A lei não é igual para todos, só atinge os mais pobres, e a impunidade reina…

Resultado de imagem para impunidade

Charge do Newton Silva (newtonsilva.com)

Roberto Nascimento

A corrupção no país se tornou endêmica e atinge todas as classes sociais, trata-se de um monstro de várias cabeças, que nos consome diariamente, suga as energias da nação e provoca, pelos seus deletérios efeitos, a infelicidade dos cidadãos mais pobres, notadamente, se bem que a consequência atinge a todos indiscriminadamente, até mesmo àqueles corruptores. A brasilidade vai perdendo a sua razão de existir, pela desesperança que causa a dilapidação do patrimônio nacional.

Como bem disse o eminente ministro aposentado do STF, Eros Grau, em recente artigo no Estadão, não existe justiça na Terra, somente no encontro do humano no paraíso, diante da divindade, portanto, na Cidade de Deus, há justiça verdadeiramente.

POBRES E RICOS – Os fatos demonstram diariamente que, nas prisões fétidas e insalubres, só habitam pobres. Os ricos são mandados para prisões domiciliares, com tornozeleiras fajutas ou sem nada que os controlem. Os poucos que são mandados para o cárcere, pois até para essas leniências com o topo da pirâmide, há que ter um limite do razoável, lá são lhes oferecido certas regalias, que ao cidadão comum (os simples mortais), não é dado ter.

O sistema de poder está incomodado com as sentenças da Lava Jato, por esta simples razão, tentam a todo custo, minar a ação dos promotores e dos juízes, das estirpes de Sérgio Moro e de Marcelo Bretas, pela ordem, Curitiba e Rio de Janeiro, no entanto, há inúmeros juízes com a mesma disposição de enfrentar os corruptos de todos os matizes, incrustados nos três poderes e na nata do empresariado.

DISPARIDADE – Se um juiz solta um poderoso, de Ofício ou fundamentado na linha da Defesa do réu, com base na razoabilidade e nos preceitos da Lei Penal, deve ter a mesma linha de raciocínio, quando confrontado com ações do mesmo tipo, porém, com réus das classes C e D. Se age de maneira diversa, com argumentos humanitários para livrar o réu poderoso e contraditoriamente não entende da mesma forma, quando se trata de réu pobre, então não é justo, não é um bom juiz.

As forças vivas da nação, entende esses procedimentos incongruentes de uma parcela conservadora (no sentido de proteção da classe A) do Judiciário, como sendo um protecionismo a favor de quem tem poder e um desdém contra os que vivem do trabalho. O resultado é um descrédito do Judiciário, que assim é jogado na lama, na qual já está o Poder Legislativo, que vem sendo execrado por gregos e troianos, como nunca antes nesse país.

E OS ADVOGADOS – Os nobres advogados, principalmente àqueles procrastinadores, na defesa da nata da corrupção, também não estão sendo bem vistos pela população. A visão do povo é diferente da classe advocatícia. A profusão de recursos, sem fim, para réus sabidamente criminosos, a ponto de entrarem com embargos dos embargos de declaração, um recurso protelatório, que visa apenas clarear, o que não foi entendido pelo defensor, sem mudar na essência, a sentença punitiva, cria um desalento e uma tristeza no inconsciente coletivo. Definitivamente, o Brasil não é um país justo.

A justiça, é uma peça rara, no mundo, mais no Brasil vem multiplicada a enésima potência. Veja o caso do impeachment da presidente Dilma, que cometeu o crime de responsabilidade fiscal, dentre outros erros administrativos de gravidade, pois bem, seu sucessor também vem cometendo erros em cima de erros e o mesmo Congresso, que varreu a presidente do centro do poder, protegeu e impediu que o atual mandatário tivesse a mesma pena. A justiça não foi feita, pois o entendimento do julgador do Legislativo valeu para o primeiro, mas não vale para o segundo. Então, podemos acreditar nos julgadores do Brasil?

IMPUNIDADE? – Talvez, essas atitudes expliquem o alto índice de violência, jamais experimentado pela sociedade brasileira. É o sentimento de impunidade que exala nos espíritos e mentes, dos cidadãos propensos a pratica da maldade, os falsários, os traficantes, os rufiões, os homicidas, os ladrões, os usurários.

Todos esses hereges já perceberam que não serão punidos no plano terreno e essas pragas humanas não temem o castigo divino, com isso vão ganhando tempo, até que finalmente sejam castigados no metafísico juízo final.

Alea jacta est.

20 thoughts on “A lei não é igual para todos, só atinge os mais pobres, e a impunidade reina…

  1. Eu lendo isso aí já estava desconfiando da ausência da narrativa esquerdista, mas… eis que lá pelo meio do artigo, depois da adulação a Moro e Bretas (pra disfarçar) surge o esperado: a culpa é da “parcela conservadora do Judiciáro” defensora da classe A.

    A tal parcela “conservadora do Judiciário”, aboletada no STF e que solta os bandidos do colarinho branco, foi toda nomeada pelos esquerdistas “defensores dos pobres” FHC, Lula, Dilma e Temer!

    Até quando vai persistir essa leniência para com os verdadeiros culpados pela nossa miséria?!

  2. Ótimo. Também é isso que penso. O povo não quer mais saber desses políticos do velho sistema, mas eles insistem com aquela mesma “conversinha” de sempre. Eles não conseguem entender e estão ficando até ridículos…

    • “Tudo isso, e muito mais, ocorrendo contra todo um sistema político e ideológico que vem comandando o Brasil há cerca de trinta anos!”

      “O povo não quer mais saber desses políticos do velho sistema”

      Onde estava Bolsonaro mesmo nos últimos 27 anos, hein? Servindo-se como deputado deputado nesse mesmo sistema, crianças……

  3. Assunto fora de pauta mas é de suma importância.

    Candidatos propõem que reforma da Previdência adote conta individual
    É o chamado regime de capitalização, em que cada um contribui para a sua própria aposentadoria.

    Veja o que aconteceu no Chile sem a contribuição patronal.

    https://www.bbc.com/portuguese/internacional-39931826

    Quem recebe salário baixo não consegue fazer um fundo para aposentadoria.

  4. Gilmar Beiçola Mendes disse que quando Bolsonaro for proclamado vencedor vai se aposentar para que Michel Temer indique outro sujeito para o STF.

    Com Bolsonaro eleito nenhum Senador será maluco de aprovar o novo “jurista” amigo de Temer.

    Ficará para o B17 indicar o novo ministro, provavelmente o Sérgio Moro.

    Mais um motivo para votar em Jair Bolsonaro ====> Se livrar de Beiçola e seus HC’s anti Lava Jato + nunca vê-lo e ouvi-lo novamente.

  5. Nos estados unidos os movimentos importantes acontecem localmente e, ao adquirirem massa crítica, explodem nacional e muitas vezes internacionalmente. Exemplos: os direitos civis, o direito da mulher votar, o #metoo sobre abuso sexual da mulher, o hippie.
    No caso do Brasil, há necessidade de explodir um movimento nacional contra a corrupção, o protecionismo, o nepotismo, o desperdício, a ineficiência dos serviços públicos. Há tanta coisa ruim que não dá para equacioná-los para uma solução única.
    Assim me parece que temos que priorizar os problemas pela sua criticidade e pela repercursão positiva quanto ao impacto global ( o ripple effect positivo que terá em outros).
    Corrupção me parece ser unanimidade quanto ao seu efeito corrosivo na moral e na riqueza do país. Quem poria o guizo no pescoço do gato? O povo! se houver iniciativas locais a pressionar os governantes e apoiá-los em seus esforços.
    Poderíamos começar por criar outro movimento equivalente ao ficha limpa para obrigar os juizes do STF a terem mais compostura nas suas ações; para acabar com o foro privilegiado, para vigiar os bundas sujas do congresso que se vendem aos donos do executivo para proveito próprio. Temos que botar para fuder, para usar um francês claro.
    Bolsonaro seria nossa bengala para prestigiar e impulsionar as nossas iniciativas.

  6. E…. faz 28 anos que o Bozonaldio vive nas tetas do Governo….

    Do soldo de guardinha virou milionario!

    O “SISTEMA” NÃO CONSEGUE DERRUBAR BOLSONARO porque tem gente que ignora e vota nele!!!!

    VERGONHOSAMENTE….

  7. E quantos os juízes (Bretas e Moro, inclusives) teriam mandado para domiciliar ou fixado o uso de tornozeleiras? – a mulher do Cabral, p. ex.


  8. A sorte está lançada?

    O que vejo é este tremendo azar, um cla de malucos, do nada, terem a primeira colocacao na intencao de votos para presidente.

    Veja bem, um dos filhos (Flavio) faz a campanha com esta mensagem:

    “DICA PARA A REDAÇÃO DO ENEM QUANDO BOLSONALDO FOR ELEITO PRESIDENTE EM 2018: DIREITOS HUMANOS ESTERCO DA VAGABUNDAGEM

    E inclui na imagem do pai segurando uma camiseta com esses dizeres estampados, enquanto sorri…

    Fonte: mensagem e foto em:

    https://postimg.cc/Dm0Rpkc9

    Preocupante, estão gestando uma guerra civil duradoura….

    Que baita azar esses fascistas tendo o apoio dos desencantados com a brasilidade.
    A crise se concretiza: mata o Brasil…

    O bom senso avisa: Votar Bolsonaro MATA.

  9. JÁ – SÃO – 11 – ONZE – DIAS – !!!
    .
    MATÉRIA divulgada em 11.setembro.2018 – 9:10pm, nas páginas desta Tribuna da Internet, diz que
    “O departamento jurídico da igreja Testemunhas de Jeová avalia ingressar hoje na Justiça contra o criminalista Zanone Oliveira Junior por ter declarado que foi contratado para defender o agressor de Jair Bolsonaro por uma pessoa ligada à agremiação.”

    Até agora – ONZE DIAS depois – não se tomou conhecimento de qualquer providência a respeito.
    Assim, pressupõe-se que a notícia de tal avaliação é pura e.n.g.a.n.a.ç.ã.o.
    Reservo-me o direito de continuar acreditando nas palavras do tal advogado Zanone – ele falou a Verdade !

    E mais: caso não ocorra mesmo a queixa judicial da tal igreja, ficarei com a certeza da CONIVÊNCIA dela, igreja, no atentado de Juiz de Fora, no dia 6 de setembro !!!
    … … …

    É PÚBLICO e NOTÓRIO que o hoje Detento fichado sob nº 700004553820, há muitos e muitos meses ameaçou processar o Delegado Tuma Júnior por revelações feitas em um livro.
    Até hoje nenhuma atitude nesse sentido. E já sabemos que TUDO o que foi revelado pelo Delegado Tuma Júnior É VERDADE !

  10. Lei só pega pobres? Mãoconsigo acreditar.
    Cansei de ver ladrãozinho pé de chinelo, traficante e outros bandidos pobres serem soltos pouco tempo depois da prisão.
    Ou será que só em São paulo é assim?
    Duvido. Nossas leis foram feitas para não prender ninguém, a não ser quem não paga pensão alimentícia.

  11. APUREM COM SERIEDADE !!!
    COM S.E.R.I.E.D.A.D.E !!!

    só para ver o que VAI sair !
    NÃO SOBRA UM, nem para fazer um chá…

    mas,
    APUREM COM S.E.R.I.E.D.A.D.E !!!

  12. Desculpe, Virgílio, mas não vi “confirmação” de nada. Apenas uma ilação fraca, sem qualquer indício.
    Aliás, cansei de ver notícias de superfaturamentos e elefantes-brancos na época da ditadura.
    Os militares foram honestos mas não quer dizer que foram competentes.
    Eles se locupletaram abertamente com “honrarias” e algumas leis de privilégios, da mesma forma que os juízes fazem hoje em dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *