A disputa da sucessão ainda não começou

Carlos Newton

Os jornais noticiaram que quinta-feira, depois de três horas e meia de conversa, no Palácio da Alvorada, a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva avaliaram  que a execução antecipada das penas dos réus petistas do mensalão é mais favorável para o governo do que a prisão em 2014, um ano eleitoral. E disseram que “Dilma quer que essa etapa do julgamento termine logo para que adversários não explorem ainda mais o assunto durante a campanha”.

Os jornais esqueceram que o autor da prisão dos mensaleiros, ministro Joaquim Barbosa, tem até o dia 5 de abril para se filiar a algum partido e se candidatar à Presidência. Até lá, qualquer análise sobre a sucessão presidencial não vale nada, é lixo puro, assim como qualquer pesquisa eleitoral fica totalmente prejudicada.

Barbosa tem cara de candidato, pinta de candidato e age como candidato, dando uma entrevista atrás da outra e se mantendo no noticiário. Não faltam partidos que o aceitem, conta com apoio de boa parte da classe média e dos jovens, sem falar nos afrodescendentes, que são maioria neste país mestiçado e com vários tons de morenidade, como diz o consultor Darc Costa, estudioso da política latino-americana.

Traduzindo: a sucessão ainda não começou.

18 thoughts on “A disputa da sucessão ainda não começou

  1. A sucessão começou desde que Dilma se elegeu. O maior adversario dela chamasse midia. Ela não aceita a democratização das benesses que o pais, pode dar aos brasileiros, acham que as benesses deveria ficar, sempre para os 5% de sempre. Hoje com a internet, o brasileiro, fica sabendo antes ate do que a midia o que acontece. por exemplo eu sei ha mnais de 6 anos, que existia dinheiro desviado do Trensalão, dinheiro bloqueado la na Suiça, na conta do Chefão da Casa Civil de covasd, e a midia so ficou sabendo agora, e ainda timidamente.

  2. Essa semana das prisoes, a PF Federal pediu o bloqueio de 60 milhoes em contas de tucanos e familiares, e a Justiça autorizou os bloqueios, não deixou o pedido esquecido nas pastas do De Grandis. Mas a midia não ficou sabendo, talvez ela tome conhecimento, apos outubro de 2014.
    Ah o dinheiro saiu dos cofres publicos, e não foi para campanhas politicos, foi para contas do pessoal de alta plumagem. Deixa ver se entendi, ai pode?

    • Prezado Sucupyra Filho,

      Assim que o Blog voltou ao ar, na terça-feira de manhã, liguei cinco vezes para Helio Fernandes, as pessoas que me atenderam disseram que ele depois me retornaria, mas não retornou. Acho que é uma forma educada de pedir que não seja incomodado, e eu respeito essa posição dele.

      Como todos sabem, o Blog da Tribuna da Imprensa é dele. Ele já se afastou várias vezes. Em uma delas, até me pediu que mudasse o nome do Blog, e eu criei a Tribuna da Internet, por sugestão de Antonio Caetano, um jornalista da Tribuna que desenvolveu o Blog junto comigo. Quando Helio voltou, restabelecemos o nome da Tribuna da Imprensa e recolocamos a foto dele.

      Vamos aguardar. Helio Fernandes é uma figura rara, senhor de seu próprio destino.

      Abs.

      Carlos Newton

  3. Joaquim Barbosa e a ética do ódio
    Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

    Joaquim Barbosa, o presidente do Supremo Tribunal Federal, tem um defeito terrível em seres humanos e imperdoável em juízes.

    O ódio.

    Barbosa tem outro defeito, imperdoável em seres humanos e inaceitável em juízes ou em qualquer um que ocupe função pública.

    Deixar que os ódios pessoais interfiram em sua ação funcional.

    Ambos, próprios da almas miúdas, são a negação do que a balança e a venda simbolizam na Justiça.

    E isso se revelou de forma didática no episódio estarrecedor, narrado hoje pelo Estadão, onde Joaquim Barbosa ”pede a cabeça” de uma servidora pelo fato de ela ser casada com um repórter do jornal que cobre o Supremo Tribunal Federal, a quem trata como um desafeto.

    E o faz com a arrogância própria de quem considera seus pares no Tribunal como quase subordinados, a quem, com os devidos floreios de linguagem, devem seguir suas vontades.

    Seria diferente se o caso se enquadrasse em alguma regra ou norma do STF e de todo o Judiciário que proibisse a cessão de servidores de outros órgãos recém-aprovados para aquelas repartições.

    Porque a lei, sempre afirmam, é erga omnes, é para todos.

    Mas não é assim.

    É um ato dirigido contra uma única pessoa e sua motivação é exclusivamente o ódio que vota a seu companheiro, a quem já mandou “chafurdar no lixo”.

    Como, depois de um ato assim, dizer impossível que outros fatos, como a prisão da jornalista do Estadão, semana passada, em sua palestra na universidade americana de Yale, não derivem de seus arreganhos autoritários?

    Joaquim Barbosa copia o pior da mente do senhor das fazendas coloniais: a ideia do poder absoluto.

    “Não vou com a cara dela” não é motivação legítima para um ato de autoridade, mesmo o de solicitar algo a outro ministro.

    Até aí apenas horrível, mas é seu direito, desde que não extravase para seus atos e seja apenas mais um espasmo a lhe motivar caretas e muxôxos quando não se vê atendido.

    Quando isto passa ao mundo dos fatos administrativos ou jurídicos, deixa de ser horrível para ser intolerável.

    E quando isso ocorre com o presidente da mais alta corte do país, passa a colocar em risco todo o equilíbrio da Justiça.

    O Dr. Joaquim Barbosa tem um tamanho pequeno demais para o cargo que ocupa.

    E critérios éticos e de decoro diferentes para si e para os outros, como se provou no episódio da constituição de uma empresa fictícia para livrar-se dos impostos da compra de um apartamento em Miami.

    Um mérito, porém, não se pode lhe negar.

    O de mostrar, pela negação, a grandeza que um magistrado deve ter.

    http://altamiroborges.blogspot.com.br/2013/10/joaquim-barbosa-e-etica-do-odio.html?spref=tw

    Curtir ·

  4. Na minha opinião, uma eventual candidatura de Joaquim Barbosa teria como efeito apenas levar a disputa para o 2º turno. Mas não acredito que ele entre na disputa, ao menos não em 2014.

  5. “..sem falar nos afrodescendentes, que são maioria neste país mestiçado e com vários tons de morenidade,…” Quando se diz uma nova classe média que surgiu no Brasil ,você acha que ,estamos falando ,do brasileiro branquinho bem criado ou do negro , mestiço ,pardo ,que na sua GRANDE MAIORIA ,não tinha acesso a NADA? Me poupe Sr. Newton ,tem que sair as ruas para conhecer esse povo. Como diz Lula ,tem que sair do “Ventilador”ou melhor “ar condicionado”, pois o Povão já utiliza.

  6. O Presidente do STF Joaquim Barbosa, seria a esperança, tem personalidade, coragem, pulso firme e
    é independente, diferentemente dos candidatos que estão se apresentando, todos farinha do mesmo saco,
    elitistas e enganadores. Acredito que se não fosse o Dr. Joaquim Barbosa, os réus do mensalão não iriam presos. O Ministro pode não ser o ideal para a presidência, mas sem dúvida é o melhor.

  7. Eu uero ver é o barbosao fazer o dinheiro ser devolvido. Por que nao determina isso:?

    …odio, vingaça, rancor, nao levam a nada. Agora, por que o Barbosao nao manda que devolvam o dinheiro, que diz que roubaram?. Basta ele procura a fonte dos recursos e determinar a devoluçao. Se eram publicos, ha registro de onde sairam. É só pedir o extrato.. Genuino, avalizou, como presidente do pt, era sua obrigaçao. 2 emprestimos de 3 milhoes e pouco ao pt, num banco privado, e Jose Dirceu, porque sendo ministro da casa civil tinha o dever de saber de tudo. Os 73 milhoes da visanet, eram da visanet e nao tinham nada de epublico. Agora, os indignadissimos, poderiam averiguar no link abaixo, quanto o Zé Dirceu tem lá, o Genuino, ou qualquer outro petista, quem sabe o Lula a dilma, eles tambem nao constam lá, como um dos donos desta fortuna toda. Com certeza, nao encontrarao, um centavo de nenhum ptista. Porque se tivesse, a grande midia pig, nao falaria noutra coisa o tempo todo. …é nao sendo petistas, tudo pode e os indignadissimos ficam caladinhos!
    …é a logica do barbosao só tem um sentido! um lado!
    http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:-U54FiKf7AAJ:heliofernandes.com.br/%3Fp, %3D71133+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

  8. Punho esquerdo fechado como se tivesse ganhado uma eleição, parece piada, deboche, mas acontece no Brasil. Desrespeito, minimização, das nossas instituições, enquanto países de alta patente a valorizam desde a sua fundação.
    O que Dirceu, Genoíno e demais deveriam valer é que aceitam a decisão, que não foi só de Barbosa, mas da maioria dos ministro do supremo.
    Senhores, vivemos num país que elegeu um operário presidente e uma mulher, e não adianta culpar tudo somente a mídia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *