A revolta do mundo árabe, que ganha cada vez mais força com a internet

Helio Fernandes

O que começou na Tunísia, timidamente, e ganhou força com a internet, vai avançando por todos os países da região. Quase todos com ditadores que estão no Poder, sem se incomodarem com o povo, no mínimo entre 10 e 40 anos.

A maior parte deles criando tremendos problemas para o governo americano. Obama não pode nem tomar posição, contra ou a favor. Os fatos estão acima do que podem permitir, resistir, deixar existir.

*** 

O DRAMA DOS EUA NO EGITO

Foi um tremendo e insolúvel desafio. Obama, que chegou há 2 anos, tinha amigos e inimigos por todos os lados, não sabia como agir. Tudo estava tão confuso, que os EUA corriam o risco de defender Mubarak, e atingir um aliado muito mais fiel e necessário.

*** 

PS – Então, Obama e Dona Hillary Clinton rezavam, lendo capítulos diferentes da mesma Bíblia. Mas pedindo a Deus que os ajudasse, “a forma fica com o SENHOR”.

PS2 – Para eles, o ideal é que Mubarak se garantisse ou desaparecesse, tanto faz, só que o mais rapidamente possível.

PS3 – Mubarak caiu, mas o MUNDO ÁRABE, qualquer que seja a sua crença, fé ou religião, também ameaça desabar. Os desafios são constantes, diários, até horários, todos contra.

PS4 – Não sobrará nada para o povo, qualquer que seja o país, tenham os nomes mais complicados, com ditadores mais violentos e mais corruptos.

PS5 – No dia da renúncia de Mubarak, sem deixar que alguma coisa se definisse, analisei: “Para o povo do Egito não sobrou nem vai sobrar coisa alguma, tiraram Mubarak do Poder, deixaram os aliados, que não parecem satisfeitos e saturados”.

PS6 – Esses  generais que assumiram, estão fazendo exatamente o contrário do que a população esperava e exigia. Ficaram dias e dias nas ruas, pensavam que tivessem ganho alguma coisa. Perderam o que restava, e ainda são MISERAVELMENTE ENGANADOS.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *