A confiança do empresariado nunca esteve tão baixa

Vicente Nunes
Correio Braziliense

A razão do pessimismo é uma só: as escolhas erradas feitas por Dilma Rousseff desde que ela tomou posse, em janeiro de 2011. Em vez criar condições para que os investimentos produtivos deslanchassem, a presidente optou por extravagâncias que resultaram em inflação alta e crescimento pífio. Para completar, interveio no setor elétrico e tirou qualquer previsibilidade sobre o preço da energia, um dos principais itens na planilha de custos da indústria. O resultado foi uma queda brutal no volume de desembolsos para a ampliação e a abertura de fábricas. Sem esses investimentos, não há como o Brasil voltar a crescer.

Diante desse quadro, a nova equipe econômica formada pelo triunvirato Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento) e Alexandre Tombini (Banco Central) terá que transpor uma barreira enorme até que a credibilidade do governo seja resgatada. O Palácio do Planalto acredita que, ao optar por economistas com visões bem diferentes das que prevaleceram nos últimos quatro anos, tende a diminuir a resistência dos empresários em relação a Dilma. Durante a campanha eleitoral ficou claro que, para a maioria dos donos do dinheiro, mais um mandato da petista seria péssimo para o país.

NÃO HÁ OUTRA SAÍDA

Tanto Levy quanto Barbosa já sinalizaram ao empresariado que podem baixar a guarda e retirar os projetos de expansão dos negócios das gavetas. Além de um combate mais duro à inflação, prometem reduzir o intervencionismo do Estado na economia e arrumar as contas públicas.

Pode ser apenas um discurso de quem sabe o tamanho do campo minado que tem pela frente. Mas não há outra saída. A única forma de o ritmo da atividade destravar é fazer com que as empresas voltem a acreditar no governo.

Somente no segundo trimestre, os investimentos encolheram 6,8%. E nada garante que voltaram a crescer entre julho e setembro. Não com a força de que a economia precisa.

À ESPERA DO IBGE

Na próxima sexta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgará os resultados do terceiro trimestre. Os analistas mais otimistas preveem avanço de 0,8% ante o desempenho de abril a junho. Com isso, a taxa de investimento em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) ficará na casa dos 16%, o segundo menor nível entre as economias que integram do G20, grupo que reúne os 19 países mais ricos e a União Europeia). Só ficará à frente do Reino Unido, com 15,5%.

Na opinião do economista-chefe da MB Associados, Sergio Vale, ainda levará tempo para que os investimentos recuperem o fôlego. Ele prevê que, de julho a setembro, a aplicação de recursos no parque produtivo tenha diminuído 9,9% em relação ao mesmo período de 2013.

“A economia continua fraca. Estamos prevendo queda de 0,5% no PIB na comparação com o terceiro trimestre do ano passado e retração de 0,1% ante o segundo trimestre de 2014”, afirma.

Para a economista Alessandra Ribeiro, da Tendências Consultoria, mesmo que os investimentos aumentem no terceiro trimestre, será mais por causa da minguada base de comparação. “A queda foi muito forte no segundo trimestre” diz. “Esse quadro decorre da política macroeconômica equivocada, que gerou instabilidade por causa da inflação alta e do rombo nas contas externas, entre os maiores do mundo”, acrescenta.

18 thoughts on “A confiança do empresariado nunca esteve tão baixa

  1. Cpmo pode se ter confiança em quadrilhas, que prometem uma coisa e fazem outras. O Pinguço de São bernardo precisa aprender que não há só idiotas. Faz 2 anos do caso Rose….

  2. Além de já ter sido condenado duas vezes, por desvios de recursos públicos do Amapá, ter pego empréstimo de um banco está sob sua relatoria, eis mais uma do Ministro do STF, ex advogado do reeducando José Direcu>
    “entre 2009 e 2012. As verbas eram repassadas pela União para saúde e educação.
    Três exsecretários
    da Fazenda do município também foram denunciados por
    participação no desvio do dinheiro. Mário Bulgareli administrou a cidade de
    janeiro de 2005 a março de 2012, quando renunciou após denúncias de
    irregularidades em sua gestão. Durante o segundo mandato, o então prefeito foi
    responsável pelo desvio de R$ 28,2 milhões destinados à saúde e à educação. O
    vice José Ticiano Dias Toffoli, que assumiu o governo após a renúncia de Bulgareli,
    teria movimentado irregularmente outros R$ 28,8 milhões nos dez meses que ficou
    à frente da Prefeitura.
    Segundo a Procuradoria, os exsecretários
    da Fazenda fizeram as transferências
    por determinação dos exprefeitos.
    Em depoimento, Dias Toffoli admitiu o uso
    irregular do dinheiro. Ele teria afirmado que, quando tomou posse do cargo, havia
    um déficit de aproximadamente R$ 8 milhões no caixa da Prefeitura, o que o teria
    obrigado a dar sequência aos delitos já praticados pelo antecessor.
    O Ministério Público quer a condenação dos denunciados por crime de
    responsabilidade. A pena é de três meses a três anos para gestores que aplicarem
    COM A PALAVRA, O PROCURADOR DA REPÚBLICA JEFFERSON APARECIDO
    DIAS,QUE DENUNCIOU O IRMÃO DO MINISTRO DO SUPREMO E MAIS
    QUATRO INVESTIGADOS
    ESTADÃO: Como começaram as investigações?
    JEFFERSON APARECIDO DIAS: No fim do governo do Toffoli. Chegamos aos
    desvios por meio da ONG MATRA, Marília Transparente, de controle social. Eles
    denunciaram. Pegaram cópia de todos os documentos junto aos Conselhos
    Municipais de Saúde e Educação e fizeram uma representação (no Ministério
    Público Federal).
    ESTADÃO: Este é o mesmo caso de 2012, quando os bens de Bulgareli e Dias
    Toffoli foram bloqueados por desvios?
    DIAS: Sim. No decretolei
    201/67 (sobre a responsabilidade dos prefeitos e
    vereadores) tem um crime que é essa aplicação dos custos de forma indevida. O
    mesmo ato dá o ar de improbidade e o tipo penal. O processo de improbidade está
    seguindo.
    ESTADÃO: Como foi gasto o dinheiro?
    DIAS: Não dá para saber, porque ele foi colocado no caixa da Prefeitura e não foi
    usado em educação e saúde. A ONG denunciou que os prestadores não estavam
    recebendo o dinheiro. A Santa Casa de Marília, principalmente, não recebia pelos
    trabalhos que fazia

    http://politica.estadao.com.br/blogs/faustomacedo/
    procuradoriadenunciairmaodediastoffoliemaisquatropordesvioder57milhoes/

  3. Pelo amor de Deus, este ano já foi para o brejo, como se dizia antigamente.

    Ficar fazendo conta de chegada, tentando contorcer os números é, ainda, mais lastimável.

    E tem tudo para piorar neste teatro “da mudança” encenado por Dilma.

    Vou repetir o que disse Guido Mantega: “Dilma levará até as últimas consequências a sua política econômica”.

    Entenda quem quiser enteder.

  4. É oportuno lembrar o episódio (arapuca) da parabólica com Rubens Ricupero:

    Ele disse em off (na verdade em on) para Carlos Monforte: “Você sabe que estamos lidando com bandidos (sobre os megaempresários)”.

    Foi profético.

    PS: Quem leva nas costas o país,na verdade,é o agronegócio e as micro,pequenas e médias empresas.

    PS2: O megaempresariado tupiniquim sempre quis a economia fascista (conluio entre o megaempresariado + governo).
    O megaempresariado nacional,que sempre mamou nas tetas de TODOS os governos,
    (via BNDES),nos EUA,iriam a falência.Porque lá,não existe isso.Quer empreender use capital financeiro próprio ou vá buscar nos bancos privados.É assim que funciona.
    Mas aqui,além do cartel um imenso oceano de corrupção.

    PS3-Como sugestão de pauta para o editor Carlos Newton,um post sobre a “caixa preta do BNDES”.

    • como vocês conseguem, a conselho do Franklin Martins, Crunivel, Nassifs e outros assaliados dos recursos do Estados serem tão ridículos. SErá que vocês ainda estão há 12 anos atras quando qualquer jegue analfabeto podia destruir a Janaína Leite ? Não consigo nem ter pena de subseres como os chefetes de vocês , figuras qua não são dignas nem de pene, não são dignas de nada….. Mas todos na Petrobras gostam da ruiva ! kkkkk

    • Eu quero ver quando algum jornalista vincular a empresa do Waldomiro Diniz, o aspone do Zé Dirceu que foi o primeiro escãndalo federal do PT, com tudo o que está ocorrendo em Angola, desde os empréstimos secretos do BNDES…. Aí tem pauta para mais de ano!

    • Agora disse tudo,
      Imagine CArlos Germani, se não fosse o governo de lá (federal lula-dilma) e de cá (estadual , geraldo-efeagacê)., como iria “sobreviver” as empresas de Comunicações>???
      veja, folha, estadão, globo, estariam todas onde deviam estar, no esgoto do tietê…..
      “vivem” apenas dos bilhões de progagando falsas e mentirosas que lhe dão mensalmente

  5. O Tofolli, que além de ser bicondenado e ter feito um empréstimo com um banco que tem um caso sob sua relatoria , tem esse irmão….
    “O Ministério Público Federal denunciou Mário Bulgareli (PDT) e José Ticiano Dias
    Toffoli (PT), irmão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral e ministro do
    Supremo Tribunal Federal, por desvio de R$ 57 milhões do Fundo Municipal de
    Saúde e de atividades escolares para custear a folha de pagamento e outros gastos
    da Prefeitura de Marília, interior de São Paulo, entre 2009 e 2012. As verbas eram
    Procuradoria denuncia
    irmão de Dias Toffoli e
    mais quatro por desvio
    de R$ 57 milhões
    MAIS COMENTARIOS DÊ A SUA
    OPINIÃO
    3 de novembro de 2014 Agente que parou juiz
    em blitz da Lei Seca é condenada a…
    16 de outubro de 2014 Exdiretor
    afirma que
    tucano extorquiu Petrobrás e recebeu…
    27 de maio de 2014 Deputado do PT sai da
    miséria para um patrimônio de R$ 5,1
    6 de novembro de 2014 Juiz que ganhou
    indenização de agente de trânsito perdeu…
    25 de outubro de 2014 Doleiro diz que Lula
    ordenou pagamento a agência suspeita
    COMENTÁRIO(S)
    DÊ A SUA OPINIÃO
    POSTS MAIS LIDOS
    AGORA NA CAPA
    1
    7.8k
    37
    472
    27/11/2014 Procuradoria denuncia irmão de Dias Toffoli e mais quatro por desvio de R$ 57 milhões
    http://politica.estadao.com.br/blogs/faustomacedo/
    procuradoriadenunciairmaodediastoffoliemaisquatropordesvioder57milhoes/
    2/6
    repassadas pela União para saúde e educação.
    Três exsecretários
    da Fazenda do município também foram denunciados por
    participação no desvio do dinheiro. Mário Bulgareli administrou a cidade de
    janeiro de 2005 a março de 2012, quando renunciou após denúncias de
    irregularidades em sua gestão. Durante o segundo mandato, o então prefeito foi
    responsável pelo desvio de R$ 28,2 milhões destinados à saúde e à educação. O
    vice José Ticiano Dias Toffoli, que assumiu o governo após a renúncia de Bulgareli,
    teria movimentado irregularmente outros R$ 28,8 milhões nos dez meses que ficou
    à frente da Prefeitura

  6. Aqui tem cada metido a sabidão. Nem se lembra que o Brasil ganhou dos EUA uma demanda na OMC, JUSTAMENTE PORQUE O GOVERNO LÁ SUBSIDIOU PLANTADORES (e dos grandes) DE ALGODÃO. E o dinheiro público lá SUBSIDIA PACA. Subsidia até uma disneylândia sionista chamada ISRAEL. Só não subsidia saúde universal.

    • Eles sabem muito bem o que fazem, tanto que não mandaram espionar a parte técnica da Petrobras. Essa já está com a Halliburton do ex vice do Bush Dich Cheney, eles mandaram foi ver a roubalheira que não ia para a Halliburton por causa dos fundos de investimentos americanos. Quanto a subsidiar, o CALígula de São Bernardo, vulgo Bebum de Rosemary, está subsidiando as montadoras em mais de R$ 20 bilhões / ano, pois afinal de contas quem pos o cagoeta do Tuma no mundo sindical foi o Paulinho Villares. Mas subsidiar mesmo foi o que a União fez com a Rose, que além de 39 viagens clandestinas, segundo o blog do Garotinho levou uma mala com mais de 25 milhões de Euros para Lisboa. O Bom de se discutir com petista é a absoluta falta de caráter.

      • Aqui no Brasil a taxa de juro básica é estratosférica. Além disso o mercado bancário é um tremendo oligopólio onde seis bancos dominam mais de 90% de todo o mercado de crédito do país. A consequência é a cobrança dos maiores spreads do mundo.

        A taxa de retorno de nossos bancos estão acima de 18%, enquanto os bancos nos EUA estão em torno de 9%.

        É, simplesmente o dobro. Justamente porque nosso mercado bancário é oligopolista, impedindo a queda das taxas de juros, spreads e principalmente, dos juros de longo prazo.

        Sobra para o BNDES oferecer ao mercado a TJLP (taxa de juros de longo prazo) que o mercado bancário não oferece.

        Infelizmente, falta uma regulamentação do setor neste sentido, além da retomada da responsabilidade fiscal por parte do governo para tornar possível a queda da taxa básica de juros e de todos os outros juros cobrados no mercado bancário.

      • Subsidia com dinheiro público a indústria privada armamentista e até serviços de estrangeiros traidores. Está aí o lacaio egípcio golpista general Sisi como prova mais recente.

  7. E o processo contra o Tuma Jr. a Veja e a explicação da conta 660-46652 do Zé Dirceu nas Ilhas Cayanas? Uma cambada de sem vergonhas populistas para poderem roubar em nome do povo ! kkkkk

  8. Realmente aqui os bancos abusam muito. Até mesmo de investidores descuidados. Mas, lá fora também apertam seus músculos em cima de consumidores e/ou correntistas. Não faz muito, conversando com uma velha amiga funcionária do serviço previdenciário federal numa cidadezinha da Califórnia (Social Security), ela me informou que houve uma tremenda queda de braço entre o governo dos EUA e bancos privados para isentar de tarifas depósitos de aposentados e pensionistas, porque há muito o governo lá deixou de enviar por correio cheques para que os aposentados pudessem descontá-los sem abrir conta bancária. As tarifas de correntistas comuns têm aumentado nos últimos 10 anos muito acima da inflação, tanto nos serviços como no mínimo para relacionamento. Alegam CUSTOS. E os juros nos cartões de crédito para compras atingem atualmente 13%/ano e para “cash”19,24%/ ano, muito alta comparado ao rendimento de menos de 1%/ano que pagam na poupança (saving), o que obriga o correntista a correr risco em investimento sem garantia do FDIC para se resguardar da inflação de 2,5%/ano e tentar faturar. Aliás, nesse aspecto é como aqui. Correntista com menos de 100 mil dólares disponível tem pouco poder de barganha em matéria de investimento rentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *