A mulher a chama infinita do amor clareando o dia, diz o poeta Vicente Limongi Netto, que completa 77 anos hoje

Limongi e sua esposa Wrilene, em noite de gala

Paulo Peres

Poemas e Canes

Nascido em Manaus, Vicente Limongi Netto foi morar em Braslia h mais de 40 anos e se tornou um dos jornalistas e poetas mais queridos da cidade, famoso peladeiro e autor de Braslia, parceira amorosa do vento.

Neste sbado, dia 20, Limongi completou 49 anos de casado com a cearense Maria Wrilene, e hoje, dia 21, comemora seus 77 anos, junto com a famlia e os amigos. Sobre esses aniversrios seguidos, o jornalista diz que so momentos em que recorda Adlia Prado: No tenho tempo para mais nada/ ser feliz me consome. Em homenagem ao amigo, publicamos o mais recente poema que fez para sua doce Maria Wrilene.

MULHER, A RAZO DE VIVER
Vicente Limongi Netto

A mulher o cu,
a nuvem, o vento,
o sol que no se apaga.
o fogo brilhando,
o encantamento,
o sublime nos olhos.

a luz eterna,
o flego que ensina,
o perfume da alma.
a flor valorosa,
o estalo da vida,
o prazer do convvio.

o sonho acalentado,
a pureza da vida,
o sentimento do amor.
o culto da ternura,
o blsamo que alivia,
o sorriso que comove.

a paz que nos vence,
o sopro que fascina,
o castelo da f.
o bero da ternura,
o porto divino do amor,
conviver no paraso.

a chama infinita do amor
clareando o dia.

9 thoughts on “A mulher a chama infinita do amor clareando o dia, diz o poeta Vicente Limongi Netto, que completa 77 anos hoje

  1. Que prazer! Ligo o computador. Vou Tribuna da Internet e imediatamente aparece na tela a notcia do aniversrio, hoje, de Vicente Limongi Netto, anunciada pelo nosso articulista Paulo Peres.

    Abraos, querido Vicente Limongi Netto. Todo 21 de Novembro aqui em casa tambm era dia de comemorao, de festa. Era tambm o aniversrio de meu querido e amado Pai, que muito bem cuidou de mim. E desde o 21 de Junho de 1997 no temos mais sua presena fsica. E a saudade imensa. No dia de hoje, tambm aniversrio de Vicente Limongi Netto, Papa completaria 119 de idade. Nasceu a 21 de Novembro de 1902.

    Sade, Vicente. Paz e felicidade. Tanto quando meu querido e amado Pai, voc tambm veio, fez, venceu e ainda vencer por muitos anos.

  2. “Tanto quanto…..”
    “Papai completaria…”
    (so correes ao comentrio). O leitor l. Escreve comentrio. S depois de publicado que v erros de grafia, de portugus e outros mais)

  3. 1) Bons versos. Parabns ao casal.

    2) Licena… lembrei de um livro “Poesias de Augusto dos Anjos s Beldades Paraibanas”, uma raridade…

    3) Estas poesias o famoso poeta dedicou s mulheres que ele admirava e foram publicadas no jornal “Nonevar”, em 1908.

    4) E o livro de 60 pginas tem as fotos das musas… Augusto dos Anjos era um galanteador, como se dizia antigamente.

    5) Por exemplo, vejam a poesia que ele fez para a noiva Ester na poesia “Fotografias”: (com a grafia e acentuao da poca):

    “i-la a mxima slfide impoluta
    – a plenipotenciria da Beleza
    Que a prpria gente brbara traz prsa
    sua egrgia esttica absoluta.

    Canta, e a gente a davdica harpa escuta !
    Ah! Tamanha harmonia , com certeza,
    Tda a objetivao da Natureza
    Rendida ao Som, no trmino da luta.

    E Norme Hane ideal a ela nos prende:
    Quando ela chega, oculto gnio ascende
    Na imensidade a elipse gnea dos ses…

    Seu canto o Niebelungen da Germnia
    E o homem extraordinrio da Litunia
    Talvez chorasse ouvindo a sua voz.

    • 1) Procurei na web tanto a capa do citado livro, quanto a imagem do jornal, no encontrei. Mas no livro tem a foto “fac-smile” do Nonevar.

      2) O timo livrinho, foi publicado em 1994, pela Editora Belarmino de Matos, de So Gonalo, RJ.

      3) A compiladora a Clia Camar Ribeiro, professora e historiadora formada pela UFF.

      4) Ela cita a fonte: “Augusto dos Anjos e sua poca”, publicado em 1962, Universidade de Joo Pessoa, PB.

      • Limongi merece todas as homenagens. um jornalista do bem, bravo guerreiro, com momentos de grande ternura. A galera da Tribuna deseja a ele e sua famlia muita sade, paz e felicidade.

        Do velho amigo.

        CN

  4. Caramba, muita emoo e alegria para este pobre marqus. grato a vocs que tm sensibilidade no corao e na alma, fazendo com que minhas duplas comemoraes- bodas e aniversrio, se tornem ainda mais felizes, dignas e inesquecveis. abrao e sade.

Deixe um comentário para Luiz Fernando Souza POA/RS Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.