A partir de abril, Valdemar Costa Neto (do PL)  passará a ser “dono” de Jair Bolsonaro

Roque Sponholz | Humor Político – Rir pra não chorar

Charge do Sponholz (sponholz.arq.br)

Vicente Nunes
Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro vai se filiar ao PL, de Valdemar Costa Neto, no dia 30 de novembro, com pompas e circunstâncias. Depois de um breve entrevero, Bolsonaro e Costa Neto se entenderam e o partido do Centrão dará abrigo ao presidente que se candidatará à reeleição em 2022.

A promessa é de uma relação cheia de amor e de compromissos mútuos. Bolsonaro recebeu a garantia de que terá poder para definir candidatos nas regiões mais importantes, a fim de ter palanque para alavancar votos e bancadas. Valdemar falou em carta branca…

PALAVRAS… – Quem conhece o histórico de Costa Neto sabe, porém, que nem tudo o que é prometido é seguido à risca. Por enquanto, Bolsonaro tem total liberdade para transitar no PL, até porque, no meio do caminho, se sentir que rolou uma traição, poderá trocar de partido até o início de abril de 2022.

A partir dali, ficará refém de Costa Neto, que será dono da candidatura do presidente. Mesmo que o PL não entregue tudo o que prometeu, Bolsonaro não poderá mais migrar para nenhuma legenda sob o risco de ficar de fora da disputa por mais quatro anos no Palácio do Planalto. Ou seja, goste ou não do que a agremiação faça, terá de se contentar.

DESVIAR A ROTA – É certo que, se não decolar nas pesquisas e ficar clara a possibilidade de não estar no segundo turno das eleições, Bolsonaro será jogado pelo PL à própria sorte. O partido, então, como sempre fez, buscará se colar no candidato com maior chance de vitória.

Não à toa, os diretórios do PL no Nordeste continuam piscando para o ex-presidente Lula, que lidera todas as pesquisas de intenção de votos. Aliás, Valdemar Costa Neto é pragmático. Não joga para perder. Dar abrigo à candidatura à reeleição de Bolsonaro é do jogo. Mas desviar a rota, também.

7 thoughts on “A partir de abril, Valdemar Costa Neto (do PL)  passará a ser “dono” de Jair Bolsonaro

  1. “Na Monarquia, o Parlamento era uma escola de estadistas, na República, o Congresso é um balcão de negócios.” (Ruy Barbosa)

    Hoje, poderíamos escrever: “Na Monarquia, o Chefe de Estado era decente, na República, indecente.”

  2. A partir de abril, Valdemar Costa Neto (do PL) passará a ser “dono” de Jair Bolsonaro

    Além de ser dono do seu “curral eleitoral”, Mogi das Cruzes.
    Mesmo com todo o lamaçal da corrupção, ladrão corrupto e que já foi preso, ele tem votos dos eleitores da cidade.

    • Valdemar Costa Neto

      Crime(s) corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
      Pena 7 anos e 10 meses.
      Situação Em liberdade. O STF julgou extinta a punibilidade em razão do cumprimento dos requisitos para recebimento do indulto concedido por decreto presidencial.

      Valdemar saiu com uma pasta com 4 milhões do Escritório do Crime Petralheiro, depois de acordos com a Quadrilha do Luladrão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *