A posição dúbia de Bolsonaro é compreensível; mas o silêncio de Sérgio Moro, não

Resultado de imagem para bolsonaro e moro

Moro precisa esclarecer se o COAF errou ou agiu certo

Jorge Béja

A questão que envolve o senador eleito Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, o COAF, a acusação da quebra do sigilo bancário de Flávio e as declarações do pai dele, tudo isso a cada dia se avoluma, desnecessariamente. Não existe incoerência quando Bolsonaro-pai declara que, se Bolsonaro-filho for culpado, deve pagar por seu(s) erro(s), para, logo em seguida, dizer que “acredita nele e que a pressão enorme em cima dele é para tentar me atingir. Ele tem explicado tudo o que acontece com ele nessas acusações infundadas”.

Em suma: se for culpado, que seja responsabilizado pelos erros que cometeu. Mas “eu acredito nele”. Nada incoerente, mormente quando se trata de um pai referindo-se ao filho. Isto sim é que é plausível.

QUEBRA DE SIGILO – Ocorre que o chefe do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), Eduardo Gussem, em entrevista coletiva, declarou que o MPRJ não quebrou o sigilo bancário de nenhum deputado da Assembleia Legislativa do Rio. Que foi o COAF quem enviou à instituição (MPRJ) o relatório com nomes e valores que parlamentares e assessores movimentaram, de forma atípica, em suas contas bancárias. Dentre eles, Flávio Bolsonaro e assessores, dos quais o Queiroz se tornou mais evidenciado pelas circunstâncias que são do conhecimento público, tão divulgadas têm sido e que dispensam repeti-las aqui.

Se constata, então, que tudo partiu do COAF, instituição que está sob o comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública e que tem na titularidade da pasta o ínclito ex-juiz federal Sérgio Moro. É Moro quem deve dar explicações à sociedade e aos próprios Bolsonaro-pai e Bolsonaro-filho. Moro precisa aparecer para confirmar ou negar o que disse o procurador-geral do Ministério Público do RJ, Eduardo Gussem.

PRECISA ESCLARECER – É Moro, na condição de Ministro da Justiça e Segurança Pública e investido no cargo da mais alta autoridade sobre o COAF, quem tem o dever de esclarecer se o COAF agiu certo ou errado, ao investigar contas bancárias de parlamentares do Rio e elaborar relatório sobre o que foi investigado e enviá-lo à promotoria pública do Estado.

Mas Sérgio Moro está calado, quando não poderia nem deveria estar. Afinal, o cerne da questão é o trabalho desenvolvido pelo COAF e enviado ao MPRJ, instituição destinatária e receptora do relatório que aponta movimentações atípicas. Moro não pode se furtar a aparecer e dizer a respeito do relatório feito pelo COAF e enviado ao MPRJ. Moro é a autoridade suprema do COAF.

Além dessa autoridade de que está investido, Moro é titular de ministério que combate a corrupção, a lavagem de dinheiro, as milícias, que comanda a Polícia Federal, dentre tantas outras atribuições que a Medida Provisória do novo governo estabeleceu. A jurisdição administrativa da pasta de Sérgio Moro é de longo e largo alcance. Apareça, Moro. Apareça e fale e explique. Queremos ouvi-lo.  

82 thoughts on “A posição dúbia de Bolsonaro é compreensível; mas o silêncio de Sérgio Moro, não

  1. Análise de um especialista jurídico sobre o Flavio Bolsonaro
    Muitos acreditam inocentemente que o Flavio Bolsonaro deve se submeter bovinamente a uma investigação do MP, sem tentar JUDICIALMENTE impedi-la. Isso é infantilidade, e eu vou explicar o porquê. Se estivéssemos diante de um cidadão comum, eventualmente a filosofia “quem não deve não teme” até poderia funcionar. Mas o Flavio é APENAS o filho do Presidente e o Queiroz na lista do COAF é o décimo sétimo na linha de investigação, em primeiro lugar está o presidente do PT da Alerj com desvio de 41 milhões mas o Flávio não é filho de qualquer Presidente: é do Presidente que está demitindo milhares de macacos velhos de Brasília e ameaçando reformar a Previdência dos servidores públicos contratados antes de 2003, que têm aposentadoria integral, mas que podem perder esse privilégio, é o cara que anunciou cortar toda a verba do governo federal as emissoras de televisão e jornais, é o presidente que fez a limpa nos cargos comissionados e pra piorar suspendeu contrato com ongs e exonerou outros funcionárioso.
    Abrir uma investigação contra Flavio é a chance perfeita para se investigar indiretamente o Presidente (cheque da Michelle ou o que mais aparecer com o Queiroz). Vão procurar pelo em ovo para tentar transformar o Presidente em um Temer e paralisar seu governo, como fez o Janot. O risco de uso político dessa investigação é altíssimo, OBVIAMENTE. Aconteceu isso com o Temer e está acontecendo isso hoje até mesmo com o Trump, nos Estados Unidos (e olha que lá usaram até garota de programa) que está sendo devassado violentamente sem motivo justo, se o Flavio tem argumentos jurídicos para barrar uma investigação que pediu ilegalmente a quebra do sigilo bancário dele, deve ele então usá-los todos, porque isso pode virar uma caça às bruxas, simplesmente por ser ele quem ele é. Seu caso NUNCA será investigado como se ele fosse um cidadão comum, com base na Constituição ou na lei. E se o Flavio conseguiu uma liminar no STF, acreditem, é porque ele tem ao menos um princípio de razão. Esse STF é hostil aos Bolsonaros. Só sai liminar favorável ali para Bolsonaros se houver bons fundamentos.
    Não podemos exigir SUBMISSÃO do Flavio e do Presidente. Eles têm que lutar. E até que apareçam provas, não podemos nos afrouxar e retirar apoio. Em uma briga, primeiro você ajuda o amigo a bater e se defende junto, para DEPOIS você ver quem é que está certo. Mas SUBMISSÃO jamais! Um processo judicial tende a ser uma guerra simétrica. Mas processos judiciais politizados são palcos de guerra assimétrica, irregular. Jogo sujo. NÃO SEJAM INOCENTES. ISSO NÃO TEM NADA A VER COM CONSTITUIÇÃO, LEIS, DIREITO OU JUSTIÇA. E vejam como eu estou certo: no caso dos cheques da Michelle, que é um desdobramento do Queiroz e do Flavio, FIZERAM UM ESCÂNDALO ANTES DE TERMINAREM A INVESTIGAÇÃO. Se o propósito fosse de apurar apenas, sem uso político, ISSO NÃO TERIA OCORRIDO. O Olavo tem um video dizendo que Watergate foi pretexto para derrubar Nixon. A JBS foi pretexto para derrubar Temer. E querem transformar o Queiroz em pretexto para derrubar Jair Bolsonaro. Não caiam nessa. CAUTELA nesse momento é FUNDAMENTAL.
    (Anônimo)

    Atenciosamente.

      • Isso não importa.
        A verdade foi dita!
        Prefere os canalhas que assinam matérias tendenciosas.
        No caso, a mídia esquerdista?
        O Sr. Não se incomodou quando a Miriam Leitão troco as palavras de um morto?
        Atenciosamente.

    • Sim, Espectro, também penso como você…Uma campanha sórdida “mancomunada”. Cara, não tenho bandido de estimação, acredite…Coisas bem piores aconteceram e ainda acontecem…Mas, o que me deixa estupefato é o amadorismo de Bolsonaro…Na minha opinião, o “jogo de vaidades” existe e, de uma forma clara e objetiva, está fodendo o Brasil! É Mourão (agora com esta porra de decreto sobre a transparência e, anteriormente, a porra da promoção- estratosférica- do filho dele); esse pessoal do PSL que está na China “deslumbrado” por nada; ministros que são uma verdadeira piada (muitos enrolados na “Lava a Jato”); a equipe econômica corrigindo erros primários feitos por interlocutores…É foda! É guerra! Quem quer ser PRESIDENTE tem que se preparar para tudo: Globo, STF, MPF. 14 anos de merda impetrados pela
      seita PT (e outros vagabundos assemelhados), milícias, traficantes, terroristas etc. Bem, eu ainda tenho esperanças…Reflexão, cumprimento de promessas (campanha), pulso firme e transparência a todo custo (ele tem o poder) fariam um bem “danado”…Falta um estrategista, infelizmente…Quando a “Bolsa” começar a cair….

  2. Jair Bolsonaro traiu seus eleitores e manteve o establishment no poder.
    Hoje o Brasil é governado por milicianos.
    Natália Queiroz era funcionária fantasma de Jair Bolsonaro
    O cheque de 24 mil na conta da primeira dama só vai ser explicado quando Jair Bolsonaro tiver o sigilo bancário quebrado.
    Em breve isto vai acontecer e ele será obrigado a renunciar.
    A situação do Brasil é a pior possível e daqui pra frente vai piorar muito mais.

    • Por que não quebrar o sigilo bancário dela ? Quantos depósitos menores ou até maiores foram feutis na conta dela ? Não há como negar o envolvimento como o esquema Flávio-Queiroz. No caso, é cueca cheia de batom, e até calcinha com “esperma”. Não há como negar. “Domínio do fato”, é fichinha comparado a isso aí.

      • E a desculpa do maganão para justificar os depósitos na conta da mulher, foi pagamento de empréstimo ao Queiroz, é mais , é um total de R$ 40 mil, representados vários cheques de R$ 4 mil. Será a justificação prévia daquilo que de fato pode ser um “mensalinho”. Com as delações do tb carioca, Roberto Jefferson, a república de fato veio abaixo, a república de direito teima em não enxergar isso.

    • Deus, Pai, o governo completa hoje 24 dias. Não daria para esperar mais um pouquinho para criticar o homem e sua família? De fato, pensava-se (eu, pelo menos) que grosserias e jequice fossem o pior do clã.Mas, vamos vemos se a coisa engrena, com a autoridade moral do gen Villas Boas por perto.

          • Eles já nos custam muito caro na ativa. Vide caso do Bolsonaro, aposentado com menos de 50 anos de idade, e apenas 17 de farda. Já não basta,pagar-lhes os soldos, se aposentam e se metem na política apenas para engordarem ainda mais as suas aposentadorias, e nós, os trouxas contribuintes temos que pagar a conta. Voltando ao caso Bolsonaro, já acumula soldo, aposentadoria de deputado e agora presidente, e lá se vão mais R$ 75 mil na conta do contribuinte, pobre coitado que já está atolando no brejo, no SPC, no serasa, cercado por rencas de vagabundos que via impostos extorsivos agora querem lhe tomar até a casinha de morada, penhorando-a e levando-a a leilão como inadimplente, casinha que levou décadas para construir na moral e para abrigar a si e sua família. Pô, o Brasil precisa de Solução, e não de governos de aposentados fardados que se metem na política apenas para engordar os seus ganhos.

  3. O Ministro da Justiça não teve e nem deve ter acesso à investigações do MPRJ. Só nos governos petistas o ministro da justiça, vide Aragão, se metia a defender interesses do patrão.
    Se Moro tivesse tido acesso aos autos (que estão sob sigilo!) a mídia ia cair de pau. E é o que ela quer.
    Se Moro, como ministro, deixa as investigações prosseguirem criticam por ele não dar pitaco em investigações do Ministério Público “carioca”, em autos que ignora o teor (quem sabe o conteúdo é o jornalista Octávio da globonews, confessor do procurador “carioca”).
    Decidam-se. Esfolamento ou enforcamento? Pois a morte já está decretada. É o que parece.

  4. O assunto é interno do Brasil. Moro não foi a um forum que reúne o poder do mundo para lavar roupa suja brasileira. Se houver algo que ele julgue dever abordar, o fará aqui. Amanhã já estará de volta.

    • Cara Mara, que DEUS-Pai a ouça, um País com uma Natureza de riquezas sem igual no Mundo, e um povo na pobreza e miséria.
      Moro com certeza, está noa aguardo da posse do Congresso, para mandar projetos contra os corruptos, que o Presidente o ouça para um Brasil decente e justo. Que Deus no dê sua Justiça protegendo Moro, que alavancou a moralidade, com a Lava Jato, cpm Amor a Justiça que faz JUSTIÇA, como dizia Rui Barbosa.

  5. O presidente interino Morão altera a Lei de Acesso a Informação de 2012 e agora assessores poderão impor sigilo a dados do governo

    Decreto assinado por presidente interino Morão altera regras de aplicação da lei de acesso a informação.

    Bem vindos ao admirável novo velho mundo dos militares no poder.

  6. Presado Béja,
    Não vejo a necessidade de o ministro Moro dar qualquer explicação, de quando é o tal relatório?
    As devidas modificações e adequações dos ministérios foram concluídas até a data do relatório?
    procedimento é de praxe?
    Sendo de praxe quer dizer que ele não tem de falar nada, não o sendo que se deve apurar,

  7. Recorde + record acima de recorde:

    “Sob Efeito Bolsonaro, Bolsa volta a subir nesta quinta-feira

    A Bolsa voltou a subir nesta quinta-feira, aproximando-se rapidamente dos 100 mil pontos.

    Neste momento, 11h12min:
    +0,51%, 97.047

    O dólar também sobe:
    +0,60%, R$ 3,7848 para venda.

    O Efeito Bolsonaro ficou mais forte depois das conversações do ministro Paulo Guedes em Davos, quando detalhou os planos para ajustar as contas públicas e desamarrar a economia.”

    ====> Políbio Braga

  8. Caro Dr. Béja, creio que o Dr. Moro, está desconfortável com essa confusão dos filhos do Presidente, e aguardando a posse real do Congresso, para mandar “projetos contra corruptos” para puni-los conforme manda a “Ética e a Moral”, que Bolsonaro o ouça, para um Brasil decente e justo. Oremos a Deus, por ambos, em favor do Povo brasileiro estuprado e vilipendiado pelos Governos pós ditadura, só se salvando o de Itamar Franco. Mantenho Esperança de ver uma Brasil fraterno com seu povo, sem as diatribes de governo. Creio na Mensagem de 2000 mil anos: A cada um segundo suas obras e Pagarás até o ultimo ceitil, Jesus Cristo, Doutrina de Código da Vida, O Evangelho. Consciência: Tribunal Divino, Livre arbítrio: Responsabilidade de nossas ações. Porta da Prestação contas: o Túmulo.

    • Ele tá c….. e andando pros filhos do bozo, ele pegou o cargo com um projeto definido, e nada vai desvia-lo, nem o bozo, pois mesmo que os projetos de leis mais severas entrem em vigor a partir de hoje, o crime é de antes e as leis não retroagem.

  9. “A Rede Globo foi atrás da certidão de nascimento do senador Flávio Bolsonaro, mas os repórteres do seu jornal Extra só conseguiram levantar informações de 19 anos atrás, quando ele tinha 18 anos e cursava Direito na Faculdade Cândido Mendes, Rio.

    Em reportagem de hoje, Extra apurou que o senador, no final do século passado, conseguiu um cargo de estagiário na Defensoria Pública do Rio, ao mesmo tempo em que ocupava as funções de assistente técnico de gabinete na liderança do PPB (PP, hoje) na Câmara.

    O que se espera é que a Rede Globo consiga extrair uma cópia da certidão de nascimento de Flávio Bolsonaro, tudo para investigar as circunstâncias do seu nascimento.”

    ===> Políbio Braga

  10. Caro Dr. Béja … Boa tarde!

    Acho que o primeiro comentário do Espectro tem muita verdade!!!

    Como emedebista dos históricos, até hoje me dói o que aconteceu com Temer e o MDB … porém, Temer não conseguiu aprovar a Emenda da Previdência – e foi o resultado menor; pois foi intensamente provocado a renunciar!!!

    Era ainda novo quando Jânio também foi atingido por ações que o levaram à renúncia.

    Já a de Collor acompanhei intensamente … pois acreditava que mudaria o Brasil ao tratar os do ensino obrigatório com prioridade – foi elogiado até por São João Paulo II.

    Com Bolsonaro, o Deep State está agindo rápido!!!

    Em tempo … falta o Dr. fornecer as datas das ações (COAF e MPE) para constatar se aconteceram já com Moro no Ministério.

    Um aperto de mão.

    • Prezado Lionço Ramos Ferreira.

      O cotejo entre as datas não parece influente. Se foi ao tempo em que o Coaf ainda não era subordinado ao ministro da Justiça, mas ao da Fazenda,
      o COAF não está sendo acusado de desrespeitar a lei que outorga à instituição o poder de conhecer a movimentação bancária, mormente as atípicas, de todos os que têm conta-corrente e utiliza a rede bancária para a sua vida comercial e financeira. A própria sigla –COAF– já indica qual a sua atribuição: Conselho de Controle de Atividades Financeiras ( Controle ).

      Se foi depois que o COAF passou para o Ministério da Justiça e Segurança Pública, com atribuição plena e abrangente contra a corrupção, sonegação, lavagem de dinheiro, milicias, polícia federal, etc.etc… e tendo como ministro Sérgio Moro, a situação muda de figura. Vê-se que o silêncio de Moro indica aprovação do que foi feito, relatado pelo COAF e enviado ao Ministério Público do RJ. Caso contrário, ainda que o gesto decorresse do governo anterior, Moro entraria em cena e através de ato administrativo ministerial decidiria de outra forma e poderia até anular o trabalho do COF. Mas não o fez. Assim, independente da data, o controle que a instituição exerceu — e exerce, agora com mais poder e vigor —- sobre a movimentação financeira de parlamentares da Alerj e seus assessores, foi e continua legítima, gerando efeitos no mundo jurídico.
      Grato.

  11. Procurador MP RJ em conluio com a Globo:

    É assim que a GLOBO consegue os vazamentos do MP/RJ e do COAF!

    (foto na internet)

    Jornalista Otávio Guedes recebendo as informações sigilosas do chefe do MP, 6ª feira passada, no Lorenzo Bistrô, no Jardim Botânico.

  12. Por que nossa imprensa em especial alguns jornalistas se omitiram nos período das trevas em que fomos governados por uma quadrilha. Por que só agora estes auratos de um falsa diginidade abrem a boca para criticar um governo que esta dando os primeiros passos? Se o filho dele cometeu um erro é de responsabilidade dele e não do pai.

  13. Dei uma rápida lida na Lei que criou o COAF. E agiram corretamente tanto o COAF … quanto o MPE-RJ.

    O que ainda não entendi é a DEMORA … pois li que são coisas de 2.017!!!

    Saudações!

  14. E COMO FICA O ASSASSINATO DE MARIELLE?
    Ela seria candidata a SENADORA, e certamente seria a primeira colocada. Quem se sentiu ameçado e mandou matá-la? Já se sabe que foram os MILICIANOS QUE A MATARAM. Eles têm muitos amigos na política. Agora é só descobrir quem mandou matar Marielle. Se alguém souber é só dizer.

    • Em investigações criminais, a primeira pergunta a ser feita é ” a quem interessava o crime” ? À vista das suas informações, não há dúvida de que o interessado na ausência política dela tem que ser no mínimo ouvido. No caso da “facada contra o Bolsonaro”, a mesma pergunta tb dever ser feita. E neste caso, salvo engano, e melhor juízo, como já foi dito aqui na T.I., concordo que só pode ser duas coisas: armação, ou treta entre candidatos evangélicos à presidente, em disputa pelo mesmo espaço eleitoral.

  15. Mesmo que uma vida tenha nascido de um ovo, logo, muito distante do ser humano, demonstra que, na sua tentativa de se comunicar, os sinais refletem a imbecilidade e a inferioridade dessa ave.

    Moro ser acusado de juizeco caipira e parcial, comprova que o fenômeno de um irracional se transformar em racional leva milhões de anos, como o caso nosso, que viemos de hominídeos.

    Não sei do ovo para o útero, mas deve levar outro tanto de tempo!

    Nesse espaço incalculável, vamos nos divertir com o seu insistente cacarejar!

  16. -Será que os que pregam a culpa do FLAVIO, mesmo que ele não tenha sido sequer julgado, serão os mesmos que pregam a inocência do LULA, já julgado e condenado em duas instâncias?
    -Eu acredito que não.
    -Seria muita INCOERÊNCIA da parte dessas pessoas…

    • Já julgado e condenado por quem ? Pelos seus próprios desafetos políticos ? Diferente de Lula, Flávio está apenas sendo investigado, em que pese a evidência dos fatos, e tem como seu amigo todo-poderoso aquele que condenou Lula. É diferente a situação.

      • Desde quando o Moro é desafeto do lula?
        se puder dar uma data ficarei imensamente agradecido.
        E o lula tá preso por conta da 2ª instancia não por conta da 1ª, ou todos os juízes são inimigos mortais do lula.
        Acorda Alice e deixa de invencionice

  17. Se, por acaso, Flávio Bolsonaro comprovar as suas movimentações e ser declarado inocente ou regular a sua conduta, indiscutivelmente estamos diante de uma situação tão injusta, que nos remete ao caso Dreyfus, um escândalo político que dividiu a França no final do Século XIX!

    Nesta situação, Flávio precisará de vários Émile Zola para que publiquem seus J’accuse, na tentativa de limpar o nome do senador Bolsonaro.

    Agora, se culpado, o Brasil se viu diante de uma das mais brutais campanhas contra uma pessoa!

    Flávio foi massacrado de várias formas:
    torturado, acusado de assassino, culpado pela morte de Marcielle, de incentivar milícias, de roubar dinheiro do povo, de ser um comerciante de imóveis desonesto, de empregar gente da pior espécie em seu gabinete …

    Se, a mídia nacional, hoje tão desacreditada quanto os parlamentares, tivesse usado a mesma ênfase contra Lula e seus ladrões e corruptos, Dilma sequer teria sido eleita, e tampouco Aécio, e teríamos tido um presidente, quem sabe, um pouco menos conivente com o mal!

    A campanha que a imprensa faz contra Bolsonaro é tanta, e que comprova ser chefiada por esquerdistas de merda, idiotas e imbecis que, Maduro, sequer é comentado na proporção que deveria pela sua crueldade e tortura que pratica contra o seu povo.

    Muito menos o gesto repugnante e altamente traidor da “amante”, a presidente do PT, Gleisi, que foi prestigiar Maduro porque, na sua ótica, eleito pelo povo!

    A deplorável petista não levou em conta as centenas de assassinatos de compatriotas comandado pelo ditador, e tampouco os mais de três milhões de venezuelanos que deixaram o país porque famélicos e sem emprego!

    Ou seja, no entender dos petistas, dos ladrões, genocidas e corruptos, quem não votou em Maduro pode ser morto, haja vista a ideologia retrógrada e genocida ser maior que o ser humano, mesmo em uma eleição ilegítima e adulterada!

    Pois este caso gravíssimo, a mídia nacional prefere Bolsonaro, o filho do presidente, um prato cheio para a esquerda se lambuzar, assim como fez com o dinheiro do povo quando no poder!

    Quanto aos parlamentares apontados pelo suspeito Coaf, um conselho político, sequer são comentados, e que roubaram muito mais ou movimentaram irregularmente milhões de reais a mais que o senador!

  18. O fato é que Sérgio Moro, no judiciário, jogando na sua própria casa, afeiçoa-se ao Falcão jogando futebol de salão, o rei do pedaço, o qual no futebol de campo, assim como Moro na política, não joga nada, nem bolinha de gude, precisa de um bom professor para ensiná-lo a dar os primeiros passos e a caminhar corretamente.

    • Tem gente com memoria muito curta, já se esqueceu do ministro que não podia assumir, e que teve de dar lugar ao arregão, que para sinistro a injustiça não precisava nem de pena, a unica coisa que fez foi defender a idala aquela anta retardada que entendia de economia e nos enfiou nesse buraco

  19. Mariele seria sem dúvida a primeira colocada na eleição de senador. Foi morta, já está provado que foram as MILÍCIAS. Grupo de extermínio composto por ex-policiais que surpreendentemente foram homenageados na Assembléia Lesgislativa com elogios e medalhas. Qual a razão? Só existe uma interpretação: Favores trocados. A seco? De graça um grupo de extermínio mata uma pessoa? A VERDADE É COMO UM FACHO DE LUZ EM UMA NOITE ESCURA. QUANDO BATE NOS OLHOS DOI. Só não existe prova de quem foi o mandante, Mas que foi um político que mandou matá-la foi. Só não sabemos o nome. Os alucinados que pensem de outra maneira. Justificar um crime brutal com os crimes praticados por Lula não tem lógica. Lula está condenado e vai lá ficar por muito tempo. Só um louco pode justificar um crime com outro crime. O passadado dessa gente os condena.

    • Quer que eu lhe mande a corda para o enforcamento ou vc já a tem?
      E quanto a vereadora é só sonho seu ela senadora mesmo que viva fosse, talvez nem vc votasse nela por puro desconhecimento do trabalho dela que eu acredito que fosse correto.

  20. Vamos ver se o editor deste blog, jornalista Carlos Newton, vai divulgar esse assunto ou vai escondê-lo.

    Como mostraram em seus comentários Eduardo Areal (1:20pm) e José Roberto Silveira (1:19pm), o chefe do MP-RJ, Eduardo Gussem, foi fotografado passando informações ao jornalista Octavio Guedes, da Globo, na 6ª feira, 18 de janeiro.

    Nesse “mesmo dia”, à noite, o Jornal Nacional, já noticiava que “teve acesso” com “exclusividade” a informações sobre depósitos suspeitos na conta de Flávio Bolsonaro.

    Já se anteciparam e disseram que os vários depósitos de 2.000 reais eram a forma usada para esconder o nome do depositante.

    Logo na 2ª feira (21 de janeiro), Flávio Bolsonaro explicou que eram depósitos feitos por ele mesmo na própria conta num terminal de caixa eletrônico do Itaú, que restringia os valores a 2.000 reais por cada pacote. O valor era resultado de parte da venda de um apartamento.

    Só que, agora, a situação se complica para a Globo, para o jornalista que recebeu essas informações e para o procurador de Justiça, chefe do MP-RJ. O procedimento se trata de crime.

    Código Penal
    Violação de sigilo funcional
    Art. 325 – Revelar fato de que tem ciência em razão do cargo e que deva permanecer em segredo, ou facilitar-lhe a revelação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *