A rebeldia de Oswald de Andrade num poema cheio de coquetéis Molotov

Resultado de imagem para oswald de andrade frasesPaulo Peres
Poemas & Canções

O advogado, escritor, ensaísta, dramaturgo e poeta paulista José Oswald de Souza Andrade (1890-1954) foi um dos principais articuladores do movimento modernista literário e da célebre Semana de Arte Moderna, marco divisório na história das artes brasileiras, realizada em São Paulo, em 1922. A rebeldia de Oswald o levava a querer muito mais do que simplesmente revolucionar forma e conteúdo da criação artística. O que ele queria mesmo era uma revolução que transformasse a vida social dos brasileiros, suas instituições e costumes.

ALERTA
Oswald de Andrade

Lá vem o lança-chamas
Pega a garrafa de gasolina
Atira
Eles querem matar todo amor
Corromper o pólo
Estancar a sede que eu tenho doutro ser
Vem do flanco, de lado
Por cima, por trás
Atira
Atira
Resiste
Defende
De pé
De pé
De pé
O futuro será de toda a humanidade.

3 thoughts on “A rebeldia de Oswald de Andrade num poema cheio de coquetéis Molotov

  1. 1) alho-no-ministerio-da-saude.html?ssm=FB_BR_CM&fbclid=IwAR03RsPZcm8s05Vnhyylp7E7qYvzc3NQa3I6S5zc-da2v6KlxyXnBIZi4W4

    2) Vejam a foto.

    3) Vi… li… nas redes paródia neopentecostal do Hino Evangélico: “Segura na Mão de Deus/Segura na mão do Mito”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *