meninos têm fascínio por competições e jogos que envolvem violência; meninas preferem simular a maternidade. Como acontece com outros primatas e diversas espécies de mamíferos, filhotes machos brincam de brigar com mais frequência que as fêmeas.

É engraçado ver pais cegados pela fantasia de gênero perceberem essa obviedade. Mês passado, foi a vez da atriz Taís Araújo cair na real.

“Tenho uma filha de 2 anos e oito meses que ama rosa, enlouquece com princesas, brinca de mãe e filho o dia todo e chora quando entra numa loja de brinquedos querendo ferro e tábua de passar! Socorro!”, disse ela no Instagram.

EXEMPLO CABAL – Há histórias ainda mais contundentes. Em “Tabula Rasa”, Steven Pinker cita o caso de 21 meninos que, por um defeito congênito, nasceram sem o pênis. Foram tratados e vestidos como meninas – alguns até receberam uma vagina artificial. Apesar dessa influência do ambiente, todos – todos eles se consideraram homens anos depois.

Isso não significa que é errado contrariar tendências naturais. Significa apenas que a influência dos pais e do ambiente é limitada. A natureza não define o que é certo ou errado, mas explica um bocado de comportamentos.

Enquanto intelectuais e editores do “Fantástico” se iludem com a ideia de que é possível moldar os filhos conforme a ideologia da moda, o povão prefere se apegar à realidade. Funciona, assim, como uma âncora de sensatez diante de tantas esquisitices intelectuais.

22 thoughts on “É claro que existem brinquedos de meninos ou de meninas

  1. #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo #Globolixo

    • Uma marca que quis dar uma de “empresa intelectuaLizada” foi a da marca de sabão em pó “OMO” (omo-sexual?) que quis dar lição de vida para os filho dos outros, em um vídeo na internet. Quer ensinar o filho dos outros todo esse lixo de ideologia de gênero! Esse malfadado vídeo já está com quase 150 mil deslikes, contra uns quase 15 mil likes! #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO #OMOLIXO

        • A Brilhante e Surf também são da Unilever. É tudo um monopólio. E o CEO é amigão dos Rotschilds, chefe dos Illuminatis.
          Vale lembra que a Dove, também da Unilever, está sendo criticada por um comercial aonde uma mulher negra usa Dove e vira…branca.
          Eles atiram para todos os lados.

  2. Curiosamente na “performance” do homem nu, tanto em São Paulo como em Salvador, só vi fotos com meninAs pegando na perna ou de mãos dadas com o “objeto de arte”. Parece que isso não atrai meninOs…

  3. Penso que o problema é estarmos “esquecidos” do lado Espiritual; esquecemos quase que totalmente que o Filho veio aqui e se deu para nos salvar.
    Ainda que eu ame com toda a Fé do meu coração, meu Deus, se não tiver caridade não serei salvo.
    Ainda que me despoje de todos os meus bens, inclusive a roupa do meu corpo e dê aos pobres, se não tiver Caridade , não serei salvo.
    Fora da Caridade não tem salvação.
    Afinal o que é a Caridade?!!!

  4. Senhores…

    Vi uma reportagem que pretendia justamente isto: dizer se a preferência por tais objetos era congênita ou adquirida pela influência do meio.
    -Os pesquisadores distribuíram diversos brinquedos em um parque urbano que era habitado por um bando de macacos.
    Brinquedos “femininos” e brinquedos “masculinos”.

    No final da experiência ficou claro que os macacos machos preferiam os brinquedos mais quadrados, cheios de curvas e as macacas optaram por pegar as bonecas e outros mais “harmônicos ” .
    O vídeo está no YouTube.

    Abraços.
    Ps: A Rede Esgoto ainda dirá que é machismo esse negócio de só as mulheres darem a luz…

  5. Esta questão a respeito da homossexualidade ultrapassou alguns limites, a meu ver.

    Não discuto que no passado e recente, os homossexuais eram mesmo discriminados, e sofreram perseguições e violências, que redundaram em mortes.

    Nada mais justo que as discriminações fossem combatidas com rigor, haja vista tratar-se de seres humanos como qualquer um de nós, denominados de heterossexuais.

    No entanto, as cabeças maldosas e corruptas, desonestas e mal intencionadas dos parlamentares brasileiros, descobriram que os gays, lésbicas e afins, poderiam se transformar em votos, e uma grande quantidade, que poderia eleger não um, mas vários parlamentares.

    Então começaram a acenar para esse pessoal com direitos e leis não existentes para as demais pessoas, que também sofriam perseguições, os gordos, baixos, carecas, os feios …

    Ao mesmo tempo houve uma campanha tão absurdamente favorável aos gays, que os empregadores sofreriam pesadas condenações se os demitissem, além da obrigação de haver cotas para os gays no serviço público!

    O dia da parada gay em São Paulo, antes um festa espalhafatosa, passou a ser como um movimento de protesto contra as religiões, com o uso do crucifixo até como acessório sexual, e várias demonstrações de sexo explicito.

    Animados porque estavam sendo reconhecidos finalmente como seres humanos tão normais quanto os outros, extrapolaram, e tentaram enfiar goela abaixo os seus modos e costumes, avançando perigosamente nas escolas – a quadrilha petista nunca teve qualquer escrúpulos nos aspectos mais importantes, tais como princípios e valores, assim como a educação quem deve administrar às criança são seus pais, mas os votos que tanto queriam valiam qualquer esforço -, a ponto de surgir apostilas que se referiam à homossexualidade desde criança!

    Dali passaram para “as artes”, culminando com os espetáculos degradantes apresentados em Porto Alegre e São Paulo, que teimam em dizer que é arte, pior, não recomendada para crianças, logo pornografia, zoofilia, pedofilia – aliás, o canalha e pedófilo que se posta nu perante crianças não sei porque não está preso!!!

    Resumo da ópera:
    Os espaços que os gays e lésbicas conquistaram a duras penas, a bem da verdade, agora está sendo questionado, abrindo imensas frestas para o retorno da discriminação e conceitos nada adequados para esse pessoal, que deixou de respeitar a sociedade, seus valores, seus princípios, a família e, principalmente, o que temos de mais sagrado, AS CRIANÇAS!!!

    Quando assisti e vi o deputado com nome de jipe defendendo esta exposição, arrotando ser arte, o indivíduo me causou revolta, e se eu estivesse ao seu lado ele receberia um potente soco na cara, exatamente o que não fez Bolsonaro, quando este pústula lhe cuspiu na cara!

    Pois se os gays e lésbicas pensam que é desta forma que agridem os padrões existentes há séculos, enganam-se redondamente, pois não será desta maneira que irão romper os elos que nos ligam ao surgimento do ser humano, do macho e da fêmea, dos pais mulher e homem e seus filhos.

    Faltou para este pessoal a famosa discrição, “ficar na sua”, depois de conquistas importantes, merecidas, necessárias. Mas deveriam levar em conta que uma mudança nos moldes de se aceitar pessoas cuja natureza já os teria eliminados porque homem com homem ou mulher com mulher formam pares híbridos, a homossexualidade deveria também considerar a posição dos heterossexuais, e não afrontá-los, agredi-los, ainda mais no que tange à fé.

    Cada um na sua, repito, e não haveria de novo a ameaça de retornar a discriminação contra os gays e lésbicas, ainda mais que as crianças foram covardemente agredidas, e expostas diante de cenas repugnantes e repudiáveis incontestavelmente!

    O artigo, acima, alerta que não se deve forçar certas situações onde a NATUREZA é quem manda.

    Da mesma forma, as propagandas como da Gessy Lever com relação ao sabão OMO, conhecidas como subliminares, e que são as mais graves a ser controladas e fiscalizadas, pois levam sutilmente as pessoas mais desavisadas tanto a consumir o que querem quanto a agir como esperam!

    Se havia um terreno sagrado onde o profano JAMAIS deveria ter se intrometido foi com as crianças, então agora devem sofrer as consequências dessa licenciosidade autoconcedida, dessa permissividade, dessa liberalidade discutível, haja vista estarem contidos elementos repudiados pela sociedade:
    Pornografia, zoofilia, pedofilia, principalmente este, e agressão a símbolos religiosos!

  6. Aquele museu ridículo, que mostrou um cara nu, também ridículo, pois é: tem gente que acredita que aquilo é ‘arte’.
    Parem o mundo que eu quero descer.

    Conversei com meus filhos sobre meus netos.
    Fiquei tranquilo porque eles, os filhos, sabem que não é TV ou outra ‘m’ qualquer que vai educar meus netos. São seus pais.
    O resto é fruto de cabeças degeneradas que querem impor suas vontades.
    Sai fora !!!

  7. “Vos deixarei dois mandamentos: Amarás o teu Deus de todo o coração e de todo teu entendimento, e a teu próximo como a si mesmo. Neles estão contidos todas as leis e os profetas”.
    Sem cumprir o 2° não é possível cumprir o 1°. E amar ao próximo inclui negros, índios, gays etc. O ensino a ser feito é o respeito ao próximo, e não porque ele pertence a uma minoria.
    Estas segmentações da sociedade serviu muito tempo como arregimentador de votos.
    Está na hora do homem (ser humano) holístico imperar.

  8. Rocha,

    Essa é a questão:

    Se a ideia é arte por que não uma mulher ao lado do homem??

    Quanto à celeuma que te referes, meu caro, não é só do tarado pelado em frente às crianças, mas as apologias à zoofilia, pornografia e ataque a símbolos religiosos.

    Um abraço.
    Saúde e paz.

  9. As minorias estão, como bem disse Bendl, formando guetos e se afastando da normalidade que tanto lutaram para conquistar. Em todos os grupos, indivíduos radicais acham que tudo é racismo, homofobia, xenofobia. Pessoas que não se encaixam nos grupos não podem mais ter opinião. Essa coisa de gênero já ultrapassou todos os limites da lógica, da coerência e da genética!! E agora mais um grupo insurge, os artistas que querem nos fazer engolir qualquer coisa, blasfemando em nome da arte. Mais patético do que os pseudo-artistas, só o seu público fazendo caras de entendidos. Esquecem da fábula, esquecem que foi uma criança que gritou: “o rei está nu”! E por causa de uma criança, abrimos os olhos para todos os artistas que estão apenas nus, sem arte.

    • A referência à história da “Roupa nova do Imperador” seria perfeita, se não fosse por um detalhe : O : “público” daquela história, o povo, era totalmente ingênuo, completamente diferente do público da exposição que a defende: Canalhas, porcos e interesseiros!

  10. Mina querida Teresa Fabrício,

    O teu comentário tem uma importância transcendental, pois advindo de uma mulher inteligente, sensível, atualíssima, que gosto muito em compartilhar contigo os temas que este blog incomparável posta diariamente.

    E este assunto é polêmico, difícil, pois abrange direitos alheios que não devem e não podem ser agredidos em nome de nada, muito mais de uma pseudo arte!

    Na razão direta que comentaste este tema e concordas com o que afirmei, vejo que fui sensato nas minhas observações, que não enveredei para o retorno da discriminação contra os homossexuais, pelo contrário, mas deve esse pessoal se preocupar com aqueles que se infiltram nesses meios e querem a baderna, a quebra de princípios e valores, a família, a fé, querem a anarquia.

    Este grupelho que se identifica de “artistas”, de vanguardistas, de progressistas, na verdade não passa de um bando de promíscuos, pedófilos, que poderão prejudicar o movimento dos homossexuais indiscutivelmente.

    Um forte a caloroso abraço.
    Saúde e paz, minha amiga.

    • Bendl, hoje em dia, ser chamado de conservador é um grande elogio, diante da perda de valores que está levando a sociedade ao caos!
      Abraços

  11. No meu entender, o propósito é tumultuar, provocar reações e levantar a discussão, a polêmica e depois dizer: “Viram como são preconceituosos, ‘homofóbicos’?”
    Todo ser humano é portador de algo sagrado. sua DIGNIDADE. Infelizmente não querem defender essa DIGNIDADE coisa nenhuma. Querem confusão, querem ‘desconstruir’. Rodou um vídeo de um vereador/pastor a respeito de uma ‘exposição” no Palácio das Artes em BH. Horripilante, com aprovação do prefeito Kalil e de Caetano, em defesa da ‘arte’. Perderam a VERGONHA!!!

    • Sabe a palavra DEUS? Pois bem, aprendi algo interessante tempos atrás: Tire o “D”, tirem o “S”. Sobra apenas o “eu”!
      Desalojaram Deus. Tiraram o Divino. É o que alguns pretendem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *