A vila inesquecível, cantada por Luiz Carlos da Vila

O cantor e compositor carioca Luiz Carlos Baptista (1949-2008), que adotou o nome artístico de Luiz Carlos da Vila ou das “Vilas”, como ele mesmo afirmava, porque residia na Vila da Penha e era compositor da Escola de Samba Unidos de Vila Isabel, é considerado um dos formatadores do samba carioca contemporâneo.

A letra de “Vila do Meu Coração”, em parceria com Luiz Carlos Máximo, homenageia a Vila da Penha, bairro do subúrbio carioca. O samba Vila do Meu Coração foi gravado por Luiza Dionizio no CD Devoção, em 2010, pela Cdiscos/Universal Music.

VILA DO MEU CORAÇÃO
Luiz Carlos Máximo e Luiz Carlos da Vila

Minha pedra, meu livro, meu ninho
Meu lápis, papel, pergaminho
É a bola, é a nota, é o tom, é o som
O meu chão, meu passarinho
Não importa Jesus de costas
Proteção já fincou na encosta
Na igreja de Nossa Senhora
Que abençoou, abençoou
Volta e meia Jesus de revés
Olha e pisca pros filhos fiéis
Dando as mãos e aos pés
Um talento que nos desenhou
Nas esquinas das curvas incertas
Minha casa de portas abertas
Ao amor que o ator desempenha
São segredos que eu tenho a senha
O meu samba é a herança de ti
Minha Vila da Penha

O Marco Polo da minha eterna Amizade
Atravessa o caminho da Prosperidade
Velhas ruas do bom e elegante Carlão
Papos, botecos, viola, meu irmão
Banda Raízes, Largo do Bicão
Fraternidade, Justiça e Inpiração
Salve a Igreja da Penha
A primeira que é vista no céu do Galeão
Ali para os lados da Vila do meu coração

 

                 (Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

One thought on “A vila inesquecível, cantada por Luiz Carlos da Vila

  1. Amado Rio, amada Vila da Penha, a alma brasileira tomada pelo medo, por décadas de abandono e pela ilusão do desgoverno de Cabral, Paes e Pezão. Não é só a estátua do redentor que te virou as costas, povo amado, terra querida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *