A nica reforma poltica sria seria obrigar a ter vergonha na cara

Resultado de imagem para REFORMA POLTICA CHARGES]

Charge do Alpino (Arquivo Yahoo)

Clvis Rossi
Folha

Seria muito simples fazer a reforma poltica de verdade no Brasil. Bastaria adaptar decreto atribudo ao historiador cearense Capistrano de Abreu (1853/1927), cujo teor curto e grosso: “Todo brasileiro obrigado a ter vergonha na cara.” Pargrafo nico: “Revogam-se as disposies em contrrio.”

Como o projeto de Capistrano ambicioso demais, adaptemos seu teor ao mundo poltico e determine-se que “todo poltico obrigado a ter vergonha na cara”.

ISSO OU NADA – Distrito, semipresidencialismo, parlamentarismo e todas as demais variantes que entram e saem todos os dias do noticirio no passam de tentativas canhestras de perpetuar-se no poder dos que demonstram diariamente no ter vergonha na cara.

Nem d para reclamar deles ou s deles. Todos foram devidamente eleitos em pleitos livres e justos, as duas palavrinhas com as quais a comunidade internacional carimba eleies que seguem os cnones da democracia.

Em sendo assim, vale o decreto de Capistrano de Abreu: ou o eleitor toma vergonha na cara e passa a vigiar os eleitos para no repetir o voto em vigaristas ou o Brasil continuar a ser “a merda que ”, para usar refinada definio de algum que se gaba de conhecer profundamente o Brasil e que foi eleito duas vezes para comand-lo.

FRASE DE LULAVoc sabe que estou falando de Luiz Incio Lula da Silva e de sua frase da semana passada que acaba sendo uma autocrtica: se o PT ficou 13 anos no poder e o pas “ a merda que ”, a culpa s do Michel Temer?

verdade que o atual presidente afundou ainda mais o p na lama e demonstrou, pelo menos naquela audincia clandestina com Joesley Batista, carecer da “vergonha na cara” exigida pelo historiador cearense.

Mas, sejamos justos, o mundo poltico brasileiro um desastre de propores colossais faz muito tempo, antes de Lula, com Lula, depois de Lula, com Temer.

CORPO APODRECIDOA discusso em curso sobre reforma poltica no passa de uma tentativa de perpetuar um corpo apodrecido com uma nova roupagem.

No pode ser tarefa para um Congresso desmoralizado pelo envolvimento de um bom nmero de seus integrantes com o esquema de corrupo desnudado pela Lava Jato. Na verdade, o que se est tentando, conforme apontam dia sim, outro tambm, os melhores analistas da realidade brasileira blindar os atuais parlamentares.

O distrito de que tanto se fala um tal excrescncia que torna admirvel at o modelo em vigor, que est longe de ser de excelncia.

FUNDO ELEITORAL – O fundo de R$ 3,6 bilhes proposto outra excrescncia, maior ainda quando se sabe que o oramento de 2017 do Congresso Nacional de R$ 10,2 bilhes ou quase trs vezes mais.

Em um pas em que os polticos tivessem vergonha na cara, esses recursos seriam usados para financiar o funcionamento dos partidos e de seus representantes no Parlamento e fora deles, como se faz na Alemanha (aprendi em texto do jornalista Srgio Rondino).

Como no parece haver a menor chance de o “decreto Capistrano de Abreu” emplacar, resta torcer para que os congressistas se cansem do debate e deixem “a merda que ” do jeito que est, sob pena de aumentar mais ainda o fedor.

9 thoughts on “A nica reforma poltica sria seria obrigar a ter vergonha na cara

  1. agora fiquei na dvida, pq legio urbana, cazuza, renato russo perguntaram que pas esse(?); francelino pereira que pas este(?)…ento, que merda essa ou esta?

    • “Que pas este?, de Affonso Romano de Santanna, inspirada no poema de mesmo nome, publicado por ele em plena ditadura militar, estampando a capa do Jornal do Brasil da poca. Traduzido para diversas linguas, o texto ganhou as ruas, transformado em psteres, colocado em escritrios, sindicatos, universidades e bares, tamanha a repercusso popular.

      Escrever esse poema foi um parto, um exorcismo. Tempos depois eu descobriria que a indagao QUE PAIS ESTE? estava num texto de Jos de Alencar e noutro de Machado de Assis. Francelino Pereira, na dcada de 70, lder do governo, atualizou-a. Gabeira me contou que tinha pensado em botar esse ttulo em O que isso, companheiro?. A frase no tem dono. Outros a usaram. A pergunta histrica. A resposta coletiva”. Affonso Romano de Santanna.

  2. Se voc tiver uma lata de merda e troca-la por todos os polticos e partidos, “VOC PERDER A LATA” pois os partidos e polticos so exatamente iguais a excrementos humanos.

  3. O metal mais raro do mundo o antimnio, em fase de extino, produzido ainda na China.

    Mas, o que IMPOSSVEL encontrar neste planeta um parlamentar brasileiro HONESTO!!!

    Vergonha na cara, ento … inexiste nos poderes legislativo e executivo, porm com o STF fazendo parte dessa turma porque ciumento, e no suportava viver sem holofotes, mesmo iluminando to somente a desonestidade, que toma conta do poder pblico nos dias de hoje!

  4. Certo, o Distrito est sendo visto por muitos como uma forma de se manter os caciques dos grandes partidos eleitos. A diferena bsica entre este e o distrital puro a amplitude das campanhas, no distrito por todo estado e no distrital puro em distritos menores. No sei se apenas minha impresso, sem querer defender ningum ou ser o dono da verdade, mas os Tiriricas que no so caciques continuariam a ser eleitos, mas sem arrastar as caronas antidemocrticas, criminosas do quociente eleitoral. O eleitor vota e elege seu candidato ou outra coisa que acontece? Se isso no for o que se espera de uma eleio, o que seria? Apenas quatro pases sem expresso adotaram. Sinto informar e basta ler jornais para perceber que o Brasil se parece mais em sua estrutura social com estes pases do que com a Alemanha. Se estes por razes mais parecidas com a nossa realidade, tiveram que adotar este sistema e d certo l, no me parece razovel descart-lo to rapidamente. No razovel defender o voto facultativo e desconsiderar tanto a capacidade de depurao do eleitor. Tiririca em seu primeiro mandato levou entre outros, Protgenes, Genuno, pessoas que no seriam eleitas caso vigorasse o tal “distrito”. Quanto a demoralizao do Congresso, no h o que se discutir, h que se confiar que a maioria de nossos polticos pensaro no beneficio imediato ao pas e na clemncia dos abutres. O que fizerem, faro nas entrelinhas, como o que garante impunidade ao presidente da Repblica e s o trabalho incessante da mdia e das massas em redes sociais poer determinar que a balana comece a se equilibrar. Quanto ao tal fundo eleitoral, no acrescentaria uma linha sequer o que j foi posto.

  5. HAVER POVO EM 2022, COM O ESTADO E O MERCADO CAPTURADO$, DOMINADO$ E MANIPULADO$ POR BANDIDO$ ? Democracia Direta J, com meritocracia eleitoral, como prope a RPL-PNBC-DD-ME, a nica novidade Poltica no front, no Brasil e no mundo, o nico contraponto eficaz ao velho continusmo da mesmice da plutocracia putrefata com jeito de cleptocracia e ares ftidos de bandidocracia que a est, no Brasil, h 127 anos, imposto pelo partidarismo-eleitoral, pelo golpismo-ditatorial e seus tentculos, velhaco$, dos quais somos todos vtimas, refns e escravos h 127 anos. https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/313286/Haver%C3%A1-Brasil-em-2022.htm

  6. Sem fechar a fbrica de sem-vergonhas , que o partidarismo-eleitoral, o golpismo-ditatorial e seus tentculos, velhaco$, misso impossvel. O $istema poltico est podre. Em assim sendo, por mais dinheiro na podrido e jogar dinheiro fora. Democracia Direta J, com meritocracia eleitoral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.