A Caixa Econômica tem que pagar aos apostadores

Ninguém escreveu tanto sobre essa tentativa de cidadãos de ganharem na Megasena, quanto este repórter. Durante mais de 10 anos denunciava todas as brechas do sistema. Quando houve um fato igual em Campo Grande, culpei a Caixa.

Ela “assumiu” a culpa, entrou na Justiça, PERDEU em primeira instância, recorreu, sabe que levará mais 20 anos. E a questão não tem nada a ver com BOLÕES, feitos pela autorizada ou pelos próprios apostadores.

A questão é a falta de fiscalização. Agora, a Caixa “descredenciou” o agente, quer dizer, tirou o sofá da sala. Mas só o fato de “descredenciar” prova a C-U-L-P-A da Caixa.

É uma frustração que dinheiro algum do mundo, (nem os dólares de Fort Knox) pode pagar. Fizeram o jogo, ganharam, festejaram, vem a Caixa, informa: “Não podem receber, NÃO FISCALIZAMOS”. Devia haver um recurso RAPIDÍSSIMO, que em 20 ou 30 dias, tribunais decidissem: ‘A CAIXA TEM QUE PAGAR, IMEDIATAMENTE”. Depois, se quiser, tome os bens do agente.

No caso passado, revelei: o agente recebe, digamos, mil apostas a 10 reais, 10 mil reais. Registra a metade, fica com o resto. Conforme eles dizem, gastando fábulas de publicidade: “VEM PRA CAIXA VOCÊ TAMBÉM”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *