A eleição pode ser anulada, se os eleitores não escolherem um nome?

Lea Gomes: “Helio, desculpe, mas já escrevi várias vezes, perguntando se a eleição pode ser anulada se nenhum candidato obtiver a maioria. Você nunca respondeu. Agradeceria”.

Comentário de Helio Fernandes:
Lea, absurdo completo. Para uma eleição ser considerada nula, por ausência de metade mais um dos eleitores inscritos, seria necessário que mais de 67 milhões de cidadãos anulassem o voto. O que convenhamos, é impossível.

O Supremo Tribunal julgará quarta-feira um caso ou fato importantíssimo: se Jader Barbalho, que teve 57 por cento dos votos para senador, está eleito ou não. Se decidir que esses 57 por cento dos votantes não terão o voto válido, e Barbalho for punido (justamente), terá que haver outra eleição.

Mas aí por imprudência dos próprios tribunais, que deviam ter resolvido antes, se Barbalho era ELEGÍVEL ou INELEGÍVEL.



This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “A eleição pode ser anulada, se os eleitores não escolherem um nome?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *