A GRANDE DÚVIDA: Cadê a maioria silenciosa que vai decidir esta eleição?

Imagem relacionada

Charge do Newton SIlva (newtonsilva.com)

Carlos Newton

Desde o início, a Tribuna da Internet vem afirmando que esta eleição será decidida pela maioria silenciosa, formada por aqueles eleitores que não aceitam extremismos e se colocam à margem dos debates políticos, seja nas ruas ou nas redes sociais. Desde o início da campanha, esta maioria silenciosa podia ser detectada nas pesquisas espontâneas (“Em quem você vai votar para presidente?”) Até o final de julho, faltando um mês para o início da campanha pelo rádio e TV, cerca de dois terços dos eleitores (66%) ainda estavam indecisos ou pretendiam votar branco ou nulo.

De lá para cá, este percentual foi diminuindo, até cair para 38% na última pesquisa Ibope, feita no dia 24 de setembro, com 21% de indecisos, 16% de brancos e nulos, e mais 1% de escolha de nomes que nem são candidatos.

CADÊ AS PESQUISAS? – Nas duas últimas apurações após o Ibope, feitas pelo Datafolha e pela CNT/MDA, não se divulgaram os resultados das pesquisas espontâneas, ou seja, não se sabe mais o número de indecisos, fica faltando o quesito mais importante, sabe-se lá por quê…

Nesta segunda-feira, foi divulgada no Jornal Nacional mais uma apuração do Ibope, mas foi omitida a pesquisa espontânea, que é justamente a mais importante, por não haver indução nem estimulação.

Se o ocultamento da pesquisa espontânea é proposital ou não, ninguém tem certeza. No entender do editor da TI, esse fenômeno não ocorreu por acaso. Agora, na reta de chegada, não se tem uma noção precisa sobre o número de indecisos, formado especialmente por eleitores que não aceitam votar em Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT), e estão longe dos extremos.

###
P.S.
Resta saber a quem interessa ocultar esses dados importantíssimos, que poderiam nos revelar alguma tendência da maioria silenciosa que vai decidir esta eleição. De toda forma, em breve saberemos, porque domingo é logo ali. (C.N.)

18 thoughts on “A GRANDE DÚVIDA: Cadê a maioria silenciosa que vai decidir esta eleição?

  1. Já estamos a menos de uma semana das eleições, e o educado e competente gestor GERALDO ALCKMIN subiu três pontos percentuais e ultrapassou Ciro Galo Cego assumindo a TERCEIRA POSIÇÃO rumo ao segundo turno para vencer o PORCO RACISTA BOLSONARO. O placar agora ficou 11% para GERALDO ALCKMIN contra 9% de Ciro Gomes, segundo pesquisa da FSB encomendada e divulgada pela BTG Pactual nesta segunda feira 1º de outubro. Nesta mesma pesquisa, Marina dançou e João Amoedo passou a perna na marronzinha da REDE. Amoedo pulou de 3% para 5% enquanto Marina despencou de 5% para 4%. O levantamento entrevistou, por telefone, 2 mil eleitores nas 27 unidades da federação nos dias 29 e 30 de setembro (sábado / domingo) e foi registrado no TSE com o número BR-05879/2018, O intervalo de confiança é de 95%.

    P.S1.: – ALCKMIN ULTRAPASSA CIRO E VAI DE VENTO EM POPA RUMO AO SEGUNDO TURNO!!!

    P.S2.: – A CHAPA DOS SONHOS: ANA AMÉLIA/ALCKMIN CHEGANDO NO SEGUNDO TURNO VAI DAR UMA SURRA DE RAMA DE CANSAÇÃO(URTIGA) NO RECRUTA ZERO!!!

  2. CONTRADIÇÕES DAS PESQUISAS: Ciro Gomes, candidato a presidente da República pelo PDT, caso não venha a disputar um eventual segundo turno, já entra para a história das eleições ao Palácio do Planalto como a maior aberração das pesquisas eleitorais. Nunca antes um terceiro colocado em pesquisas de intenções de voto bateu com facilidade o primeiro e também o segundo candidato melhores pontuados na preferência do eleitorado, tendo ainda a menor taxa de rejeição entre os principais concorrentes da disputa presidencial. http://blogdoeliomar.com.br/2018/09/30/bolsonaro-haddad-ciro-e-a-matematica-que-nao-fecha/

  3. Desde o início as tais pesquisas tem sido insistentemente questionadas. Uma coisa é certa e cristalina, onde há fumaça. Nós cidadãos brasileiros que ansiamos ter um país a que possamos nos orgulhar, um dia, esperamos sinceramente que esta seja a última eleição, onde a fumaça das urnas de primeira geração, ponham em franca suspeição o resultado do pleito. Que instituições que tem o dever moral e constitucional de zelar pela manutenção da democracia e da saúde de toda nação, não demonstrem mais tamanha omissão ou conivência com os desvios de conduta que tanto nos tem envergonhado e tantos sacrifícios tem imposto aos cidadãos desta nação.

  4. Essa gente da esquerda é doentia.
    Como observou Cioram: doente poderia ser um Nero ou um Tibério que se divertiam com os massacres.
    Ela sim , é a verdadeira criminosa, que no poder separa as pessoas, estabelecendo uma ortodoxia no plano religioso ou político, distinguindo-as entre o fiel e o cismático.

    Religião política conhecida como socialismo, segundo Nietzsche: no poder mataram mais de 100 milhões de infiéis e destruiram os países em que se instalou, com a promessa de que iria salvá-los dos pecadores.

    Ou é Bolsonaro ou é essa gente.

  5. Essa eleição será decidida pelo voto contra o modelo de estado cleptocrata institucionalizado pelas administrações PTralhas e seus partidos satélites. Bolsonaro leva e no primeiro turno, falta apenas 2.75% de votos.

  6. Quer gostem ou não os partidários do PT, a maioria do eleitorado brasileiro, pelo menos até esse momento, rejeita a volta do partido ao poder.

    O cálculo é simples: o país inteiro já sabe quem é o candidato do partido e quem ele representa.

    Portanto, mesmo que as pesquisas sejam manipuladas, ele já deveria estar nesse momento a menos de uma semana das eleições muito a frente do candidato que aparece no primeiro lugar.

    Pode-se até afirmar que as pesquisas não conseguem captar com exatidão abstenções, nulos e brancos, mas se o resultado das eleições for muito diferente do que tem sido apresentado até agora, a pouca credibilidade que ainda tem vai definitivamente para o lixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *