A Rússia, os transgênicos, a cobiça e a morte

Mauro Santayana
(Hoje em Dia)

 

O Governo russo, em plena crise ucraniana, acaba de tornar oficial a decisão de proibir a entrada, no país, de qualquer alimento transgênico, ou derivado de organismos geneticamente modificados.

 

“É necessário proibir os OGM e impor uma moratória durante dez anos. Assim, nós poderemos planejar as experiências, os ensaios, e, possivelmente novos métodos de pesquisa que posam ser desenvolvidos. Ficou provado, não apenas na Rússia, mas também em outros países do mundo, que  os resultados obtidos até agora são perigosos, e precisam ser rigorosamente monitorados. O consumo dos OGM pode conduzir a tumores, câncer e obesidade em animais. A biotecnologia merece ser desenvolvida, mas a produção transgênicos tem que ser paralisada, afirmou, em declaração à imprensa, Irina Ermakova, da Associação Nacional para a Segurança Genética da Rússia.

 

Uma das maiores preocupações russas com a Ucrânia, reside também justamente no avanço da utilização de sementes transgênicas naquele país, por intermédio de empresas como a Cargill, que acaba de comprar parte considerável da UkrlLandFarming – uma empresa ucraniana que controla meio milhão de hectares de terra – e a Monsanto (foto) que já é responsável pela venda de 40% das sementes usadas pelos agricultores ucranianos.

 

Os russos se preocupam com a penetração dessas sementes transgênicas pela vasta fronteira russo-ucraniana; temem a contaminação de seu vasto território e dos alimentos consumidos pela população russa por agrotóxicos como o glifosate.

 

AJUDA INTERNACIONAL?

 

Agências norte-americanas de ajuda internacional, como a USAID, são obrigadas, por lei, desde o ano 2.000, a não impor barreiras à compra de alimentos transgênicos para seus programas de auxílio ao Terceiro Mundo.

 

No momento em que, segundo denúncias de ambientalistas, a Monsanto, aproveitando as negociações do Acordo de Parceria Transpacífico, pretende diminuir as barreiras existentes para seus herbicidas e suas sementes, a proibição russa – como maior país do mundo em extensão territorial e um dos maiores produtores de trigo – pode ser decisiva e entravar os planos da empresa norte-americana.

 

Para o Brasil, no entanto, a notícia pode não ser boa. Nosso país pagará, agora, um alto preço por sua lassitude na aprovação de organismos transgênicos nos últimos anos – que envolve suspeitas de corrupção, em processo de investigação – e pela disseminação, sem controle, em anos recentes, de cópias de sementes transgênicas, a partir das regiões de fronteira.

 

Justamente no momento em que a Rússia, por causa do conflito ucraniano, pretende substituir a importação de alimentos ocidentais por outros fornecedores, principalmente do BRICS, do qual o Brasil é o maior produtor-exportador de alimentos, corremos o risco de perder essa oportunidade, por não ter soja natural suficiente, ou estrutura confiável de fiscalização e transporte de nossas exportações.

23 thoughts on “A Rússia, os transgênicos, a cobiça e a morte

  1. E se fossem dos russos a mansanto? E se os descobridores dos transgênicos também fossem os russos? Eles estariam impondo estas sanções? Ou isto não será uma represália russa às sanções lhe impostas recentemente? Eu também acho os transgênicos uma coisa digna de suspeita. Digo suspeita, e só. Muito mais perigosos são os agrotóxicos. Na verdade, os transgênicos são uma medida a driblar os agrotóxicos. Os efeitos dos agrotóxicos são comprovadamente suspeitos. O veneno está ali, na superfície da semente. A toxina está lançada. Obrigatoriamente, ela não vai ser degradada pelo sistema digestivo. Por sua vez, o material transgênico, conforme o próprio nome, a modificação é a nível de gene, dna, e o dna, assim como proteínas e lipídios e carboidratos são quebrados no trato gastointestinal e transformados em monômeros. O dna também é quebrado antes de ser absorvido. Logo, o que entra no sangue são os nucleotídeos. Os nucleotídeos são os monômeros que forma o dna, diga-se de passagem. Se você comer seja lá o que for, um vegetal, um pedaço de bisteca, do dna o que vai chegar em seu sangue são os nucleotídeos. Disse toda esta explicação técnica para concluir que os trangênicos são apenas dignos de suspeitas, mas longe estão de serem esta maleficência de que tanto falam. Os transgênicos são o futuro da agricultura. É uma alternativa aos agrotóxicos. E que alternativa. O problema de tanto xafúrdio e contrariações e reclamações é que os transgênicos ainda estão dentro do prazo da patente. E logo nem todo mundo pode fazer. Por isso, tanto mal se fala da mansanto, que de santa, é óbvio, nada tem! Mas não é preciso ficar aporreado não. Os agrotóxicos são muito mais perigosos, comprovadamente perigosos, logicamente perigosos. E eles estão na mesa de cada um de nós aqui, de uma maneira ou de outra. Meus amigos, acreditem: os transgênicos serão o futuro. Futuro bom. Tanto em níveis produtivos, pois as safras são maiores quanto em níveis de saudabilidade. O presente são os agrotóxicos, estes sim causam câncer comprovadamente, logicamente. É tanto que a oms nunca proibiu o uso dos transgênicos, apenas recomendam mais estudos, claro. Pro Brasil, os transgênicos vieram em boa hora. O agronegócio é o vagão comando da nossa economia. O Brasil tem muita terra, e o mundo tem 7 bilhões de boca que precisam comer no mínimo três vezes por dia. E os commodities nunca tiveram tão valorizados. É a chance de crescer é agora. É o momento de investir em pesquisas sobre os transgênicos e incentivar a plantação, multiplicar, aprimorar a produção, ganhar competitividade no mercado europeu e asiático. Essa história de transgênico faz mal é coisa de livro de quarta série do ensino fundamental…

  2. A Rússia (os dirigentes) sempre foi muito “boa” para seus cidadãos. Nos tempos da URSS fizeram uma usina nuclear sem a terceira blindagem, o que resultou em Chernobil. O negócio era economizar(capitalismo?), mesmo porque não tinham mais dinheiro. Por isso até venderam um super porta-aviões sem terminá-lo para a China por 10 milhões.
    Agora seu porta-voz santayana diz que a malvada Ucrânia tava deixando entrar transgênicos na área.
    Como é boa a Rússia!

    • Esqueceu de mencionar Three Mile Island, Tukushima, e outras de devem ter sido abafadas pela imprensa-empresa anglo-semita do mundo inteiro com representação no BRASIL pelo GAFE-globo abril-folha-estadão (BRASIL ainda com (S), porque se o Aébrio vencer logo no dia seguinte será assim: B R A ZZZZZ I L). Voltando a vaca nuclear, eu acho que as usinas acima citadas devem estar localizadas nos arredores de MOSCOU, porque conforme a notícia a RÚSSIA tem a intenção de ser irresponsável e querer assassinar seu próprio POVO. Agora os EUA são IMORTAIS e estão acima até DEUS, pois ele tem o Super-Homem que já revelou ser melhor que JESUS Cristo. Chego até a pensar que os 8 milhões de mortos pelos EUA no século passado foram SEM QUERER, aliás Mortes-Humanitárias. Tá bom assim? Bem colocado a favor do Ocidente Maravilha.

  3. Vimos no TV Rural (TV Globo), um alto produtor de milho, que plantou sementes transgênicas, ter suas espigas repletas de lagartas, a comer os grãos, e ele perdeu tudo, cabe a ele mover ação contra à Monsato!?.
    Para os remédios, a pesquisa leva anos, para ser usado, e a comida transgênicas, que todo mundo usa diariamente, sem a comprovação de “não matar ou aleijar” pode??
    Neste programa, foi mostrado, que tem que ser plantado “semente original”, na tentativa de evitar as lagartas, e como fica à segurança da humanidade em sua saúde!??. Creio que à Russia nesse ponto está certa, pois, estará garantindo seu povo de não comer “comer veneno”, que” enche o cofre das multi.
    A questão no Brasil, falta governo que proteja seu Cidadão, contra a ganância, nos deixando, correr o risco, de morrer.
    Pesquisa séria, e com comprovação, que beneficiará o povo, e não o colocar em risco à vida, é preciso.

  4. Gozado, os vermelhos estão esverdeando aos poucos… À sua moda, é claro, e por absoluto esgotamento e consequente falecimento da sua ideologia, que destruiu tudo por onde passou. Hoje, defender marxismo e congêneres é correr o risco de pagar mico, dado ao seu fracasso na prática.

    Santayana e Boff são dois deles. O problema é que a ojeriza que eles têm do progresso os faz sempre entrar pela contramão da lógica. É ranço!

  5. O sr. Feitosa apresenta uma extensa aula de biologia sobre os transgênicos. Porém se confunde achando que os transgênicos não necessitam de agrotóxicos.Pelo contrário. Estas sementes também necessitam de agrotóxicos e, às vêzes, em quantidade e toxidade maior.
    Para ilustrar, aí vai um dos inúmeros artigos sobre o tema:
    http://www.mst.org.br/A-relacao-transgenico-agrotoxico

    Além disso, é fato cientificamente comprovado, que os estudos sobre o efeito dos transgênicos no organismo ainda não são DEFINITIVOS!

  6. Sr Jose Augusto Aranha, seu comentario é pertinente, sobre a comprovação se osefeitos dos transgenico faça mal a nos humanos, ainda éindefinido.
    Mas existem estudos que compravam o mal que ele nos faz, talvez Putin saiba mais que nos “americanófilos” com nossa boçalidade, ainda não sabemos que existem umas boboletas, acho

    • Francisco, se tu mostrares um artigo vindo de qualquer universidade mundial e de qualidade que comprove que os transgênicos causam qualquer mal ao corpo humano, te prometo, nunca mais comento na Tribuna.
      O engraçado disto tudo, é que muito se comenta sobre os trangênicos, de maneira superficial e geral. A grande briga mundial está com a soja, pois a patente é de uma cia americana. Mas e os outros produtos? A briga de Russia com a Ucrânia passa por uma equação muito simples. A produção agrícola da Ucrânia está crescendo muito rapidamente e tomando muitos mercados de girassol e trigo, enquanto a produção russa está estagnada.
      Mas, voltando aos transgênicos, quem fala do tomate, das verduras e frutas? Ninguém, porque as patentes são européias.
      Então, o Santayana disse um monte de bobagem na qual nem ele acredita, mas é importante supervalorizar o résquio do comunismo russo contra a ameaça americana. Quanto bobagem……………..o dia em que apresentarem qualquer estudo científico que prove alguma coisa então poderemos falar sobre o assunto sem ficar neste achismo hipócrita e que serve muito bem para enganar os pobres da bolsa-famíliam mas não quem um dia foi à escola para aprender e não para se tornar mais um analfabeto funcional.

  7. continuando: acho que Monarcas, que depositam suas larvas em milhos transgenicos e PASME, a letalidade dessas larvas chegam a 50%.
    Essa noticia o senhor não lera na grande midia nem ouvira nos telejornais globais.
    As vezes as sançoes russas sejam melhores que as sançoes americanas, pelo menos essas trarão beneficios ao povo.

  8. Caro Jornalista,

    DESDE QUE A VIDA SURGIU NA TERRA QUE ELA É TRANSGÊNICA e, a cada segundo que passa, modificada geneticamente! Os animais e plantas de apenas cinquenta anos atrás (um piscar de olhos no tempo de vida da terra e da vida) não são os mesmos consumidos hoje e, graças a essa seleção artificial feita pelos pesquisadores, em benefício dos seres humanos, não apresentam as mesmas características genéticas – principalmente produtividade – do tempo dos nossos avós!

    Quem tem mais idade sabe o que era esperar pelo menos oito anos para chupar as primeiras mangas ou comer os primeiros cajus dos pés plantados no quintal, ou a dificuldade que era para se plantar milho e obter uma boa produtividade por hectare plantado. Hoje você já compra árvores frutíferas com frutos pendurados!

    Ou será que o nobre jornalista acha que, geneticamente falando, todos os seres vivos estão parados desde a criação?
    Caso sua resposta seja positivo, então que FECHEM A EMBRAPA, pois esta só trabalha com alterações – e melhoramentos do ponto de vista humano – genéticas.

    Quem está com fome não escolhe a cor do prato. E como tem gente com fome neste planeta!!! Quem fica escolhendo a cor do prato é quem pode dar-se ao luxo e tem dinheiro para comprar alimento “supostamente orgânico” e pode pagar dez reais em um pé de alface.

    O Feitoza está certo: No artigo foi feito uma mistura de MAURO SANTAYANNA E LEONARDO BOFF.

    Abraços.

  9. Tirando comentários que procedem como o de Francisco Vieira, sobra os do tipo emitido pelo cara que ficou com raiva da privatização da telefonia, pois com ela perdeu a boquinha de alugar o telefone que tinha sobrando.

      • Ele é pago para interferir em proveito dos interesses multinacionais e do governo dos EUA. Aí, quando o tema lhe foge e fica sem argumento sai com essa do aluguel de linha telefônica, Coréia do Sul, malandragem vermelha e chavões manjados. É o vira-lata a ladrar por seu território.

  10. Assunto bem discutido… bons comentários, num momento em que o planeta está mais para podre ao que para doente, graças ao ar que respiramos e a comida que comemos. Minha opinião.
    Quanto ao artigo do senhor Mauro Santayana, concordo com quase todos. Ele não acrescentou muito para o que estamos sabendo. Misturou um pouco de milho com batatas…
    Ao contrário, no meu modo de ver e analisar as coisas pelos referenciais que podemos comparar, fico com o do Sr. Feitoza, ponderando entre duas situações letais , das quais nos dias de hoje não temos como escapar : transgênicos e agrotóxicos. Também concordo com ele, os transgênicos vieram para ficar…e matar a fome do mundo.
    Quanto aos agrotóxicos, esses matam desde priscas eras… é o grande assassino que já mandou milhões para o cemitério, desde o tempo das “barrigas de água!”, nome dado ao câncer muitos anos atrás…
    O dramático: ainda vai continuar levando ao cemitério, muitos outros milhões…

  11. Quando se mistura ideologia com ciência, resulta o que?
    Uma discusão insana que mistura acidentes nucleares com Lenin, fome com agricultura de fundo de quintal, Mst com Aéssio.
    Vocês das grandes cidades que só conhecem agricultura na gôndola do supermercado ou na feirinha de orgânicos do sábado, venham ao interior conhecer a produção agrícola deste pais.
    A quantidade de pessoas que precisam comer neste planeta é inimaginável, cerca de 7 bilhões de pessoas e não é com agricultura de subsistência que será fornecido alimentos para este povo.
    Se agricultura de subsistência fosse eficiente, a Índia não teria fome, a África não teria fome, a China não viria comprar a soja brasileira.
    Discutam, e é justo e correto, a utilização de menos defensivos agrícolas e de forma mais técnica e eficiente, mas querer voltar no tempo….. Haja paciência.
    Vocês desejam controle de natalidade através de guerras, catástrofes naturais e pestes para ter menos bocas para alimentar, já que a terra nunca passou um período tão grande de crescimento populacional.

  12. Até hoje, não se sabe se produtos transgênicos, são maléficos
    a saúde humana, se é nocivo as pragas, provavelmente será
    nocivo a quem ingeri-lo. Autorização de uso de transgênicos
    nas lavouras brasileira, foi mais um erro do governo Lula.
    A Monsanto agradeceu penhoradamente.

  13. Senhores,

    TRANFORMAÇÃO DE PLANTAS

    A transformação genética é a transferência (introdução) de um ou vários genes em um organismo sem que haja a fecundação ou o cruzamento. Os organismos transformados geneticamente recebem o nome de transgênicos e os genes inseridos são denominados de transgenes. Estes organismos também são chamados de organismos geneticamente modificados (OGMs). Portanto, vegetais transformados geneticamente são chamados de plantas transgênicas.
    A principal vantagem para o melhorista no uso da tecnologia dos transgênicos é a possibilidade de transferência de características (genes) de plantas não relacionadas (ou seja, sexualmente incompatíveis) ou mesmo de animais e micro-organismos. No melhoramento convencional, a troca de genes está limitada somente a espécies que são sexualmente compatíveis.

    “A transformação de plantas é uma ferramenta com alto potencial para aplicação no melhoramento vegetal e em outras áreas, como na medicina e na nutracêutica. Os métodos de transformação permitem a obtenção de cultivares com novas características, nem sempre possíveis de serem alcançadas por métodos convencionais.
    Alguns exemplos de cultivares com essas características são o milho e o algodão Bt, resistentes aos insetos. a soja RR, tolerante ao herbicida glifosato; o arroz dourado, com maior conteúdo de betacaroteno, visando diminuir a deficiência de vitamina A. Todos esses materiais já estão disponíveis aos produtores. Entretanto, as pesquisas continuam e NOVOS TRANSGÊNICOS estão sendo desenvolvidos contendo outras características como melhoria da qualidade nutricional e produção de biofármacos.

    A polêmica a respeito das plantas transgênicas ocorre, principalmente, devido ao DESCONHECIMENTO DA POPULAÇÃO SOBRE O ASSUNTO. A publicação de documentos relativos a transgênicos evidenciando os métodos e as suas aplicações é fundamental para informar a população e diminuir essa polêmica. A Embrapa, com a publicação dos livros CULTURA DE TECIDOS e TRANSFORMAÇÃO GENÉTICA DE PLANTAS, tem ajudado nesse sentido. No entanto, ainda existe a necessidade de publicações de caráter mais básico, visando atingir o público leito, mas curioso sobre o assunto.
    Esta publicação teve como objetivo apresentar os conceitos básicos da transformação de plantas, explicando cada um deles de forma clara e concisa, além de descrever cada etapa do processo, sua aplicação e a utilização de transgênico no mundo.

    Roberto Teixeira Alves – Chefe-Geral da Embrapa Cerrados”

    Apresentação do livro TRANSFORMAÇÃO DE PLANTAS, de autoria da bióloga, pesquisadora e doutora em genética e melhoramento de plantas, Solange Rocha Monteiro de Andrade, da Embrapa Cerrados, disponível para download no site da empresa:
    file:///F:/FILMES%202014/Transformacao-de-Plantas-.pdf
    file:///C:/Users/Vieira/Downloads/Principios-da-Cultura-de-Tecidos-Vegetais.pdf

    BAIXE O ARQUIVO, LEIA, DISTRIBUA PARA O SEUS AMIGOS E CONTRIBUA PARA DIMINUIR A QUANTIDADE DE IGNORANTES NO MUNDO.

    Abraços.

  14. Prezados sejamos sóbrios e vigilantes…. Tomemos um imenso cuidado com “criações humanas”
    algumas segundo dizem feitas para “ajudar”…. Portanto tomemos cuidado….mas muito cuidado.

    Modificar aquilo que já segue uma ordem natural das cousas que foram criadas..é ao meu ver
    uma situação temerária, afinal..sabemos que tudo tem seu lado B.

    Pode até não ter correlação com o assunto aqui comentado e debatido..mas analisemos a tão
    propalada “invenção da pilula anticoncepção”..nada foi falado sobre as suas sequelas no
    organismo das mulheres…que a usaram… MAS vcs notaram que o ASSOMBROSO aumento de
    CANCER nos seios das mulheres … pode ter relação com o uso continuo da pilula ?

    Outra situação ESTRANHA…se comparada com a questão dos T…. é a questão do uso das células
    Troncos ..nos seres humanos para a eliminação das doenças..FICA no ar uma atmosfera de mistério
    que nos levam a perguntar por quais motivos não se usam as células troncos em humanos ?

    Quer dizer que usar T.. para “acabar” com a fome no mundo..pode ? MAS utilizar as células troncos
    para RESTAURAR E ELIMINAR AS DOENÇAS GRAVES ..não pode ?

    Essas é demais situações são intrigantes e cercadas de mistérios ocultos…afinal..onde se ve aplicadas
    estas duas palavras..pode escrever..que alguma cousa boa não há

    YAWHE SEJA LOUVADO..SEMPRE..EM YESHUA…O SALVADOR

    Carlos de Jesus -Salvador -Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *