A precisão da fonte, uma excelente informação

Helio Fernandes

Há mais de um mês disse aqui, com todas as letras e palavras: “Um grupo de tenebrosos e corruptos do PMDB e do PT, queria fazer João Paulo Cunha presidente da Câmara, cargo que ocupou (e se aproveitou) durante o mensalão.

Foi enquadrado mas não cassado, se elegeu deputado, desavisadamente (para o cidadão). Foi vetado pelo Planalto para novamente presidir a Câmara.

Dois dias depois, voltei com mais informação encadeada (que fontes) sobre o assunto. Era o seguinte, que informei e comentei: “João Paulo será presidente da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante, por onde passam todos os projetos. Se a Comissão diz que é inconstitucional, não passa dali.

*** 

PS – Lembrei que essa Comissão já foi presidida por luminares da Cultura, da Ética e da Moral, como Afonso Arinos, Gustavo Capanema, Milton campos. Ontem, João Paulo Cunha, a negação de tudo isso, foi escolhido (?) presidente dessa CCJ.

PS2 – Devíamos  levantar um Monumento à Ata (Tratado) de RESPEITO ÀS FONTES DE INFORMAÇÃO, assinado pelo Brasil em Chapultepec. Sem fontes (e sem usar as informações) não haveria jornalismo.

*** 

44 JORNALISTAS MORTOS

A ONU é completamente inútil. Como foi a Liga das Nações, depois da Primeira Guerra Mundial. Mas de vez em quando divulga informações interessantes, embora lamentáveis. Como essa de agora, dos jornalistas mortos.

Entre esses 44 que morreram, nenhum “proprietário” que se julga jornalista, só porque paga ou cria emprego. Se não fossem os jornalistas, que estão sempre em guerra mesmo na paz, como esses “proprietários” enriqueceriam e se diriam jornalistas?

***

PS – A única vantagem (na verdade, duas) da ONU sobre a Liga das Nações. 1 – O belíssimo prédio, projeto de Oscar Niemeyer, no centro de Manhattan. 2 – O painel de Portinari (agora em reparos, depois de mais de 60 anos), extraordinário e que tem o título adequado: “Guerra e Paz.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *