A Justiça (CNJ) CONDENA “magistrados” que praticaram CRIMES DE CORRUPÇÃO E PREVARICAÇÃO. Mas o máximo da PUNIÇÃO legal, é a APOSENTADORIA com ALTOS SALÁRIOS

Esse julgamento de um ministro do STJ, (o segundo mais alto tribunal do País) e de um desembargador federal de São Paulo, (cargo altíssimo) tem duas interpretações. E as duas concluindo de forma lamentável.

1 – O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) por u-n-a-n-i-m-i-d-a-d-e condenou Paulo Medina e Carreira Alvim, por VENDEREM SENTENÇAS. A fundamentação do CNJ é irrefutável, nenhuma discussão: “Vendendo sentenças, praticaram crimes de CORRUPÇÃO e PREVARICAÇÃO”.

É preciso explicar, para os que são desinformados. Não vendiam sentenças para “aliviar” decisão controversa sobre crime leve e praticamente impunível, ou a respeito de um suposto crime mal julgado. Nada disso.

Favoreciam a violenta e poderosa máfia dos caça-níqueis, um dos melhores e mais suculentos negócios criminosos. Tão rendosa e fascinante a exploração dessas máquinas, que nos últimos 4 ou 5 anos, entre 35 e 40 criminosos foram morto pelos outros criminosos.

E já existe, surpreendentemente, movimento para OFICIALIZAR a colocação dessa máquinas, com a “justificação” de que CRIAM EMPREGOS, trazem movimento para os bares e as CASAS que exploram as máquinas liberadas pelos MAGISTRADOS. É assim que devem ser chamados, mesmo depois de “CONDENADOS ou CRIMINALIZADOS”?

O inquérito a respeito do ministro Paulo Medina não deixa dúvida. DE UMA VEZ SÓ, LIBEROU 900 MÁQUINAS e recebeu 1 MILHÃO PELO SERVIÇO PRESTADO.

Já foi um absurdo que se esperasse mais de 3 anos para que esse crime gravíssimo fosse apurado. A própria Justiça deveria se JULGAR (é a palavra) , constrangida, assistindo o tempo passar, e a demora PROTEGENDO A IMPUNIDADE de um “magistrado”, que em vez de punir, se beneficiava com a CORRUPÇÃO (e não existe atenuante, um juiz que libera 900 dessas máquinas, sabe o que está fazendo).

Nesses três anos, ficaram “afastados”, mas recebendo integralmente os salários, e não só os dois, mas todos os outros (mais de 20) apanhados na mesma operação, com escuta autorizada pela própria Justiça. (A parte elogiável é que deve ser reverenciada).

Terminando essa parte da primeira interpretação: na época, (abril de 2007) o fato teve enorme repercussão, a Justiça é o último refúgio e a última esperança do cidadão, pois dá a ÚLTIMA PALAVRA EM TODOS OS CASOS. E se essa Justiça se transforma em criminosa ou incentivadora e cúmplice do crime, para quem apelar?

Agora “o julgamento”, com
todas as aspas possíveis,
imagináveis e inacreditáveis

Há mais de um mês, se esperava a decisão do CNJ. Alguns advogados destacados e inatacados (ou inatacáveis) foram me dizendo: “Membros do CNJ não escondem que estão envergonhados, até mesmo em falar ou admitir a obrigação de decidirem”. Era verdade e se transformou num julgamento, que não será esquecido, pelo fato de ter sido realizado.

Mas do ponto de vista da maioria, em vez de julgamento, uma CONTRADIÇÃO TOTAL E INACREDITÁVEL, pelo que aconteceu. O CNJ RECONHECEU A CULPABILIDADE dos juízes, PROVOU e COMPROVOU o crime, mostrou que VENDERAM SENTENÇAS e a forma como faziam essas VENDAS, enquadrou-os na prática da CORRUPÇÃO e PREVARICAÇÃO, e na hora de APLICAR a SENTENÇA, o que fizeram?

CONDENARAM o ministro e o desembargador federal (só esse de São Paulo? Nossa Senhora, quantos existem em todas as regiões?) e imediatamente, “estrangulados” pela legislação, só puderam aplicar aos CONDENADOS, a PUNIÇÃO ADMINISTRATIVA: ou seja, foram APOSENTADOS COM SALÁRIOS INTEGRAIS.

O presidente da OAB nacional, Ophir Cavalcanti, lamentou que ainda exista a legislação que só permite esse tipo de “PUNIÇÃO“. Transitam no Congresso, há muito tempo, projetos acabando com isso, Mas estão sempre ENGAVETADOS por deputados ou senadores ENGRAVATADOS.

***

PS – E o cidadão comum, enquadrado no crime de CORRUPÇÃO e PREVARICAÇÃO (se for funcionário público). será ABSOLVIDO ou CONDENADO? Parabéns ao CNJ, mas restrição total à legislação, AFRONTA À OPINIÃO PÚBLICA.

PS2 – Aproveitando a oportunidade: e o jornalista Pimenta Neves, que assassinou C-O-V-A-R-D-E-M-E-N-T-E a namorada, com dois tiros pelas costas, crime que horrorizou o Brasil inteiro?

PS3 – Condenado, está há 6 anos em LIBERDADE, esperando a DECISÃO FINAL SOBRE O RECURSO. Que recurso pode se deferido, favorecendo o autor de um crime como esse.

PS4 – Nos Estados Unidos, se diz abertamente: “No país temos a melhor Justiça, desde que você contrate um grande advogado”. O jornalista Pimenta Neves seguiu integralmente o que se DIZ e se FAZ lá na Matriz.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *