A beleza e a tristeza, na visão de Luiz Bonfá

O cantor e compositor carioca Luiz Floriano Bonfá (1922-2001) revela a importância poética da união entre a tristeza e a beleza.  Essa música foi gravada por Luiz Bonfá no LP Solo In Rio, em 1959.

TRISTEZA

Luiz Bonfá

Tristeza é uma coisa sem graça,
mas sempre fez parte da minha canção
Tristeza se uniu à beleza,
que sempre existiu no meu coração

Beleza, tristeza da flor que nasceu
sem perfume, mas tem seu valor
Beleza, tristeza da chuva
num dia de sol, a chorar lá do céu

Beleza camélia
que vai enfeitar um caminho feliz
Beleza é o descanso do sol,
quando surge o luar no céu

        (Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *