A maratona de Kassab na defesa da “fusão” DEM-PMDB

Helio Fernandes

Ninguém conversa, coordena, contata e contrata mais do que o prefeito de São Paulo. Nem Dilma, Lula, o terrorista do lobismo, Michel Temer, José Dirceu, Renan Calheiros, têm atividade política igual à sua.

Colocou como chave ou alavanca do futuro, o que chamou de “fusão DEM-PMDB”. Não seria bem uma fusão, pois o seu partido não existe e o PMDB é o maior do país.

***

NO DEM, NÃO SE ELEGE NADA

Não seria difícil perceber, que nesse minúsculo partidinho, não tem o que fazer. Foi vice-prefeito, não pelo DEM, mas na vontade de José Serra. Este fê-lo (ah!, renunciante Janio Quadros) vice, pois sabia que não iria até o fim do mandato e não queria favorecer o mediocríssimo Alckmin.

***

DEPOIS DE MIM, O DILÚVO

Serra renunciou, Kassab assumiu e foi confirmado pelo próprio Serra, demolindo novamente “o amigo e correligionário” Alckmin. Agora, imitando o “blocão” do PMDB com o qual quer se juntar, Kassab tenta fazer o mesmo.

***

QUERCIA: DOENTE, MAS CONSELHEIRO

Kassab vai acertando desde que se juntou a Quércia, aceitando-o como conselheiro. A “fusão”, ideia de Quércia, que surgiu da cabeça e não do coração.

***

RECOMPENSA PARA SERRA

O objetivo de Kassab é 2014, mas sua trajetória começa em 2012. O mandato acaba, vem a eleição para prefeito. Para não dizer que é ingrato ou desleal, quer fazer de Serra SEU CANDIDATO A PREFEITO. E já diz: “Alckmin foi preterido por Serra, agora tem que apoiá-lo”.

Do outro lado, Dona Suplicy joga com esse malabarismo para conquistar um ministério. E diz: “É a forma do PT se fortalecer”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *