A trajetória (futura) do poderoso Zé Dirceu

Helio Fernandes

Muitos não acreditam nos planos do ex-chefe da Casa Civil de Lula. Alguns disseram: “Ele está cassado”. É obvio que está cassado. Joga com a possibilidade do Supremo absolvê-lo ou o processo prescrever. Continuarei com as informações, e o desenvolvimento dos fatos.

José Dirceu quis mostrar, “estou vivo e em plena atuação”. Vai parar ligeiramente, esperando um movimento do Planalto. Como derrotou Dilma duas vezes, espera “uma conversa”. Mesmo que seja sigilosa, nem se incomoda.

***

A AUSÊNCIA DE LULA

E Lula, onde está e onde estava quando Dirceu intimidava? Essa é a parte não definida de tudo o que contei. Lula não briga para sempre, se isso lhe interessar. Demitiu Palocci de forma aviltante. E por mais que o ex-ministro seja desprezível (e corruptíssimo), foi apoiado pelo ex-presidente. Ou não seria chefe da Casa Civil. Lula é a grande incógnita de tudo o que acontece ou vai acontecer.

***

UM ESTRANHO SILÊNCIO

Tarso Genro e Jaques Wagner, dois governadores importantes do PT (do Rio Grande do Sul e da Bahia), com grandes interesses futuros, estiveram na reunião da cúpula do partido, mas não abriram a boca, não se manifestaram, não protestaram a respeito do que estava acontecendo,

Como contei com exclusividade, dos 78 presentes, Dirceu teve 61 votos, Dona Dilma apenas 15. Mais expressivo do que os números é o silêncio até de poderosos como esses que citei.

Acreditam no futuro de Dirceu. Se não acreditassem, teriam defendido Dona Dilma. Deixando pelo menos registrado na ata: “Os governadores Jaques Wagner e Tarso Genro discursaram, defendendo a presidente, eleita pelo PT”. Muito estranho.

***

GARIBALDI É MINISTRO?

Com o que tem feito na Previdência, deveria ser o primeiro senador a ser ex-ministro. Isso se Dona Dilma estivesse atenta. Já se passaram 4 meses, é como eu disse ontem, a presidente não sai do palanque.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *