A propósito das repetitivas denúncias sobre obras superfaturadas no Brasil

Luiz de Moraes Rego Filho

Como engenheiro, não posso deixar de comentar sobre as denúncias feitas pela Rede Globo, no Fantástico, sobre “Obras Inacabadas e Superfaturadas” no nosso Brasil..um absurdo repetitivo!

Essas denúncias não sã novas. E constituem mais uma prova da inoperância dos agentes fiscalizadores e uma ratificação da debilidade das nossas leis. Entre as denúncias, observa-se claramente a usurpação da Lei 8.666 (de Licitações), que não é das melhores, mas é a que temos.

É inadmissível que o Tribunal de Contas da União faça apenas uma “recomendação” à Petrobrás, diante do “escândalo” mostrado sobre uma obra que teve seu preço inicial alterado, após o “processo licitatório”, em mais de 12 vezes. Isso não existe em lugar nenhum. Sem falar nas modificações de projetos, que acarretam aditivos e superfaturamentos.

O Ministério Público deveria agir e tudo ser devidamente averiguado, inclusive através de auditorias externas, para que os responsáveis (digo, irresponsáveis e desonestos de “carteirinha”) devolvam as vultosas quantias aos cofres públicos e em seguida sejam trancafiados.

O responsável pela Infraestrutura da Petrobrás, de forma “beócia” e acintosa, ainda vem com justificativas pífias, sem nenhum conteúdo técnico, dizer que “explicou tudo ao TCU”. Balela. Aliás, deveria ser feita também uma grande auditoria na Petrobras, que como se diz ironicamente que “já perdeu a caixa preta faz tempo”. Caixinha pretinha, como o caro petróleo que ela produz.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *