A monotonia do “Grand Slam”

Representam o mais importante do tênis. Mas demoram muito para confirmar o resultado previsto e antecipado. Federer e Nadal levaram duas horas para ganhar como se esperava.

Por outro lado, o escalafobético e chorão Murray, precisou de 3 horas e 46 minutos para vencer um Gasquet, razoável jogador, mas sem saber o que fazer em quadra.

“Grand Slam”, é como a NBA e a gravidez, muito mais emocionante no final.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *