A sertaneja que conseguiu enfeitiar Ren Bittencourt

Resultado de imagem para ren bittencourt

Bittencourt com o amigo Chico Alves, o Rei da Voz

Paulo Peres
Site Poemas & Canes

O empresrio artstico, jornalista e compositor carioca Ren Bittencourt Costa (1917-1979) utiliza hiprboles para fazer a Sertaneja feliz, nesta belssima, romntica e buclica letra. Essa cano foi gravada por Orlando Silva, em 1939, pela RCA Victor.

SERTANEJA
Ren Bittencourt

Sertaneja se eu pudesse
se papai do cu me desse
O espao pra voar
eu corria a natureza
acabava com a tristeza
S pra no te ver chorar
Na iluso desse poema
eu roubava um diadema
l no cu pra te ofertar
e onde a fonte rumoreja
eu erguia a tua igreja
e dentro dela o teu altar

Sertaneja, por que choras quando eu canto
Sertaneja, se este canto todo teu
Sertaneja, pra secar os teus olhinhos
vai ouvir os passarinhos
que cantam mais do que eu

A tristeza do teu pranto
mais triste quando eu canto
a cano que te escrevi
e os teus olhos neste instante
brilham mais que a mais brilhante
das estrelas que eu j vi
sertaneja eu vou embora
a saudade vem agora
alegria vem depois
vou subir por estas serras
construir l noutras terras
um ranchinho pra ns dois

3 thoughts on “A sertaneja que conseguiu enfeitiar Ren Bittencourt

  1. Paulo Peres, que msica romntica mais linda. Ren Bittencourt e o filho, Srgio deixaram-nos grandes composies. Lembro-me de uma vez em que Nelson Gonalves esteve num parque, por aqui, e eu comecei a pedir que ele cantasse Sertaneja; ento o organizador de evento respondeu “ele no canta msicas sertanejas”.kkkk
    “Eu corria a natureza
    Acabava com a tristeza
    S pra no te ver chorar”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.