A eleição do Lula é possível

Resultado de imagem para LULA PRESIDENTE EM 2018 CHARGES

Charge do Luscar, reproduzida da Charge Online

Carlos Chagas

Em jornalismo, prevalece uma regra fundamental: não adianta brigar com a notícia. Se as eleições fossem hoje, como ontem, o Lula seria eleito outra vez presidente da República. Confundir desejos e opiniões com a realidade parece próprio dos radicais e dos patetas. Uns tentarão impedir a candidatura do primeiro companheiro, outros aguardarão a posse para aderir.

Claro que daqui até o primeiro domingo de outubro de 2018 tudo pode acontecer. Há quem acredite no Judiciário para tornar inelegível o ex-presidente, inclusive com a decretação de sua prisão. Como também os que imaginam mudança nas tendências do eleitorado. Tudo será tentado, mesmo intensa e milionária campanha publicitária. Para alguns, só mudando as regras do jogo se evitaria o resultado.

Hoje, porém, o Lula subiria novamente a rampa do Planalto. As pesquisas não deixam ninguém mentir, apesar de escondidas pelos encarregados de promovê-las, com a intenção de satisfazer seus interesses.

A explicação é simples. Apesar de estar em marcha um governo empenhado em implantar postulados favoráveis aos desejos das elites, contrários às necessidades da maioria da população, na hora das decisões prevalecerá a opinião das massas. Afinal, em 120 milhões de eleitores, a maioria discorda da supressão de direitos e prerrogativas do trabalhador.

NATUREZA DAS COISAS – Aqui, não se emitem juízos de valor. Apenas, constata-se a evidência da natureza das coisas. O PT pode ter feito horrores no exercício do poder. Os treze anos de governos do partido, inclusive oito do próprio Lula, deixaram o país em frangalhos. Mesmo assim, serão as massas a decidir a eleição. Pelas pesquisas, votarão no Lula. Impedir esse resultado, só através de um golpe, de resto inviável.

Sendo assim, importa aguardar que os fatos se desenrolem. Poderão mudar, é claro, mas vale repetir que a previsão, hoje, é da eleição do Lula.

13 thoughts on “A eleição do Lula é possível

  1. Rapaz, esse Senhor é uma provocação a nós inteligentes. Só mesmo num país de analfabetos uma pessoa dessa pode influenciar. Um pesquisa que nem analisada foi, onde 68 por cento se declararam indecisos e esse abjeto vem com essa conclusão. A Hillary tinha 98 por cento nas pesquisas e o que aconteceu? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Jornalista vagabundo.

  2. Caro Chagas, ha muito perdi o gosto que tinha de ler suas cronicas…sinceramente, ficar defendendo obliquamente o ex sempre com os mais diversos pretextos…vou perder um tempinho aqui para fazer algumas considerações ao disfarçado cumpanheiro…quem fez a pesquisa? a isenta CNT de quem ? de um cidadão que teve [ou será que tem?] vínculos com os petralhas…depois qual a metodologia usada para a tal pesquisa? um universo de mais de 2000 pessoas indicam que o ex será presidente…trata-se de uma pesquisa superdimensionada…e ai embute um argumento ou premissa marota…não será reeleito SE for preso…ou seja, apenas pela Lava Jato evitaríamos te-lo como presidente…então…SE for preso o motivo será politico…tudo que os petralhas discursarão…
    Segundo ponto da sua cronica de hoje, insiste no mantra de que as elites não querem o ex…ora ora Chagas, e as empreiteiras não são elites? e o Eike, o Bumlai? e o Wesley [?] Batista? e os bilhões doados pelo BNDS? não foram a nos classe media que trabalha duro e paga imposto não recebemos nadinha disso Chagas…
    Por essas e outras sua coluna perdeu credibilidade, densidade, prestigio isenção…fui

  3. Sim, ele poderia vencer se a eleição fosse hoje. Só que a eleição vai ser em outubro de 2018, ainda não se tem certeza de quem serão os outros candidatos, e ainda teremos vários meses de propaganda eleitoral para definir o quadro. E como disse o comentarista Lacerda, não dá para estabelecer certezas num quadro eleitoral onde há 68% de indecisos.

  4. Vai forçar a barra assim no mato. Só faltou um santinho com o nome do Lula. Discordo, seu Carlos, o Lula vai ser presidiário antes de ser candidato – o Brasil da gente decente não vai admitir que um depravado coloque de novo a faixa presidencial – mesmo com a torcida da esquerda oportunista.

  5. Toda campanha começa com uma pesquisa comprada e tem um desenrolar com matérias típicas como esta, que atestam que a pesquisa é verdadeira e trabalham para dar credibilidade a ela. Parabéns Carlos Chagas.

  6. Pingback: A eleição do Lula é possível – Debates Culturais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *