A reunião do “Conselhão”, perda de tempo, 90 pessoas sem fazer nada. O auge de Moreira Franco, presidindo esse seminário sobre a inutilidade.

Helio Fernandes

Em 2003, no ínicio do primeiro mandato, Lula, querendo agradar a muitos que adoram se reunir, aparecer, vibrar com os holofotes, criou esse Conselho. Que pelo número de membros, foi chamado logo de “Conselhão”.

Essa reunião inicial foi presidida pelo próprio Lula. A maioria de empresários, principalmente bancos e seguradoras, que não contribuem para o desenvolvimento. Todos queriam ver e apertar a mão do presidente. Mas foi Lula, que me obrigou a dar uma nota, 2003, ainda com o jornal impresso.

O presidente, exclamando ao ver “seu” Brandão, o “dono” do Bradesco: “Há muito tempo que não vejo meu grande amigo Brandão”. Comentei, era obrigatório: “Como é que um líder sindical fica intimo amigo de um insensível dono de banco?”

Moreira Franco, que reclamou, não queria assumir a Secretaria (Ministro) de Assuntos Estratégicos, estusiama, até empolgado: foi ele que presidiu o “Conselhão”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *