A oposição e os “salvadores da pátria”

Mauro Santayana

As divulgação de “acusações” de delatores “premiados” contra os senadores Renan Calheiros, Randolfe Rodrigues, Fernando Collor e Aécio Neves vêm corroborar o que afirmamos recentemente em “O impeachment, a antipolítica e a judicialização do Estado”.

A criminalização da política, na tentativa e na pressa de retirar o PT do Palácio do Planalto por outros meios que não os eleitorais, iria descambar para a condenação, paulatina, geral e irrestrita, da atividade como um todo.

Esse é um processo que parece estar focado, além de, principalmente, no PT, também nos partidos ou candidatos que possam fazer sombra, no campo adversário ao do governo, ao projeto messiânico de um “novo Brasil” que está sendo engendrado à sombra da ambição e do deslumbramento das forças surgidas da “guerra contra a corrupção” e da “Operação Lava-Jato”.

O CAÇADOR DE MARAJÁS

A recente entrevista com o procurador Deltan Dalagnoll, na primeira página do Correio Braziliense e a capa da retrospectiva de Veja, com a cara fechada do Juiz Sérgio Moro, com o título de “Ele salvou o ano” (a segunda, se não nos enganamos) que – será por mera coincidência? – lembra a capa da mesma revista com o rosto de Fernando Collor, com o título de “O caçador de Marajás”, publicada muito antes de ele anunciar-se candidato a presidente da República – são emblemáticas do que pode vir a ocorrer – do ponto de vista midiático – nos próximos três anos.

Só os cegos, os surdos, ou os ingênuos, não estão entendendo para que lado começa a soprar – quase como brisa – o vento – ou melhor, para tocar que tipo de música está começando a se preparar a banda.

19 thoughts on “A oposição e os “salvadores da pátria”

  1. Caríssimo Jornalista C. Newton, assim não é possível: o MAV “santa y ana” novamente, num domingo, reverbera a orientação do Franklin Martins e tenta desacreditar o Dr. Moro.
    Pare de dar espaço para essa gente desmiolada num órgão respeitável como a TI, por favor.

    • Prezado amigo Falavigna,

      Temos de abrir espaço democrático a todos. Além do mais, sempre é bom saber o que seus oponentes pensam, como eles agem, senão não há graça, o Blog vira o Samba de uma Nota Só (de Tom e Newton Mendonça).

      Forte abraço,

      CN

      • Também concordo em gênero, número e grau com a resposta do editor. Todos devem ter o direito de expor suas ideias. Mauro Santayana é um intelectual respeitado e conhece os meandros do Poder.

        Em certa medida, penso que sua preocupação com o que virá depois da saída do PT é pertinente. Os petistas perderam a oportunidade de mudar as estruturas podres encasteladas nos três poderes do Estado. Os erros cometidos por falta de experiência e pela gula por dinheiro de seus maiores dirigentes, expos o que sempre houve em governos anteriores, a sinergia entre entes públicos (detentores de mandato popular) e empreendedores privados, principalmente bancos e empreiteiras. Esse casamento em desfavor do povo foi massificado nas inconsciências das classes sociais, principalmente na classe média, a cereja do bolo da sociedade.

        Particularmente entendo, que a prisão e permanência no cárcere de ex-ministros, parlamentares, lobistas, dirigentes de empreiteiras e diretores de empresas estatais seja o grande legado do PT. Em nenhum outro governo da República houve a exposição de cidadãos “graduados” pegos com a boca na botija. O povo agora sabe quem é que atrasa seu desenvolvimento. Antes permanecia nas sombras, os negócios em nome do eleitor e só ladrão de galinha amargava as celas fétidas e insalubres.

        Agora, a onda conservadora vem independente de qualquer coisa. No final do ano, assumiu um conservador na Argentina e ontem outro conservador ganhou as eleições em Portugal. Na Venezuela a oposição ao chavismo venceu as eleições parlamentares em 2015 assumindo o protagonismo no Congresso. O presidente venezuelano Maduro está no canto do ringue em meio a inflação galopante e a perda de receita do petróleo, que varia entre 20 e 30 dólares.

        O compromisso de um pensador é com a verdade e a distância regulamentar de suas preferências pessoais e partidárias. Caso contrário, o povo fica sem referências para livremente fazer suas escolhas na hora sagrada do voto. Isso é o que veremos nas eleições municipais de outubro, uma prévia importante do que ocorrerá nas eleições presidenciais de 2018.

        Olhai o mundo e verá o que poderá acontecer na sua aldeia.

      • Mas quem não sabe o que pensa Santayana? Não perco mais o tempo para ler escritos dele e do Boff.
        Grato pela atenção e consideração dispensadas a mim, de qualquer forma.
        Falavigna

  2. UÉ…
    Quando Elle foi capa da Veja, o Santayana não aplaudiu?
    Quer dizer que a Veja é séria quando acusa os nossos “inimigos” e jocosa quando acusa a nós?

    Abraços.

    (PS: Caro jornalista, acho ótimo que este espaço publique a opinião diferente… nelas podemos ver a falta de argumentos de quem não tem mais argumentos)

    • Quando Elle foi capa de Veja o Santayana não aplaudiu. Qualquer um que conheça o Mauro Santayana sabe que ele foi o maior opositor do Fernando Collor na imprensa brasileira e um dos grandes articuladores do impeachment do mesmo, ao lado da turma do Itamar Franco, a quem era extremamente ligado.

  3. Tribunários, calma e caldo de galinha. Tem coisa pior.
    ” A criminalização da política, na tentativa e na pressa de retirar o PT do Palácio do Planalto por… ” Opa, criminalização só existe onde ocorre crimes. E crimes ocorrem em todos os lugares, segmentos, áreas, etc. Por que, na política não ocorrem? Esta é mais uma das asneiras utilizadas pelos “estupradores da democracia”. Não se pode criminalizar a política! Mentira. O que não se pode criminalizar é o inocente. É a mesma confusão que fazem, e querem que as pessoas engulam, com a eleição de Dillma. Foi dado um mandato para ella ser presidente. Não lhe deram o país!
    O texto é o que passa na cabeça do autor, daqueles que defendem os corruptos e dos corruptos. Para eles, o impeachment é golpe. Dillma foi eleita e com os votos que conseguiu, pode fazer tudo! Pedalada é escorregador, as falcatruas na Petrobrás são culpa da lava jato. O rombo nas contas é culpa da oposição que quer aprovar a CPM. os ministros afastados eram todos inocentes, mas ela assim agiu para apaziguar o país. As bobagens que saem daquela boca, são espíritos zombeteiros. E tudo mais é pura invenção dos que são claros, com olhos azuis e defendem o neoliberalismo.
    Da minha parte, acho que a maior sacanagem e herança maldita que FHC nos deixou foi a dupla Lulla/Dillma.
    O autor do texto pensa diferente. Quando terminar o filme triste, descobriremos quem é que estava certo.

  4. O Santayana é da turma daqueles blogueiros com dobradiça na espinha (como dizia Hélio Fernandes)? Foi lá aplaudir o homem mais honesto do Brasil? Ou ele é daqueles que até os 20 anos e era petista por que tinha coração, mas que depois dos 40 continua petista por que não tem juízo?

  5. O Santayana faz muito tempo pegou o Mal da Dilma Louca e perdeu os neurônios. Agora só tem excrementos na cabeça. Novamente a TI publica um texto dele onde ele faz apologia ao crime organizado. É o retrato perfeito de um partido de ladrões e criminosos.

  6. A tua hora está chegando, Santayana. Não tardará o início do teu calvário em ver trancafiado o teu grande e ídolo, que atende pelas alcunhas de Brahma, Barba, dentre outras. Os crimes praticados por teu ídolo e sua quadrilha são tantos e tão graves, que não é possível mais ocultá-los. Deveriam ser enforcados em praça pública. O Brasil pode até ser meio avacalhado, mas não é Cuba, nem Venezuela. Sofra junto com a sua curriola. Como disse um colega comentarista, quem adula o criminoso compartilha de seus crimes.

  7. TUDO POR NADA, OU APENAS POR MAIS DOS MESMO$. ASSIM NÃO DÁ, ASSIM NÃO É POSSÍVEL. ASSIM É REPETIR INFINITAMENTE AS MESMA$ CANALHICES DO PASSADO QUE REDUNDARAM NISSO TUDO QUE AÍ ESTÁ. O mais assustador de tudo isso aí, ou seja, da guerra tribal primitiva permanente entre oposição e situação, por poder, dinheiro, vantagens e privilégios, sem limite$, é que tucanistas atacam os petistas como se tivessem autoridade moral para fazê-lo. Pior do que isso, é sentir que os que estão atacando o PT de modo a destruí-lo, na verdade, não estão querendo mudar o sistema podre coisa nenhuma, mas, isto sim, querendo apenas roubar o bocado do PT, que já foi delle$, e que os que estão de fato querendo mudar o sistema podre e até apresentando propostas no sentido da mudança de verdade continuam marginalizados por ambos os lados e, inclusive, pela mídia dos mesmo$. E o mais terrível de tudo isso ai, será se nem mesmo de tudo isso que aí está, fedendo à beça em praça pública, há 126 anos, não sair o Novo Brasil de Verdade, que pelo visto o Mauro é um dos que não o quer porque decerto adora nadar no velho mar de lama da velha repúbllica 171.

  8. Santayana! Santayana!

    Acorda! o japonês está chegando e a culpa não é de Moro!

    O problema aqui é o crime cometido, a grana desviada roubada…

    Teu ídolo de barro vai ser canonizado na catedral do crime em Curitiba…

  9. Parabéns, Santayana! Cumpriu novamente o seu árduo papel de tentar defender a indefensável quadrilha lulopetista entranhada no poder, a qual vem destruindo este Brasil, pouco a pouco.

    Ganhou para isso mais algum suado capilé. Aproveite enquanto é tempo, porque logo seus patrões não estarão mais nos galhos (ou nas tetas) atuais!

  10. Eu procurei entender o Santayano escreveu e não entendi bem. Mas ele não merece nenhum reparo. O que lamentavelmente já sinalizei é que o “mosquito zica do pensamento único” já picou a Tribuna da Internet. Se alguém fala qualquer coisa que não está na cartilha da manada, segura que lá vem porrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *