A incerteza continua e a candidatura de Lula dependerá da caneta de um só juiz

Resultado de imagem para supremo charges

Charge do Mariano (Charge Online)

Bernardo Mello Franco
Folha

Há muita torcida e pouca clareza sobre o que vai acontecer com a candidatura de Lula em 2018. A pressa do Tribunal Regional Federal da 4ª Região não elimina a incerteza do cenário eleitoral. A pendenga jurídica será longa, mesmo que o recurso do ex-presidente seja negado até o fim de janeiro.

Em tese, uma condenação em segunda instância impediria Lula de disputar a eleição. O petista precisaria encontrar um aliado capaz de substituí-lo na liderança das pesquisas. Como esta pessoa parece não existir, seus votos se espalhariam entre diversos candidatos.

Há vários pretendentes fora do PT, dos veteranos Ciro Gomes e Marina Silva aos novatos Manuela d’Ávila e Guilherme Boulos. A fragmentação da esquerda mudaria o eixo da disputa, com a possibilidade inédita de dois candidatos do campo conservador irem ao segundo turno.

O problema é que Lula não parece disposto a jogar a toalha. Este foi o recado da presidente do PT ao dizer que “o jogo não acaba” em 24 de janeiro, data do julgamento no TRF-4. Mesmo que o ex-presidente seja condenado, a lei não o impede de registrar a candidatura em agosto.

A palavra final caberá aos tribunais superiores e tende a sair às vésperas da eleição – ou até depois, a depender do acaso. Uma simples liminar do Supremo pode resolver a questão contra ou a favor de Lula. Isso depositaria o futuro da eleição na caneta de um único juiz, o que não parece saudável para a democracia.

Quem torce contra o ex-presidente contestou as críticas ao TRF-4 com um argumento razoável: ninguém pode ser favorável à lentidão da Justiça. Tudo bem, mas seria preciso cobrar que o tempo corresse igual para todos. O pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, também foi delatado pela Odebrecht. Seu caso ficou sete meses na gaveta e só agora começa a andar no Superior Tribunal de Justiça, e sob sigilo. Pouca gente se lembrou disso ao festejar a celeridade incomum do processo de Lula.

9 thoughts on “A incerteza continua e a candidatura de Lula dependerá da caneta de um só juiz

    • Tens razão Sr. Marcelo.
      Aliás, todos os articulistas da Folha são esquerdistas.
      Neste espaço, da Tribuna, para cada artigo tendencioso deveria ser postado outro da tendência oposta.
      Ou então que se escolha artigos isentos.

      • Caramba, Antonio Henrique. O Sr. diz que “todos os articulistas da Tribuna da Internet são esquerdistas”. Peço-lhe que respeite Percival Pugina, Merval Pereira, Francisco Bend, Antonio Carlos Fallavena e Willy Sandoval, entre outros articulistas que frequentam a Tribuna da Internet e aqui têm seus artigos publicados ou transcritos, com toda a liberdade.

        Pense um pouco, antes de fazer este tipo de irresponsável generalização. Aliás, não entendo por que rotular Bernardo Mello Franco de “esquerdista”… O pior é que aqui há comentaristas que fazem críticas até às geniais crônicas de Ruy Castro, sem entender a fina ironia que permeia todos os textos dele. É desanimador.

        CN

  1. Bandido bom é bandido na cadeia cumprindo pena longa.
    O Lula aprontou e todos nós sabemos disto.
    Então não adianta os articulistas da FOICE DE SÃO PAULO virem querer detonar o TRF4.
    Vão sim, confirmar a sentença do Juiz Moro e ainda, irão estender a pena imposta.
    Aguardem e verão!!!

  2. Para alguns, não sei se por interesse próprio ou miopia, só enxergam nos petralhas o mal do país, quando sabemos que o PT é apenas a ponta do iceberg da corrupção neste país. Teria que se fazer uma limpa geral, principalmente no PMDB, PSDB e PT (só o Lula não resolve, tem mais gente no PT para ser extirpado, já no PSDB e PMDB é uma renca enorme)

  3. Lula e sua quadrilha não podem ser a ponta do iceberg, mas a sua base, muito maior do que aparenta, e escondida sob o mar!

    Aliás, quando houve o mensalão, e depois o petrolão, a base do iceberg petista era incalculável, pois começaram a aparecer seus dirigentes partidários, ministros, secretários, parlamentares e até civis, como os ladrões do povo e país, e que ainda está sendo desvendado o seu verdadeiro tamanho!

    PMDB, PSDB, PP, PCdoB, que roubaram esta nação até cansar, encontrarão nas urnas as nossas respostas, a menos que mantenham o processo de apuração anterior, ou seja, manipulável e adulterável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *