A vitória de Dilma e o que ela representa para os pobres

Leonardo Boff

Nessas eleições presidenciais, os brasileiros se confrontaram com uma cena bíblica: tinham que escolher entre dois caminhos.

Criaram-se todas as condições para uma tempestade perfeita, com distorções e difamações, difundidas na grande imprensa e nas redes sociais. Face a essas adversidades, a presidente Dilma Rousseff, por ter passado pelas torturas nos porões dos órgãos de repressão da ditadura militar, fortaleceu sua identidade, cresceu em determinação e acumulou energias para enfrentar qualquer embate. Mostrou-se como é: uma mulher corajosa e valente. Ela transmite confiança, virtude fundamental para um político. Isso gera no eleitor ou eleitora a sensação de “sentir firmeza”.

Sua vitória se deve em grande parte à militância que saiu às ruas e organizou manifestações. O povo mostrou que amadureceu na sua consciência política e soube escolher o caminho que lhe parecia mais acertado, votando em Dilma.

O eleitor já conhecia os dois caminhos. Um, ensaiado por oito anos, fez crescer economicamente o Brasil, mas transferiu a maior parte dos benefícios aos já contemplados, à custa do arrocho salarial, do desemprego e da pobreza das grandes maiorias. Fazia políticas ricas para os ricos e pobres para os pobres. O Brasil fez-se um sócio menor e subalterno ao grande projeto global. Esse não era o projeto de um país soberano.

O povo percorreu também o outro caminho, o do acerto e da felicidade possível. Nesse, ele teve centralidade. Um de seus filhos, Lula, conseguiu, com políticas públicas voltadas aos humilhados e ofendidos, que uma Argentina inteira fosse incluída na sociedade moderna. Dilma Rousseff levou avante, aprofundou e expandiu essas políticas.

ACESSO AOS BENS DA VIDA

A questão de fundo de nosso país está sendo equacionada: garantir a todos, mas principalmente aos pobres, o acesso aos bens da vida, superar a espantosa desigualdade e criar, mediante a educação, oportunidades aos pequenos para que possam crescer, se desenvolver e se humanizar como cidadãos ativos.

Esse projeto despertou o senso de soberania do Brasil, projetou-o no cenário mundial com uma posição independente, cobrando uma nova ordem mundial, na qual a humanidade se descobrisse como humanidade.

O desafio para a presidente Dilma não é só consolidar o que já deu certo e corrigir defeitos, mas inaugurar um novo ciclo de exercício do poder que signifique um salto de qualidade em todas as esferas da vida social.

Pouco se conseguirá se não houver uma reforma política que elimine de vez as bases da corrupção e que permita um avanço da democracia representativa, com a incorporação da democracia participativa. É urgente uma reforma tributária para que haja mais equidade e ajude a suplantar a abissal desigualdade social. Dilma, nos debates, apresentou um leque significativo de transformações a que se propôs. Pela seriedade e sentido de eficácia que sempre mostrou, podemos confiar que acontecerão.

REFORMA AGRÁRIA MODERNA

Há questões que mal foram acenadas nos debates: a importância da reforma agrária moderna que fixa o camponês no campo com todas as vantagens que a ciência propicia. Importa ainda demarcar e homologar as terras indígenas, muitas ameaçadas pelo avanço do agronegócio.

Por último, e talvez o maior dos desafios, vem o campo da ecologia. Severas ameaças pairam sobre o futuro da vida e de nossa civilização. O Brasil, por sua riqueza ecológica, é fundamental para o equilíbrio do planeta crucificado. Um novo governo Dilma não poderá obviar a essa questão que é de vida ou morte para a nossa espécie humana.

Que o espírito de sabedoria e de cuidado oriente as decisões difíceis que a presidente Dilma Rousseff deverá tomar.

39 thoughts on “A vitória de Dilma e o que ela representa para os pobres

  1. Meu caro Leonardo Boff
    Será?Acho que nem o Sr. acredita nisso.Uma pena agente ter no Brasil esta deficiencia tão grande do nosso povo em definir o que é melhor para si próprio, digo isso porque o que se vê nesse país é simplesmente corrupção e nunca algo em favor dos menos favorecidos, alias eles só recebem migalhas, acho que o Sr deveria avaliar seu conceito no que representa PT para o meu querido Brasil.
    Um abraço

  2. Pelo que pode se observar o Leonardo Boff esteve abduzido nesta eleição. Acorda. O PT caluniou a Marina e o Aécio e ameaçou os dependentes do bolsa família. O PT é o que mais beneficiou a elite, palavras do próprio Lula. E mais, a Dilma fez o diabo para ganhar a eleição. E você ainda elogia tudo isso?

    • Quando se fala em menos favorecidos em um país com tanta corrupção logo da pra imaginar a situação em que presenciamos no dia dia. Quem ainda não ouviu falar que o país ta livre da pobreza ou reduziu o numero de pessoa de baixa renda ….? Pode ate se verdade mas por que um dos maiores lixões da America Latina esta no Brasil e pior em Brasilia ?… onde milhares de pessoas se ¨beneficiam ¨das migalhas ou restos da cidade planejada? E bolsa família , qualquer um sabe era bolsa escola e Lula mudou pra ¨bolsa família ¨ Ta muito longe do brasileiro saber escolher candidato , respeito cada opinião mas sou contra um partido ficar se repetindo no poder. E pra quem pensa que o país ta livre da crise 2015 tai , no rumo que vai a situação e melhor não facilitar.

  3. Leonardo Boff é mais um dos que acreditam piamente nos dogmas da seita lulopetista. Teólogo estudioso, escritor, e ex-sacerdote católico, Boff vem encontrando alento no que tem sido pregado por Lula e muitos dos seus seguidores.

    Este artigo dele nos dá exemplos do quanto crê na seita lulopetista e no que ela proclama. Vou agora citar um apenas:

    “Pouco se conseguirá se não houver uma reforma política que elimine de vez as bases da corrupção e que permita um avanço da democracia representativa, com a incorporação da democracia participativa”.

    Ou seja, ele crê que a corrupção nasce fora do governo, e que uma eficiente reforma política a eliminaria de vez. Nossa! Essa foi de lascar!

    Nem preciso lembrar que é bem parecido com o que Dilma Rousseff tem pregado nestes últimos dias. Logo ela que está com seu governo sendo cada vez mais invadido pela lama dos escândalos de corrupção na Petrobras, e que certamente a envolvem diretamente, bem como a diversos nomes da sua confiança.

  4. Boff termina seu artigo dizendo: – “Que o espírito de sabedoria e de cuidado oriente as decisões difíceis que a presidente Dilma Rousseff deverá tomar”.

    Pelo jeito esse “tal espírito” tem ficado bastante distante da governanta Dilma, neste seu primeiro mandato. Afinal seu governo tem colhido os mais diversos insucessos em inúmeras áreas.

    Ou será que esse espírito se chama Lula, e se afastou depois do escândalo Rosemary Noronha???

    • A propósito, sr. Mariano,

      quando é que o BARBA-DELATOR-DEDODURO e o seu sacrista, o anacronizado, vão processar o Delegado Tuma Júnior? O Brasil inteiro, ansioso, quer ver o Júnior, sem delação premiada, nas barras dos tribunais.

      e a Rosemary dos vôos ardentes, a Rosemary do bebarrão, cadê-la.

    • Segundo os Dogmas da Igreja Católica – crê neles quem quer – quem quer, quer – quem não quer, não quer –

      segundo os Dogmas da Igreja Católica, o Sacramento da Ordem imprime Caráter (qualidade peculiar), então será sempre Sacerdote, até mesmo – quando ocorre – na condenação eterna.

      Crê quem quer.

  5. Inconcebível que uma pessoa inteligente e culta como Leonardo Boff aceite passivamente a corrupção do PT, dando a impressão que este partido é vítima e não o responsável pela sua institucionalização!
    Não se pode admitir de quem quer que seja, que tente reescrever o caminho petista trilhado nesses últimos doze anos no poder, caracterizado pela desonestidade, imaginando que textos bem escritos, mas igualmente tão enganadores quanto os petistas, irão dissolver o mal praticado contra o País e sua população.
    Que Leonardo Boff seja um comunista ou seguidor de qualquer outro regime, mas ele tem compromisso com a verdade porque se trata de um cidadão, que não devia permitir que a sua ideologia lhe sobrepujasse o caráter e sua dignidade, sob pena de ser taxado de leviano em seus artigos eminentemente ideológicos, portanto, carentes de fundamento e absolutamente distorcidos da realidade.
    Independente de como foi o governo FHC, ainda é surpreendente que este ex-presidente seja citado pelos petistas após tanto tempo no poder, período suficiente para corrigir problemas que se agravaram com o próprio PT, haja vista os deixados pelo antecessor jamais foram devidamente investigados ou contestados judicialmente.
    Ora, se tanto mal faz a reeleição, pois comprada esta decisão do Legislativo para favorecer mais uma administração tucana conforme alegam os petistas, deveriam ter modificado esta lei, mas não aproveitá-la para permanecer no poder e acusando FHC deste mal que hoje lhes beneficiam sobremaneira, apesar do cinismo e hipocrisia que também reveste toda e qualquer intenção do PT.
    Lamento que Boff tenha sido contaminado pela política de tal forma que não discerne mais que a corrupção do seu partido seja sinônimo de PT, e que ouse escrever enaltecendo a presidente Dilma mesmo que esta esteja nos conduzindo irreversivelmente para o abismo, o caos social e econômico, pois ética e moralmente já estamos no inferno!

      • Aluísio, meu caro,
        Quem não sabe escrever sou eu!
        Tu tens o dom do resumo, portanto, infinitamente mais inteligente que este que te responde pelas palavras tão gentís que me mandaste.
        Um forte abraço, e excelente domingo.

        • Amigo Bendl
          Não por preguiça mas por concordância, assino embaixo do teu comentário.
          Dom Leonardo Boff a cada novo texto,pisa sobre o caminho que ajudou a construir.
          Caiu do caminhão de mudança ou está só fora da casinha? Quantos mandatos serão necessários para cumprirem as promessa e cobranças que faziam nos dois governos de FFHH?
          Por que será que não fizeram a reforma agrária, como cobravam e diziam que tinha de ser feita? Por que será que não acabaram com a corrupção e ajudaram a aumentá-la?
          E as reformas tão necessárias, cujas propostas tinham prontas quando eram oposição:
          Simples: falar, mentir, enganar é fácil. Fazer, não!
          Depois de tantos anos Leonardo Boff continua oferecendo propostas e soluções, agora para aqueles que ajudou a chegar no poder.
          Deveria já ter se recolhido para fazer um exame de consciência. Se é que ainda sabe do que se trata!
          Abraço

          • Grato, Fallavena.
            Não te esqueces, na quinta-feira próxima vamos tentar almoçar em Porto Alegre e pôr a conversa em dia.
            Um forte abraço, meu caro.

  6. O PT É UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA QUE SANTIFICOU E BANALIZOU A CORRUPÇÃO E O CLIENTELISMO QUE MANTÉM AS MASSAS EXCLUÍDAS PACIFICADAS POR ESMOLAS QUE NADA MUDAM AS ESTRUTURAS DA DESIGUALDADE SOCIAL.

    O PT É UM PARTIDO A SERVIÇO DOS BANCOS, DAS EMPREITEIRAS, DOS DOLEIROS E DEMAIS SETORES CRIMINOSOS DA BURGUESIA PATRIMONIALISTA QUE FINANCIAM SUAS CAMPANHAS E A QUEM REALMENTE REPRESENTAM E COM QUEM ASSALTAM OS COFRES PÚBLICOS.

  7. Boff é mais um inocente útil da vida a serviço do crime.
    Como ele temos um chiquinho buarque, beto, caetano, gil e outros do tipo.
    Vejam o que um “intelectual” desses aí citados disse sobre o Brasil de Dilma: “O Brasil agora fala grosso com os EUA e não com a Bolívia”.

    Com essas criancices essa gente vai construiu suas convicções.
    Sem conhecer história, política e muito menos a condição humana.
    Assim pensam que o bolsa-família ( esmola de100 reais, mais ou menos) é distribuição de renda e não compra de votos como já se fazia no nordeste pelos coronéis que dominavam a região.

    Emocionalismo se sobrepondo à realidade dos fatos.
    Realidade dos fatos não é para crianças.
    Pivetes, neste caso.

  8. Sr. Boff
    O déficit publico é de 25 Bilhões!
    a distribuição de dinheiro publico aos pobres sem nenhum trabalho que valorize a pessoa humana durante uma década cria uma geração parasita e por isto eles apenas retribuem votando no partido do governo, procure na internet discurso do deus de barro Lula criticado os programas sociais tucanos e verá a hipocrisia e cinismo petista em todo esplendor. A religião civil de adorar o Estado e seus representantes na terra Lula, Che Guevara, Chavez e caterva é para aqueles que não acreditam em um ser superior. Justificar o populismo e assistencialismo para fechar os olhos aos crimes do petismo é desonesto. O Sr. reza pela alma de Celso Daniel e os sete testemunhas assassinados? pelo Toinho de Campinas?

  9. C A L O T E J U D I C I A L
    AO RESPONDER À PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO DA JUSTIÇA NO BRASIL, É IMPERIOSO TORNAR PÚBLICO O FATO QUE SE SEGUE; PORQUE DEUS SABE QUE ENQUANTO HOUVER INJUSTIÇA ENTRE OS HOMENS, NÃO HAVERÁ PAZ NA TERRA:
    Saiba todo o Povo Desperto que as principais Autoridades que se assenhorearam do poder da justiça, como titulares do STF e do CNJ, além da própria Presidência da Republica; já têm conhecimento formal do caso, e se mantém coniventes na consumação de mais uma injustiça: Depois de ter sido julgado favoravelmente em última Instância, pela 3ª. Região do STF; o Processo no. 88026001-2 de 1988, foi sumariamente sepultado vivo pela 14ª. vara da justiça federal em São Paulo/SP, por falta de IRRESIGNAÇÃO; constituindo-se em prova formal e inconteste de um vergonhoso calote judicial, perpetrado por pura maldade contra um jornaleiro-Pai de família, sacrificando particularmente órfãos e viúva que dependerão da respectiva aposentadoria para sobrevivência; corroborando o injusto e desumano estado de direito que tem imperado nessa babilônia brasileira.
    (GL.4.30) – Contudo, que diz a Escritura? (SL.68.5) – Pai dos órfãos e juiz das viúvas é Deus em sua santa morada; (PV.21.23) – porque o Senhor defenderá a causa deles e tirará a vida aos que os despojam:(SL.33.14) Do lugar da sua morada, observa todos os moradores da terra: (1CR.16.14) – Ele é o Senhor nosso Deus; (RM.2.6) – que retribuirá a cada um segundo o seu procedimento: (DT.27.19) – Maldito é aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva: (EC.34.26) – Quem tira a um Homem o pão que ele ganhou com o seu amor, é como o que mata seu o próximo: (HB.10-30) – Ora, nós conhecemos Aquele que disse: A mim pertence a vingança, eu retribuirei; (LS.1.15) – porque a justiça é perpetua e imortal: (JB.15.25) – Isto, porém, é para que se cumpra a palavra escrita na sua lei; (JR.4.27) – pois assim diz o Senhor: (ML.3.5) – Chegar-me-ei a vós outros para juízo; serei testemunha veloz contra os feiticeiros, contra os adúlteros. contra os que juram falsamente, e contra os que defraudam o salário do jornaleiro, e oprimem a viúva e o órfão, e torcem o direito do estrangeiro e não me temem, diz o Senhor dos Exércitos: (PV.28.20) –O Homem fiel será acumulado de bênçãos, mas o que se apressa a enriquecer não passará sem castigo: (JR.16.21) – Portanto, eis que lhes farei conhecer, desta vez lhes farei conhecer a minha força e o meu poder; e saberão que o meu nome é Senhor Arnaldo Ribeiro; (FL.2.6) – pois ele, subsistindo na forma de Deus, não julgou como usurpação ser igual a Deus; (LS.2.23) – porquanto Deus criou o Homem inexterminável, e o fez à imagem da sua semelhança: (JÓ.16.19) – Agora já sabei que a minha testemunha está no céu; e, nas alturas quem advoga a minha causa.

  10. D I V I N A C O N V O C A Ç Ã O
    (MC.12.10) AINDA NAO LESTES ESTA ESCRITURA:(SL.108.7) DISSE DEUS NA SUA SANTIDADE: (ÊX.4.22) ISRAEL É MEU FILHO, MEU PRIMOGÊNITO; (IS.49.3) POR QUEM HEI DE SER GLORIFICADO: (IS.30.12) PELO QUE ASSIM DIZ O SANTO DE ISRAEL:
    Todo Cristão desperto deve ingressar no ciclo da Nova Ordem Mundial, que chega com a criação do Reino de Deus na terra:
    (MT.25.34) VINDE, BENDITOS DE MEU PAI! ENTRAI NA POSSE DO REINO QUE VOS ESTÁ PREPARADO DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO: (JB.6.27) TRABALHAI, NÃO PELA COMIDA QUE PERECE, MAS PELA QUE SUBSISTE PARA A VIDA ETERNA, A QUAL O FILHO DO HOMEM VOS DARÁ; PORQUE DEUS, O PAI, O CONFIRMOU COM O SEU AMOR: (IS.42.21) FOI DO AGRADO DO SENHOR, POR AMOR DA SUA PRÓPRIA JUSTIÇA, ENGRANDECER A LEI E FAZE-LA GLORIOSA; (LC.12.32) PORQUE O VOSSO PAI SE AGRADOU EM DAR-VOS O SEU REINO; (1CO.15.45) POIS ASSIM ESTÁ ESCRITO: (JB.14.17) O ESPIRITO DA VERDADE, QUE O MUNDO NÃO PODE RECEBER, PORQUE NAO NO VÊ, NEM O CONHECE; VÓS O CONHECEIS, PORQUE ELE HABITA CONVOSVO E ESTARÁ EM VÓS; (PV.1.4) PARA DAR AOS SIMPLES PRUDÊNCIA, E AOS JOVENS CONHECIMENTO E BOM SISO; (1PE.4.17) PORQUE A OCASIÃO DE COMEÇAR O JUIZO PELA CASA DE DEUS É CHEGADA:
    (RM.13.11) E DIGO ISTO A Vós OUTROS QUE CONHECEIS O TEMPO, QUE JÁ É HORA DE VOS DESPERTARDES DO SONO; (2PE.3.4) PORQUE, DESDE QUE OS PAIS DORMIRAM, TODAS AS COUSAS PERMANECIAM COMO DESDE O PRINCIPIO DA CRIAÇÃO: (HB.5.11) A ESSE RESPEITO TEMOS MUITAS COUSAS QUE DIZER E DIFICIL DE EXPLICAR; PORQUANTO VÓS TENDES TORNADO TARDIOS EM OUVIR: (LC.16.9) E EU VOS RECOMENDO: Estudai e praticai os fundamentos cristãos, que temos divulgado através da internet, em particular no blog de Arnaldo Ribeiro ou Israel e no Site: arnaldoouisrael: (TB.5.21) FAZEI BOA JORNADA, E DEUS SEJA CONVOSCO NO VOSSO CAMINHO, E O SEU ANJO VÁ EM VOSSA COMPANHIA:

  11. DEUS É AMOR: E É O EXERCÍCIO DESTE AMOR PRÓPRIO QUE PROVA A SUA EXISTÊNCIA:
    (JR.5.21) Ouvi agora isto, ó povo insensato que tendes olhos e não vedes, tendes ouvidos e não ouvis; (1TS.4.3) pois esta é a vontade de Deus: A vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; (LS.1.12/13) porque Deus não fez a morte, nem se alegra na perdição dos vivos: Não queirais buscar ansiosos a morte, no descaminho da vossa vida, nem adquirais a perdição com as obras das vossas mãos:
    (HC.2.19) Ai daquele que diz ao pau: Acorda! E à pedra muda: Desperta! Pode o ídolo ensinar? Eis que está coberto de ouro e de prata, mas no seu interior não há fôlego nenhum: (AT.3.15) Dessarte, matastes o Autor da Vida, a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas: (JB.7.48) Porventura creu Nele alguém dentre as autoridades, ou algum dos fariseus? (RM.3.3) E daí? Se alguns não creram, a incredulidade deles virá desfazer a fidelidade de Deus? (JB.3.23) Ora, o seu mandamento é este: (MC.12.33) Amar a Deus de todo o coração, de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo:

    (JB.4.23) Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores: (LS.19.23) E há quem fala francamente e não diz senão a verdade, (RM.4.3) pois que diz a escritura? (JB.4.24)Deus é Espírito;e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade, (RM.1.20) porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade; claramente se reconhecem desde o principio do mundo, sendo reconhecidos pelas cousas que foram criadas:

    (HB.11.1) Ora, a fé é a certeza de cousas que se esperam, a convicção de fatos que não se vêem: ((SL.100.3) Sabei que o Senhor é Deus, foi Ele quem nos fez e Dele somos; somos o seu povo e o rebanho do seu pastoreio: (CL.3.23/24) Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como sendo para o Senhor, e não para homens; cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança: A Cristo, o Senhor, é que estais servindo; (DT.1.38) porque Ele fará com que Israel a receba: (SL.32.11) Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, ó Justos, exultai-vos, todos que sois retos de coração; (1TS.3.8) porque agora vivemos, se é que estais firmes no Senhor: (1cO.15.38) Portanto, amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e abundantes na Obra do Senhor, Sabendo que no Senhor o vosso trabalho não é vão: (AP..21.8) Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idolatras, e a todos os mentirosos; a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber; a segunda morte:

    (LE.12.13) De tudo o que se tem ouvido a suma é: Temei a Deus e guardai os seus mandamentos;porque isto é dever de todo Homem: (JR.21.8) Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte: (JB.14.6) Eu sou o caminho a verdade e a vida: (LV.19.4) Não vos virareis para os ídolos, nem vos fareis deuses de fundição: Eu sou o Senhor Vosso Deus: (IS.41.4) Quem fêz e executou tudo isto?(DT.27.26) Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo: (IS.46.8) Lembrai-vos disto e tende ânimo, ó prevaricadores; (LS.14.12) porque o culto aos ídolos é o princípio da corrupção da vida:
    (AT.3.17) Agora, Irmãos, Eu sei que o fizestes por ignorância, como também as vossas autoridades; (IS.9.16) porque os Guias deste povo são enganadores, e os que Por eles são dirigidos, são devorados:(TG.121) Portanto, despojando-vos de toda impureza e acumulo de maldade; acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma:

    PAUSA PARA UM ALERTA GERAL:
    (AP.2.12) ESTAS COUSAS DIZ AQUELE QUE TEM A FACA AFIADA DE DOIS GUMES: O mundo já viu e já sabe que: (JZ.6.8) EU É QUE VOS FIZ SUBIR DO EGITO E VOS TIREI DA CASA DA SERVIDÃO, (SL.33.19) PARA LIVRAR-LHES A ALMA DA MORTE, E, NO TEMPO DA FOME, PRESERVAR-LES A VIDA: Agora, porém, cumpre-me alertar à todos os povos que: (1JB.3.10) NISTO SÃO MANIFESTOS OS FILHOS DE DEUS E OS FILHOS DO DIABO: Caso os manipuladores da mídia mundial à partir do Brasil; persistam em ignorar a Augusta Presença de Deus entre nós, em esconder e boicotar a Santa Obra da criação do seu reino na terra; eis que, simplesmente, EU ME CALAREI!
    (PV.1.31) PORTANTO, cOMERÃO DO FRUTO DO SEU PROCEDIMENTO, E DOS SEUS PRÓPRIOS CONSELHOS SE FARTARÃO: (MT.23.13) AI DE VÓS, ESCRIBAS E FARISEUS HIPÓCRITAS, PORQUE FECHAIS O REINO DOS CÉUS DIANTE DOS HOMENS, POIS VÓS MESMOS NÃO ENTRAIS, NEM DEIXAIS ENTRAR OS QUE ESTÃO ENTRANDO! (MT.23.33) SERPENTES, RAÇA DE VÍBORAS! COMO ESCAPAREIS DA CONDENAÇÃO DO INFERNO? (ÊX.16.28) ATÉ QUANDO RECUSAREIS GUARDAR OS MEUS MANDAMENTOS E AS MINHAS LEIS? (EZ.18.4) EIS QUE TODAS AS ALMAS SÃO MINHAS, COMO A ALMA DO PAI, TAMBÉM A ALMA DO FILHO É MINHA; A ALMA QUE PECAR, ESSA MORRERÁ! (MT.20.15) PORVENTURA, NÃO ME É LICITO FAZER O QUE QUERO COM O QIE É MEU? (LC.21.19) È NA VOSSA PERSEVERANÇA QUE GANHAREIS A VOSSA ALMA!
    Arnaldo ou Israel

  12. ALERTA AOS LEGISLADORES INFIÉIS QUE COGITAM DE REDUZIR A MAIORIDADE PENAL NO BRASIL E NO MUNDO, SEM CONHECER OS ENSINAMENTOS CRISTAOS:
    Senhores Deputados e Senadores:
    Não podemos permitir a DESTRUIÇÃO DA FAMÍLIA TRADICIONAL, pela queima irresponsável dos valores éticos e morais que devem formar o caráter e o ideal cristão de cada família humana, constituindo-as em células estruturais de toda sociedade civilizada:
    É preciso silenciar quem pensa e age com tamanho despropósito, porque demonstra claramente ser inimigo(a) de Deus e do seu povo:
    A formação da Família Cristã começa na infância, que deve merecer cuidados especiais à partir deste dia, pelo que Eu vos peço:
    Entendei que a intenção de diminuir a maioridade penal, visando combater o mal, não passa de mais uma ideia insensata, iníqua e nefasta; porque visa combater apenas o EFEITO DELINQUENTE, enquanto que se perpetua e se fortalece a CAUSA DA DELINQUENCIA, que a cada dia se torna mais potente para causar o descaminho, a perdição, o erro, a prisão, o sofrimento e a morte prematura de muita gente inocente, que não sabe o que faz:
    Porventura ignorais que já há crianças de 10 anos delinquindo, praticando toda sorte de delitos ou pecados Inconscientes? Nessa escala logo teremos que transferir a criança do berço diretamente para a cadeia, ou não?
    Na verdade, a nossa juventude tem sido arruinada na vida, como vitima ingênua da insanidade espiritual do meio em que se acha relegada; onde impera a mentira, aincredulidade, a ignorância e a maldade; porquanto não há conhecimento e nem temor de Deus.

    Até quando marginais inconsequentes e outros pecadores mentirosos, substituirão Professores Ajuizados na formação dos jovens? Até quando as Escolas Cristãs serão substituídas por presídios desumanos, por universidades do crime? Até quando dormireis o sono da inconsciência, deitados em berço esplêndido?
    Rogo-vos, pois, pelo bem comum, que: Refleti sobre os ensinamentos de Cristo, que sintetiza toda a questão no seguinte texto bíblico:
    (MT.23.1) Então, falou Jesus às multidões e aos discípulos, dizendo: (1CO.16.24) O meu amor seja convosco em Cristo Jesus: (RM.15.33) E o Deus da paz seja com todos vós: (LV.6.31) Como quereis que os Homens vos façam; assim fazei-o vós também a eles: (JZ.7.17) Olhai para mim e fazei como eu fizer, (JB.15.5) porque sem mim nada podeis fazer: (JB.13.34) Amai-vos uns aos outros como eu vos amei: (IS.1.17) Aprendei a fazer o bem, atendei a justiça, repreendei ao opressor, defendei o direito do orfão, pleiteai a causa das viúvas: (SL.82.4) Socorrei o fraco e o necessitado, tirai-os das mãos dos ímpios: (DT.3.22) Não os temais, porque o Senhor, vosso Deus, é o que peleja por vós:
    (PV.22.6) Ensinai a criança o caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele; (LS.3.11) porque desgraçado é o que rejeita a sabedoria e a instrução, a esperança dele é vã, e os trabalhos sem frutos, e inúteis as suas obras: (JB.8.25) Que é que desde o principio vos tenho dito? (JB.14.6) Eu sou o caminho, a verdade, e a vida: Ninguém vem ao Pai senão por mim: (MT.11.28) Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei: (AM.5.4) Buscai-me e vivei: (LV.18.2) Eu sou o Senhor vosso Deus: (LV.19.4) Não vos virareis para os ídolos, nem fareis deuses de fundição; (LS.14.27) porque o culto dos ídolos é a causa e o princípio de todo o mal:
    (JS.23.14) Eis que, hoje, já sigo pelo caminho de todos os da terra; (AT.13.34) e cumprirei a vosso favor as santas promessas feitas a Davi, (LC.12.32) porque vosso Pai se agradou em dar-vos o seu reino: (MC.14.41) Ainda dormis e repousais! Basta! (CJ.) Despertai-vos, levantai e apressai em interagir conosco; (EF.5.16) remindo o tempo, porque os dias são maus; (DT.4.20) como hoje se vê.

  13. (JÓ.21.22) ALGUÉM ENSINARIA CIÊNCIA A DEUS…?

    SINAIS PROFETICOS
    A DEGENERAÇÃO DO GÊNERO HUMANO – O CLAMOR DA TERRA – O AQUECIMENTO GLOBAL – A CRISE HIDRIA – A ADVERTÊNCIA DIVINA – E OUTROS SINAIS…

    (JR.33.2) Assim diz o Senhor que faz estas cousas, o Senhor que as forma para as estabelecer (SENHOR é o seu nome) (GN.5.1) No dia em que Deus criou o Homem à sua semelhança; (GN.6.12) viu Deus a terra, e eis que estava corrompida, porque todo ser vivente havia corrompido o seu caminho na terra: (SL.82.5) Eles nada sabem, e nem entendem; (IS.9.16) porque os guias deste povo são enganadores, e os que por eles são dirigidos, são devorados; (SL.106.33) pois foram rebeldes ao Espírito de Deus, e Moisés falou irrefletidamente: (MT.15.14) Deixai-os; são cegos, guias de cegos: (JR.6.14) Curam superficialmente a ferida do meu povo, dizendo: Paz! Paz, quando não há paz: (OS.4.2) O que prevalece é só perjurar, mentir, matar, furtar e adulterar, e há arrombamentos e homicídios sobre homicídios:
    (IS.59.15) O Senhor viu isso, e desaprovou o não haver juízo; (EC.28.7) porque a corrupção e a morte estão a cair sobre aqueles que quebrantam os mandamentos do Senhor; (RM.10.30) porquanto, desconhecendo a Justiça de Deus, e procurando estabelecer a sua própria, não se sujeitaram a que vem de Deus: (JB.19.37) Eles verão Aquele a quem traspassaram: (JR.50.37) Ai deles! Pois é chegado o dia do seu castigo, (JÓ.19.25) porque eu sei que o meu redentor vive, e por fim se levantará sobre a terra:
    (RM.9.’) Digo a verdade em Cristo, não minto, testemunhando comigo, no Espírito Santo, a minha própria consciência; (2SML.22.23) porque todos os seus juízos me estão presentes, e dos seus estatutos não me desviei: (SL.94.9) O que fez o ouvido será que não ouve? E o que formou os olhos, será que não enxerga?
    (MT.8.10) Ouvindo isso, admirou-se Jesus e disse aos que lhe seguiam: (GN.22.1) Eis-me aqui: (AG.2.5) O meu Espírito habita no meio de vós, (LE.2.21) porque há Homem cujo trabalho é feito com sabedoria, ciência e destreza; (IS.28.26) pois o seu Deus assim o instrui devidamente e o ensina:(JB.8.17) Também na vossa lei está escrito que o testemunho de duas pessoas é valido: (LV.17.12) Portanto, tenho dito aos Filhos de Israel:
    (IS.24.5) Na verdade, a terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto transgridem as leis, violam os estatutos, e quebram a aliança eterna: (SL.82.5) Eles nada sabem nem entendem, vagueiam em trevas, vacilam todos os fundamentos da terra; (SL.78.22) porque não creram em Deus, nem confiaram na sua salvação: (1CO.11.30) Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes, e não poucos os que dormem:
    (GL.1.9) Assim como já dissemos, agora repito: (JR.5.21) Ouvi agora isso, ó povo insensato e sem entendimento, que tendes olhos e não vedes, tendes ouvidos e não ouvis; (TS.4.3) pois a vontade de Deus é esta: A vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição:
    (MT.5.21) Ouvistes o que foi dito aos antigos? (1TS.4.4) Que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo, em santificação e honra: (1CO.6.18) Fugi da impureza: Qualquer pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo, mas aquele que pratica a imoralidade, peca contra o próprio corpo: (MT.26.41) Vigiai e orai para que não entreis em tentação; (GL.5.17) porque a carne milita contra o espírito, e o espírito contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura seja do vosso querer:
    (1CO.6.9/10) Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: Nem impuros, nem idolatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores, herdarão o reino de Deus: (AP.22.12) Eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras:
    (IS.16.14) Agora, porém, o Senhor fala e diz: (RM.8.11) A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detém a verdade pela mentira: (IS.13.11) Castigarei o mundo por causa da sua maldade, os perversos por causa da sua iniquidade, farei cessar a arrogância dos atrevidos, e abaterei a soberba dos violentos; (1TM.4.2) pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que tem a consciência cauterizada: (1RS.9.9) porque deixaram o Senhor seu Deus, que tirou da terra do Egito seus pais. E se apegaram a outros deuses e os serviram:
    (JÓ.2114) E são estes os homens que disseram a Deus: Retira-te de nós! Não desejamos conhecer os teus caminhos: (JÓ.21.15) Que é o Todo-Poderoso para que o sirvamos? (IS.29.15) Quem nos vê? Quem nos conhece? (2CO.7.22) Por isso trouxe o Senhor sobre eles todo esse mal:
    (RM.1.22/)Inculcando-se por sábios se tornaram loucos, (RM.1.25) pois eles mudaram a verdade de Deus pela mentira, servindo e adorando a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente:
    (RM.1.26) Por causa disto os entregou Deus à paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de sua relação intima, por outro contrário à natureza: Semelhantemente os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo em si mesmos a merecida punição do seu erro:
    (RM.1.28) E por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável para praticarem cousas inconvenientes; cheios de toda injustiça, malicia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade, e sendo difamadores, caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais:
    (IS.29.15) Ai dos que escondem profundamente o seu propósito do Senhor, as suas obras fazem às escuras, e dizem: Quem nos vê? Quem nos conhece? (MT.23.24) Guias cegos que coais o mosquito e engolis o camelo (EC.10.32) Quem justificará a alma que peca contra o seu próprio corpo?
    (OS.7.13.) Ai deles! Eu os remiria, mas eles falaram mentiras contra mim: (IS.1.4) Ai desta nação pecaminosa, povo carregado de iniquidade, raça de malignos, filhos corruptos; abandonaram o Senhor, blasfemaram do Santo de Israel:
    (LC.8.25) Onde está a vossa fé? (JR.14.22) Acaso, haverá entre os ídolos dos gentios, algum que faça chover? Ou podem os céus dar chuvas de si mesmos? (IS.19.21) Onde estão os vossos sábios? (JB.15.22) Se Eu não viera nem houvesse lhes falado, pecado não teriam, mas agora não há desculpa do seu pecado: (IS.1.10) Ouvi a palavra do Senhor, vós, príncipes de Sodoma; prestai ouvidos à lei do Senhor, vós, povo de Gomorra; (JR.4.27) pois assim diz o Senhor:
    (MC.12.24) Não provém o vosso erro de não conhecerdes as Escrituras, nem o poder de Deus? (ÊX.16.28) Até quando recusareis a guardar os meus mandamentos e as minhas leis? (AT.3.19) Arrependei-vos, pois e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados; (1PE.4.3) porque basta o tempo decorrido para terdes executado a vontade dos gentios, tendo andado em dissoluções, concupiscências, borracheiras, orgias, bebedices e em detestáveis idolatrias:
    (MC.12.27) Laborais em grande erro: (LV.18.27/28) Não suceda que a terra vos vomite havendo vós a contaminado, como vomitou o povo que nela estava antes de vós; porque todas estas abominações fizeram os homens desta terra que nela estavam antes de vós, e a terra se contaminou:
    (IS.55.11) Assim será a palavra que sair da minha boca: Não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz, e prosperará naquilo para o que a designei: (NM.24.4) Palavra Daquele que ouve os ditos de Deus, o que tem a visão do Todo-Poderoso e prosta-se, porém, de olhos abertos:(EZ.12.11) Eu sou o vosso sinal:

    Arnaldo ou Israel

  14. O AMOR QUE LIBERTA (25 de agosto 2015)

    Todos falamos de amor… mas será que já sabemos amar?

    “O amor resume toda a doutrina de Jesus, porque é o sentimento por excelência, e os sentimentos são os instintos elevados à altura do progresso realizado. No seu ponto de partida, o homem só tem instintos; mais avançado e corrompido, só tem sensações; mais instruído e purificado, tem sentimentos; e o amor é o requinte do sentimento. Não o amor no sentido vulgar do termo, mas esse sol interior, que reúne e condensa em seu foco ardente todas as aspirações e todas as revelações sobre-humanas. A lei do amor substitui a personalidade pela fusão dos seres e extingue as misérias sociais. Feliz aquele que, sobrelevando-se à humanidade, ama com imenso amor os seus irmãos em sofrimento! Feliz aquele que ama, porque não conhece as angústias da alma, nem as do corpo! Seus pés são leves, e ele vive como transportado fora de si mesmo. Quando Jesus pronunciou essa palavra divina, — amor — fez estremecerem os povos, e os mártires, ébrios de esperança, desceram ao circo.” (E. S. E. Cap. XI , Lei de Amor, item .
    “A vigência do amor no ser humano constitui a mais alta conquista do desenvolvimento psicológico e também ético, porquanto esse estágio que surge como experiência do sentimento concretiza-se em emoções profundamente libertadoras, que facultam a compreensão dos objetivos essenciais da existência humana, como capítulo valioso da vida.

    O amor suaviza a ardência das paixões canalizando-as corretamente para as finalidades a que se propõem, sem as aflições devastadoras de que se revestem. No emaranhado dos conflitos que às vezes o assaltam, mantém-se em equilíbrio norteando o comportamento para as decisões corretas. Por isso é sensato e sereno, resultado de inumeráveis conquistas no processo do desenvolvimento intelectual.

    Enquanto a razão é fria, lógica e calculada, o amor é vibrante, sábio e harmônico.

    No período dos impulsos, quando se apresenta sob as constrições dos instintos, é ardente, apaixonado, cercado de caprichos, que o amadurecimento psicológico vai equilibrando através do mecanismo das experiências sucessivas. Orientado pela razão faz-se dúlcido e confiante, não extrapolando os limites naturais, a fim de se não tornar algema ou converter-se em expressão egoísta.

    Não obstante se encontre presente em outras emoções, mesmo que em fase embrionária, tende a desenvolver-se e abarcar as subpersonalidades que manifestam os estágios do primitivismo, impulsionando-as para a ascensão, trabalhando-as para que alcancem o estágio superior.

    É o amor que ilumina a face escura da personalidade, conduzindo-a ao conhecimento dos defeitos e auxiliando-a na realização inicial da autoestima, passo importante para voos mais audaciosos e necessários. A sua presença no indivíduo confere-lhe beleza e alegria, proporciona-lhe graça e musicalidade, produzindo irradiação de bem estar que se exterioriza, tornando-se vida, o mesmo quando as circunstâncias se apresentam assinaladas por dificuldades, problemas e dores, às vezes, excruciante.

    Vincula os seres de maneira incomum, possuindo a força dinâmica que restaura as energias quando combalidas e conduz aos gestos de sacrifício e abnegação mais grandiosos possíveis.

    O compromisso que produz naqueles que se unem possui um vínculo metafísico que nada interrompe, tornando-se, dessa forma, espiritual, saturado de esperanças e de paz.

    O amor, quando legítimo, liberta, qual ocorre com o conhecimento da verdade, isto é, dos valores permanentes, os que são de significado profundo, que superam a superficialidade e resistem aos tempos, às circunstâncias e aos modismos. Funciona como elemento catalisador para os altos propósitos existenciais.

    A sua ausência abre espaço para tormentos e ansiedades que produzem transtornos no comportamento, levando a estados depressivos ou de violência, porquanto, nessa circunstância, desaparecem as motivações para que a vida funcione em termos de alegria e de felicidade.

    Quando o amor se instala nos sentimentos, as pessoas podem encontrar-se separadas, ele, porém, permanece imperturbável. A distância física perde o sentido geográfico e o espaço desaparece, porque ele tem o poder de preenchê-lo e colocar os amantes sempre próximos, pelas lembranças de tudo quanto significa a arte e a ciência de amar. Uma palavra evocada, um aroma sentido, uma melodia ouvida, qualquer detalhe desencadeia toda uma série de lembranças que o trazem ao tempo presente, ao momento sempre feliz.
    O amor não tem passado, não se inquieta pelo futuro. E sempre hoje e agora.

    O amor inspira e eleva dando colorido às paisagens mais cinzentas, tornando-se estrelas luminosas das noites da emoção. Não necessita ser correspondido, embora o seu calor se intensifique com o combustível da reciprocidade.

    Não há quem resista à força dinâmica do amor.

    Muitas vezes não se lhe percebe a delicada presença. No entanto, a pouco e pouco impregna aquele a quem se direciona, diminuindo-lhe algumas das desagradáveis posturas e modificando-lhe as reações de conflito. Na raiz de muitos distúrbios do comportamento pode ser apontada a ausência do amor que se não recebeu, produzindo uma terra psicológica árida, que abriu espaço para o surgimento das ervas daninhas, que são os conflitos.

    O amor não se instala de um para outro momento, tendo um curso a percorrer.

    Apresenta os seus pródromos na amizade que desperta interesse por outrem e se expande na ternura, em forma de gentileza para consigo mesmo e para com aquele a quem se direciona. É tão importante que, ausente, descaracteriza o sentido de beleza e de vida que existe em tudo. A sua vigência é duradoura, nunca se cansando ou se amargurando, vibrando com vigor nos mecanismos emocionais da criatura humana.

    Quando não se apresenta com essas características de libertação, é que ainda não alcançou o nível que o legitima, estando a caminho, utilizando-se, por enquanto, do prazer do sexo, da companhia agradável, do interesse pessoal egoístico, dos desejos expressos na conduta sensual: alimento, dinheiro, libido, vaidade, ressentimento, pois que se encontra na fase alucinada do surgimento…
    O amor é luz permanente no cérebro e paz contínua no coração.

    (Amor Imbatível Amor, psicografia Divaldo Franco, Espírito Joana de Ângelis).

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/portugal/o-amor-que-liberta/#ixzz3jvnGbSn7

  15. LIBERDADE PARA AGIR

    VIVA JESUS!

    Boa-noite! queridos irmãos.

    “O homem tem livre-arbítrio nos seus atos? – Pois se tem a liberdade de pensar, tem a de agir. Sem o livre-arbítrio o homem seria uma máquina.” (Questão 843, de “O Livro dos Espíritos”- Allan Kardec.)

    Podendo contar com a liberdade para pensar e agir, a criatura humana tem plenas condições de escolher seus caminhos, tomar suas decisões e direcionar seus passos em busca da perfeição, trilhando com independência, embora absorvendo os benefícios do relacionamento social.

    E essa autonomia é que permite a cada um de nós escolher se desejamos mais trabalho ou mais sofrimentos, pois que é da Lei Natural que colhamos os reflexos daquilo que fazemos, e, obviamente, se sondarmos nossas atitudes presentes, logo haveremos de concluir como foi o nosso comportamento no passado, em outras existências.

    Como tudo nos leva a crer que ontem erramos mais do que acertamos, pela lei de causa e efeito, por justiça, hoje temos a obrigação de reparar, para com as sábias leis de Deus, os danos causados. Isso podemos fazer de duas formas: sofrendo ou trabalhando. Quem trabalha mais sofre menos ou vice-versa.
    Um homem desde muito jovem, com frequência, tinha a impressão de que ficaria cego. Algo na intimidade lhe afirmava que num dado momento ficaria sem a visão. Isso o atormentava muito.

    Os anos foram passando e a tal impressão perdurava.

    Tomando conhecimento de que próximo à sua casa uma menina havia perdido os pais, se propôs a adotá-la, diminuindo assim seu infortúnio. Educou-a sob suas diretrizes morais e religiosas. A jovem cresceu, mas infelizmente não aceitou as orientações que recebera daquele generoso senhor.

    O tempo inexorável seguia seu curso e a ideia de que ficaria cego insistia em fazê-lo temeroso, mas continuava determinado, ajudando aquela jovem que se preparava para o casamento.

    Casada, viu nascer o primeiro filho. Separou-se do primeiro marido, do segundo, do terceiro… Foram cinco casamentos, tendo um filho em cada relacionamento. E, ante seu comportamento leviano e inconsequente, acabou assassinada, ficando para o prestativo senhor, cinco “pequenos” para criar.

    A impressão da cegueira iminente continuava firme. Será que ficaria mesmo cego?

    As crianças cresceram, estudaram, formaram seus lares… e o homem generoso conheceu a velhice, mas a ideia de que ficaria cego não desapareceu.

    A morte roubou-lhe o corpo físico, voltando para a Pátria Espiritual. Logo que lá chegou perguntou ao Benfeitor, que o acolhera, qual a razão de carregar durante a vida toda a impressão de que ficaria cego, recebendo a seguinte informação: deveria mesmo, como consequência de erros de vidas passadas, adquirir a cegueira, mas, como se prestou a socorrer a menina órfã, não poderia privar-se da visão, pois teria que trabalhar para sustentá-la, e, posteriormente, laborar para cuidar das cinco crianças, e o tempo foi passando, tendo necessidades dos olhos bem abertos. A existência terrena chegou ao fim, tendo substituído o sofrimento pelo trabalho.
    Caso não se prestasse a socorrer a dor alheia, teria a dor em si mesmo, devido a faltas cometidas em outras encarnações, mas, como tinha liberdade para escolher, escolheu o trabalho em favor do próximo, afastando assim um sofrimento maior. Usou o livre-arbítrio, acertadamente.

    Todos temos a mesma prerrogativa: a liberdade de escolher qual caminho seguir, se preferimos mais sofrimentos ou mais trabalho. A decisão, obviamente, é totalmente nossa.

    Amparando a criança necessitada, socorrendo uma mãe em desespero ante a fome dos filhinhos, ajudando um doente abandonado e sem recursos, trabalhando pela paz entre os homens…, enfim, servindo ao próximo, a dor que por ventura viria nos atormentar toma outra direção.

    Waldenir Aparecido Cuin

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/liberdade-para-agir/#ixzz4H3MlJGDx

    À propósito, eis o que extraímos da seguinte
    Parábola Bíblica:
    (JÓ.20.17) NÃO SE DELICIARÁ COM A VISTA DOS RIBEIROS, E DOS RIOS TRANSBORDANTES DE MEL E DE LEITE? (AR.(AR.69.3)
    (Recomposição das 69 letras e 3 sinais acima):
    E NESSA LEI DE ARNALDO RIBEIRO, OS CRISTÃOS TEEM LIBERDADE EM CRISTO E VIDA DE SANTOS? (IL.69.3)

    “LIBERTAS QUAE SERA TAMEN”

  16. SEJAMOS NÓS A MUDANÇA QUE NÓS QUEREMOS VER NO MUNDO
    VIVA JESUS!

    Bom-dia! queridos irmãos.

    Após ganhar um Emmy de melhor série de não ficção, a série O Planeta em Perigo, série documental da Nat Geo , retorna com nova temporada. Desta vez, astros como o apresentador David Letterman, os atores Don Cheadle, Arnold Schwarzenegger (que também é um dos produtores do programa), Joshua Jackson, America Ferrara, e a modelo Gisele Bündchen, participam de reportagens nas quais apresentam como diferentes partes do mundo estão sofrendo com mudanças climáticas. [1]
    No terceiro episódio, por exemplo, Thomas Friedman, repórter especialista em meio ambiente do The New York Times, vai para a Nigéria e o Senegal conhecer os ‘refugiados climáticos’, pessoas que estão saindo de onde moram pelas temperaturas extremas. “Falamos muito sobre os refugiados políticos, mas cerca de seis milhões de africanos terão que deixar seus países de origem porque o solo deles, que antes era fértil, está se transformando em areia por conta da desertificação”, explica Gelber. “Não há dúvida de que as pessoas que menos contribuem para mudanças climáticas são as mais afetadas por elas.”[2]
    A O Planeta em Perigo ganha uma importância ainda maior no contexto político atual dos Estados Unidos: o presidente eleito, Donald Trump, não acredita na ciência por trás das mudanças climáticas. Em diversas ocasiões, Trump afirmou que o conceito de aquecimento global foi criado pelos chineses para deixar a produção industrial dos Estados Unidos menos competitiva.
    Pesquisas indicam que a “mudança climática tem matado cerca de 315 mil pessoas por ano, de fome, de doenças ou de desastres naturais, e o número deve subir para 500 mil, até 2030”.[3] Quase 25% da população mundial estão ameaçados pelas inundações, em consequência do degelo do Ártico, segundo um estudo publicado há 8 anos, pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF). À medida que a extensão do gelo diminui, e que a superfície dos oceanos aumenta, a quantidade de energia solar absorvida, também, aumenta.Urge que se crie uma mentalidade crítica, que permita estabelecer novos comportamentos com foco na sustentabilidade da vida humana. A sociedade deve formatar novos modelos de convivência, lastreados na fraternidade e no amor. A falta de percepção, da interdependência e complementaridade, entre os indivíduos, gera, cada vez mais intensamente, o desequilíbrio da natureza. O cientista Stephen Hawking, em seu livro “O Universo numa Casca de Noz”, expõe, de forma curiosa, que: “Uma borboleta batendo as asas em Tóquio pode causar chuva no Central Park de Nova Iorque”. [4]Hawking explica, que “não é o bater das asas, pura e simplesmente, que gerará a chuva, mas a influência deste pequeno movimento sobre outros eventos em outros lugares é que pode levar, por fim, a influenciar o clima.” [5]
    Desde o início da revolução industrial, em 1750, os níveis de dióxido de carbono (CO2) aumentaram mais de 30%, e os níveis de metano cresceram mais de 140%. A concentração atual de CO2 na atmosfera é a maior registrada nos últimos 800 mil anos. Quais serão as consequências disso? A escala do impacto pode levar à escassez de água potável, trazer mudanças grandes nas condições para a produção de alimentos e aumentar o número de mortes por decorrência de ondas de calor e secas.
    As nações, frequentemente, lutam para ter ou manter o controle de matérias primas, suprimento de energia, terras, bacias fluviais, passagens marítimas e outros recursos ambientais básicos. “Esses conflitos tendem a aumentar à medida que os recursos escasseiam e aumenta a competição por eles”. [6] Precisamos nos adaptar ao meio como os demais entes vivos neste momento.
    Realmente, a consciência de proteção ambiental cresce com o nosso desenvolvimento intelectual e moral. Os recursos “renováveis” que se consomem e o impacto sobre o meio ambiente não podem ser relegados a questões de menor importância, principalmente levando-se em consideração a utilização da água potável, cuja posse no futuro pode ser o motivo mais explícito de confronto bélico planetário.
    “A Natureza é sempre o livro divino, onde a mão de Deus escreveu a história de sua sabedoria, livro da vida que constitui a escola de progresso espiritual do homem evoluindo constantemente com o esforço e a dedicação de seus discípulos”. [7]
    A vida no planeta depende da convivência pacífica entre o homem e a Natureza. E nós espíritas, o que fizemos, ou o que pretendemos fazer? Mahatma Gandhi afirmou certa vez que toda bela mensagem do Cristianismo poderia ser resumida no Sermão da Montanha, que nos serve de exemplo quando diz: sejamos nós a mudança que nós queremos ver no mundo.
    Referências:
    [1] Disponível em http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2016/11/pessoas-que…; acesso em 26/12/2016
    [2] Idem
    3] Trecho é encontrado na página 325 do relatório BRUNDTLAND, de 1988, da Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, no livro “Nosso Futuro Comum”
    [4] Cf. Instituto Goddard de Estudos Espaciais, da Nasa-EUA
    [5] Texto de Marcos Tadao Mendes Murassawa. Aquecimento Global – Ficção x Realidade acessado em 01-01-08
    [6] Trecho é encontrado na página 325 do relatório BRUNDTLAND, de 1988, da Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, no livro “Nosso Futuro Comum”
    [7] Xavier, Francisco Cândido. O Consolador, ditado pelo Espírito Emmanuel, Rio de Janeiro: Ed FEB, 2001, questão 121

    Jorge Hessen

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/sejamos-nos-a-mudanca-que-nos-queremos-ver-no-mundo/#ixzz4UKFK3u6m

  17. (JR.32.6) VEIO A MIM A PALAVRA DO SENHOR, DIZENDO: (PV.3.1) FILHO MEU, NÃO TE ESQUEÇAS DOS MEUS ENSINOS, E O TEU CORAÇÃO GUARDE OS MEUS MANDAMENTOS: (SL.91.16) SACIA-LO-EI COM LONGEVIDADE, E LHE MOSTRAREI A MINHA SALVAÇÃO: (AR.7.1) E É PRA JÁ:

    SALVAÇÃO OU EVOLUÇÃO?

    VIVA JESUS!

    Boa-noite! queridos irmãos.

    “É assim que tudo serve, que tudo se encadeia na Natureza, desde o átomo primitivo até o arcanjo, que também começou por ser átomo.”
    Todos nós, Espíritos imortais, ao sermos criados, partimos de um mesmo ponto, recebendo como herança a capacidade de progredir, em medida absolutamente igual, em consonância com a indefectível justiça de Deus. Ao longo dos milênios sucessivos, através do esforço evolutivo individual, vamos revelando a luz divina que trazemos dentro de nós, conforme se depreende da recomendação de Jesus: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens ”. 2

    Jesus não teria feito essa recomendação se não soubesse da existência dessa herança divina imanente em todos os seres, cantada com o nome de amor pelo poeta:

    “O amor em nós, certo existe desde o nosso alvorecer,
    remontando a priscas eras, no esboço do nosso ser.

    Em estado de latência, no dealbar da existência,Deus concede de antemão, a sua herança bendita,que a alma busca contrita nas asas da evolução”.3

    A exteriorização mais ou menos intensa dessa herança divina que trazemos é que nos torna diferentes uns dos outros. Só dentro de uma perspectiva evolutiva é que podemos ver um silvícola feroz e um Francisco de Assis como filhos de um mesmo Deus justo, pois o que diferencia esses dois Espíritos não é a sua natureza, a sua origem, mas, apenas, evolução. As diferenças individuais se originam no homem, não em Deus.

    A evolução do Espírito se efetiva através de inúmeras vidas sucessivas, que lhe oferecem oportunidades variadas de incorporar em si as experiências que o meio lhe propicia, num processo que se pode chamar de desenvolvimento da inteligência e das virtudes que lhe são imanentes. Essa visão da evolução do Espírito é muito clara no Espiritismo.

    Em outras religiões reencarnacionistas, a reencarnação é vista apenas como oportunidade de os Espíritos faltosos retornarem à Terra a fim de reparar seus erros ou de concluir aquilo que deixaram inacabado. Admitem, também, a reencarnação de Espíritos mais adiantados, que retornam ao mundo físico em missão, para ensinar o caminho do Bem. Essas religiões não têm a perspectiva evolutiva.

    O Espiritismo não nega essas duas situações, indo, todavia, mais além, ensinando que não se reencarna só em missão ou resgate, mas que a reencarnação é absolutamente necessária, indistintamente, a todos os Espíritos, por ser inerente ao processo evolutivo.

    Portanto, a reparação de faltas anteriormente cometidas não é vista como punição, mas como elemento essencial da escalada evolutiva rumo à perfeição, a que todos estamos sujeitos. Igualmente, no desempenho de missão sacrificial, o Espírito Superior que a leva a efeito não está fora do processo evolutivo, porque também ele está progredindo, embora nada deva à Terra, tendo o seu retorno sido motivado apenas pelo amor.
    No Espiritismo, a reencarnação ocupa lugar de destaque, constituindo-se num dos pilares básicos de toda sua estrutura doutrinária, contrapondo-se frontalmente à tese salvacionista, ensinada por outros setores do Cristianismo. Em verdade, a respeito de salvação, o Espiritismo vai muito além de outras religiões, pois ao nos ensinar que não existem penas eternas, leva-nos a concluir que todos estamos salvos, porque somos cidadãos do Universo, filhos amados de Deus, habitantes da “Casa do Pai”, conforme ensinou Jesus.

    Em verdade, o Mestre nunca apresentou soluções mágicas de salvação gratuita, com base apenas na fé. Pelo contrário, suas lições sempre foram no sentido de acordar a criatura para a necessidade de assumir sua vida, tomando em suas mãos as rédeas do seu próprio destino: “ renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me”. 4

    São muitas as recomendações do Mestre no sentido de a criatura despertar para a necessidade de progredir: “Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei o bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem” e, mais adiante, continua a recomendação: “Sede, pois, vós outros, perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial”. 6

    E por ser uma doutrina eminentemente evolucionista e não salvacionista é que o Espiritismo prioriza a oração consciente, o estudo, a reflexão, obediente à recomendação do Espírito da Verdade: “Espíritas! amai-vos, este o primeiro ensinamento; instruí-vos, este o segundo”.

    Assim, se bem atentarmos para a amplitude e profundidade dos ensinamentos de Jesus, veremos que, em última análise, seus ensinamentos se constituem numa ampla proposta de aperfeiçoamento do Espírito, num chamamento ao esforço individual, que não pode ser desenvolvido numa só vida. Por isso, quem medita sobre os ensinamentos e exemplos de Jesus encara o Evangelho não como um livro sagrado que deva ser lido de mãos cruzadas sobre o peito em atitude de reverência, mas o vê como um manual de evolução do Espírito, que traça um roteiro de luz, a ser seguido ao longo de milênios sucessivos.
    Referências:
    1 – O Livro dos Espíritos, item 540.
    2 – Mateus, cap. 5, vers. 16. 3 – José Soares Cardoso (Acordes Espirituais).
    4 – Mateus, cap. 16, vers. 24.
    5 – Mateus, cap. 5, vers. 44.
    6 – Mateus, cap. 5, vers. 48.
    7 – O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. 6, item 5.
    José Passini
    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/salvacao-ou-evolucao/#ixzz4OO3dxVEJ

  18. A FELICIDADE: UMA BUSCA OU UM DESPERTAR?

    VIVA JESUS!

    Boa-noite! queridos irmãos.

    A busca da felicidade tornou-se uma expressão de incentivo muito popularizada nos dias atuais, principalmente nas palestras e nos livros e artigos de autoajuda.
    Dentre tantos exemplos, podemos empregar o verbo “buscar” nas seguintes formas, conforme nossos dicionários:
    a) esforçar-se, excessivamente, para encontrar algo ou alguém;
    b) conseguir ou conquistar;
    c) empenhar-se em conseguir algo com esforço próprio;
    d) buscar forças de dentro de si mesmo para vencer os desafios.
    No primeiro momento, a expressão “buscar a felicidade” nos dá o entendimento de que a felicidade pode estar ao nosso lado ou em algum lugar distante, podendo a mesma ser representada por um objetivo a ser alcançado ou por um objeto a ser adquirido, ou por uma pessoa a ser conquistada ou por uma situação a ser vivenciada.
    É muito comum ouvirmos expressões exclamativas do tipo:
    – Quando eu conseguir o emprego dos meus sonhos, eu serei feliz!
    – Quando eu conseguir o meu primeiro carro, eu serei feliz!- Quando eu conseguir me casar, eu serei feliz!
    – Quando eu conseguir a minha casa própria, eu serei feliz!
    Logo, a felicidade, ainda, é algo que se busca sob a condição da realização de algum evento futuro e incerto, e que depende de um incentivo ou de um motivo para a sua realização.
    E, dessa forma, seguimos a caminhada pela vida, buscando a felicidade no mundo exterior ao da nossa consciência, isto é, através das conquistas das coisas materiais, das pessoas e da realização de um sonho.
    No segundo momento, ouvimos depoimentos e mais depoimentos daqueles que, após terem conquistado as coisas materiais, as pessoas, e realizado os seus sonhos, conforme planejado na busca da felicidade, ainda não se deram por satisfeitas e continuam infelizes, reclamando e planejando novas conquistas no âmbito do mundo exterior ao da consciência.
    Então, caro leitor, convém, neste momento, trazermos a este nosso artigo a célebre inscrição, divulgada à humanidade pelos ensinamentos do filósofo Sócrates: – Conhece-te a ti mesmo!
    E, ainda: trazemos aqui o ensinamento do Mestre Jesus Cristo, quando Ele respondeu a Pilatos: “- O meu reino não é deste mundo”. (João, 18:36)
    Com essa resposta o Mestre confirma e dá sustentáculo à passagem bíblica em Eclesiastes: “A felicidade não é deste mundo”.
    Pois, vejamos bem: Jesus responde aos fariseus que “o reino de Deus não virá com aparências exteriores. Nem se dirão: – Ei-lo ali, ei-lo acolá! Porque o reino de Deus está dentro de cada um de nós”. (Lucas 17: 20 e 21)
    E, mais: Não podemos nos esquecer da questão 621 de O Livro dos Espíritos, quando o Espírito de Verdade responde ao codificador, Allan Kardec, que “a lei de Deus está inscrita na consciência”.
    Todos nós nascemos (= reencarnamos) para nos tornarmos Espíritos melhores, mais aperfeiçoados, mais felizes. Ou seja: todos nós vivemos e convivemos em busca da felicidade.
    Para isso, precisamos desenvolver o autoconhecimento, ou seja, fazer uma viagem abordando, em nossa intimidade, os quesitos que necessitam de reformas e as más inclinações a serem domadas, fazendo um mapeamento estrutural e organizacional da nossa casa mental, promovendo melhoria e fortalecimento da consciência para o bem de nós mesmos e da coletividade.
    Isso pela razão de que a felicidade verdadeira mora dentro de cada um de nós, onde está instalado o reino de Deus e onde está inscrita a lei divina.
    Portanto, caro leitor, diante do exposto, a felicidade deve ser buscada no desenvolvimento do autoamor, através da valorização das pequenas coisas da vida que, na verdade, são de grande significação para uma vida saudável, feliz, a exemplo de tocar numa flor, acariciando-a; atravessar um idoso de um lado de uma rua para o outro; ceder o lugar aos mais velhos e aos que têm direitos especiais; dar a devida preferência aos pedestres no trânsito; cumprimentar as pessoas e desejar-lhes “bom dia!”, “boa tarde!” ou “boa noite!”, mesmo que se tratam de desconhecidos; cuidar de um jardim e sorrir para a vida, para as pessoas e para si mesmo; realizar trabalhos voluntários etc…
    E, assim, seguiremos despertando a felicidade que já mora e já se encontra instalada dentro de cada um de nós, em nossos respectivos “mundinhos” das nossas respectivas intimidades.
    Logo, a felicidade deve ser buscada e despertada, através do esforço e da vontade…

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/paginas-de-internet-espiritas/ciencia-espirita-psicologia-e-autoconhecimento/#ixzz4rLAyN8xi

  19. A IGNORÂNCIA DO HOMEM

    Estamos aqui, respirando, pensando, existindo. Nasce o sol, vem a noite, o frio, o calor, desfrutamos, sofremos e passamos por tantas coisas…
    Mas, o que é isso que denominamos vida? Isso que denominamos morte? Por que estamos aqui? Onde estávamos? E, para onde vamos? Podemos ir-nos quando quisermos? Podemos pedir para vir ou para ir? A quem? Temos como ou a quem nos queixar se estivermos aqui contra nossa vontade ou sofrendo?
    Tudo é um tremendo mistério. Nossa ignorância sobre isso é total. Como viemos a isto que chamamos de existência? O que é isso a que damos o nome de ‘eu’? O que sou eu? Haverá alguma razão para tudo isso? Fomos criados por uma inteligência superior? Como o universo surgiu um dia? De um ‘big bang’, explica a ciência de hoje. Mas, o que deu origem ao ‘big bang’? Uma singularidade, um ponto infinitamente pequeno no qual estariam concentradas todas as possibilidades. E desse ponto surgiu uma força dotada de tanto poder que, bilhões de anos após seu advento, ainda está em expansão, movendo um sem número de sóis, estrelas e galáxias?! Será que, vamos compreender algum dia? Haverá um plano, um objetivo a ser atingido? Ou eventos, fenômenos, tudo está fluindo aleatoriamente, sem qualquer finalidade? Quantas interrogações que ninguém sabe responder!

    aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outras-doutrinas-espiritualistas/a-ignorancia-do-homem/#ixzz4mX0gEBCP

  20. A GRANDE VERDADE BÍBLICA: A COMUNICAÇÃO ENTRE NÓS E OS ESPÍRITOS

    PUBLICADO EM 30/11/15 – 03h00
    A mediunidade, ou o dom espiritual de uma pessoa para servir de instrumento de ligação entre os espíritos e nós, existe desde que o mundo é mundo (1 Coríntios 12: 10); e ela, cada vez mais, vem sendo estudada em grandes universidades. Um fenômeno paranormal é mediunidade apenas quando há envolvimento de um ou mais espíritos.

    O espiritismo, que é também uma ciência empírica, experimental, nós poderíamos chamá-lo também – sem querer mudar seu nome –, de espiritologia, pois é uma ciência dos fenômenos que envolvem espíritos. E Kardec foi o primeiro cientista a estudar os espíritos e a mediunidade. Daí que se diz que seu famoso livro “O Livro dos Médiuns” é o primeiro manual de parapsicologia do mundo.

    A obra de Kardec, como ele disse, não é para destruir nenhuma religião, pelo contrário, é para fortalecer todas elas, pois defende a existência de Deus e comprova-nos que existe o espírito imortal. Com sua obra, pois, Kardec fortaleceu o espiritualismo e deu um golpe mortal no materialismo, além de acabar com muitas superstições. Por isso, Kardec acabou também com o conflito entre a ciência e as religiões para quem estuda a fundo o espiritismo. Os adversários dessa doutrina são pessoas que não a conhecem em profundidade ou têm interesses incompatíveis com ela a serem defendidos. E alguns de seus adversários são tão comprometidos com seus interesses materiais que fazem as mais absurdas interpretações da Bíblia para tentar manter suas ideias excêntricas e renegadas pela grande maioria das pessoas sensatas que buscam com seriedade, humildade e sinceridade a verdade. Por isso, eles vão ter que reencarnar muitas vezes, até que se libertem de suas ideias trevosas! Oremos por eles!
    O texto seguinte trata do nascimento de Sansão, cuja mãe era estéril. “Apareceu o anjo do Senhor a essa mulher e lhe disse: Eis que és estéril, e nunca tiveste filho; porém conceberás, e darás à luz um filho” (Juízes 13: 3). “Então a mulher foi ao seu marido, e lhe disse: Um homem de Deus veio até mim, cuja aparência era semelhante à de um anjo de Deus, tremenda; não lhe perguntei donde era, nem ele me disse seu nome” (Juízes 13: 6). E sabe-se, hoje, não só pela doutrina espírita, que anjos, mensageiros ou enviados (“aggelos”) são espíritos humanos de alto nível de evolução.

    Por ocasião da morte de Jesus, vários espíritos humanos apareceram a muitas pessoas que estavam em Jerusalém, confirmando-nos que, de fato, os espíritos dos mortos manifestam-se, realmente, a nós, espíritos encarnados aqui, no nosso mundo físico: “e, saindo dos sepulcros depois da ressurreição de Jesus, entraram na cidade santa e apareceram a muitos” (são Mateus 27: 53).
    Mais um caso bíblico de comunicação de espíritos que aparecem a nós, desta vez ao apóstolo Paulo: “À noite, sobreveio a Paulo uma visão, na qual um homem macedônio estava em pé e lhe rogava dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos” (Atos 16: 9).

    E a verdade de que os espíritos desencarnados manifestam-se a nós foi e é confirmada também por dezenas de cientistas do passado e atuais, entre estes, até dois de Prêmio Nobel: o inglês William Crokes, em 1919, e o francês Charles Richet, em 1913. E é por isso, e por ser a própria Bíblia um livro mediúnico, que o espiritismo tem crescido tanto!
    PS: Palestra “Famílias estelares”, com o terapeuta holístico Conrado Lopez, em 12.12.2015, às 15h, na Loja Rosacruz Belo Horizonte (Amorc), na avenida Portugal, 615, região da Pampulha.

    O que achou deste artigo?

  21. A alma encorajada pela fé deve buscar sempre em si mesma a presença amorosa de Jesus.

    Aquele que busca o Mestre em seus próprios sentimentos é capaz de perceber como os seus atos estão se aprimorando perante os ensinos e exemplos do Modelo e Guia do amor e da verdade.

    Na seara de reparação moral da qual fazemos parte em trabalho e redenção, que se chama Seara Espírita, somos convocados a dissolver as evidentes formas frágeis de nosso egoísmo e orgulho. Se queremos verdadeiramente auxiliar na transformação moral da humanidade, jamais deveremos nos declinar de por em prática as luzes que clarificam o recôndido dos nossos pensamentos que, muitas vezes, pedem reajustamento e correção em sintonia com as Leis Divinas, para que nos tornemos instrumentos úteis e não a pedra de tropeço que expressa sobreposições de nosso ego nos compromissos do trabalho Espírita. A ideia elevada produz indubiltavelmente os resultados de serenidade e maturidade naqueles que se entreguam dóceis aos conceitos de virtudes e sabedoria.

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/eis-me-aqui/#ixzz4bmex7fXy

    Arnaldo Ribeiro ou Israel

  22. O CONSOLADOR

    (JB.19.28) VENDO JESUS QUE TUDO JÁ ESTAVA CONSUMADO PARA SE CUMPRIR A ESCRITURA,DISSE: (JB.15.20) LEMBRAI-VOS DA PALAVRA QUE EU VOS DISSE: (LC.8.10) A VÓS OUTROS É DADO CONHECER OS MSTÉRIOS DO REINO DE DEUS; AOS DEMAIS FALA-SE POR PARÁBOLAS PARA QUE VENDO, NÃO VEJAM, E, OUVINDO, NÃO ENTENDAM: (JB.14.26) MAS QUANDO VIER O CONSOLADOR, O ESPÍRITO SANTO, QUEM O PAI ENVIARÁ EM MREU NOME; ESSE VOS ENSINARÁ TODAS AS COISAS E VOS FARÁ LEMNRAR TUDO O QUE VOS TENHO DITO: (NM.24.14) AGORA EIS QUE VOU AO MEU POVO; (IS.30.12) PELO QUE ASSIM DIZ O SANTO DE ISRAEL:

    EIS-ME AQUI

    A alma encorajada pela fé deve buscar sempre em si mesma a presença amorosa de Jesus.

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/eis-me-aqui/#ixzz4bmex7fXy

  23. SÓ A EDUCAÇÃO SALVARÁ O BRASIL

    VIVA JESUS!

    Boa-noite! queridos irmãos.

    O momento é grave, não há dúvida. Materializou-se um quadro de extrema preocupação entre os brasileiros, pois os descalabros morais alcançam patamares inimagináveis. As três esferas de poder instituídas para atuarem coordenadamente visando ao bem-estar da nação não se entendem, e mais, não obtêm sucesso em estancar a verdadeira sangria dos recursos públicos. Estes tesouros deveriam ser usados em prol da sociedade, contudo, são desviados sistematicamente para os mesmos detentores do poder e seus comparsas em todos os níveis, impedindo ou dificultando a correta distribuição entre todos dos benefícios oriundos dos abundantes bens produzidos pela nação.

    O povo está cansado, esgotado, assistindo a um verdadeiro conluio entre autoridades, muitas reunidas sob uma só bandeira: bem espoliar a imensa riqueza da Pátria Amada, criando em consequência desigualdades imensas entre os habitantes deste país.

    Clamores ocorrem em todas as camadas sociais, em toda a gente, pois, perplexos estão diante desta situação ímpar geradora de sofrimentos atrozes em todos os rincões da terra natal.
    Diante de tal quadro, é natural o aparecimento no meio espírita de dúvidas, questões, incertezas, certo desânimo, pois os espíritas não são perfeitos, embora possuam um farto manancial de informações e explicações fornecidos pela luminosa Doutrina dos Espíritos, também ficam aturdidos diante deste cenário.

    Sinceramente desejosos de pôr um fim nesta conturbada conjuntura, dar um basta em tantas iniquidades, sensibilizados com a dor grassando praticamente em todas as famílias, ajuízam que algo deva ser feito com urgência para alterar esta realidade, alguns acreditando mesmo no ingresso nos quadros políticos como forma de alcançar este desiderato.

    Entre os muitos temas explorados por Allan Kardec em sua vasta obra, um deles foi exatamente sobre as desigualdades sociais e, na questão 8061, indagou: É lei da Natureza a desigualdade das condições sociais?

    “Não; é obra do homem e não de Deus.”

    Depreende-se da resposta terem sido as nossas muitas desigualdades criadas pelos próprios homens, ou seja, por nós mesmos, como não poderiam deixar de ser, jamais teriam origem pela Divindade, e, avançando um pouco mais no tema, o Sábio de Lyon busca a opinião dos Espíritos sobre a solução deste magno problema. E, na questão subsequente, a de número 806a2, formula esta pergunta: Algum dia essa desigualdade desaparecerá?

    “Eternas somente as leis de Deus o são. Não vês que dia a dia ela gradualmente se apaga? Desaparecerá quando o egoísmo e o orgulho deixarem de predominar. Restará apenas a desigualdade do merecimento. ”

    Como se observa, a solução se dará quando o egoísmo e o orgulho deixarem de reger as nossas relações. Não existindo solução mágica, tampouco milagre, a natureza jamais dá saltos.

    Feita esta pequena introdução, seria agora de se indagar qual a pretensão dos espíritas tentando participar dos quadros políticos visando à melhora moral na cadeia de comando político se a própria espiritualidade superior já nos orientou: enquanto não houver primeiro o arrefecimento, em seguida, a extinção destes dois vícios, o egoísmo e o orgulho, as desigualdades não desaparecerão?
    Ajuizemos outras pertinentes questões:

    I. Estes postulantes pretendem atuar junto aos políticos para torná-los mais cônscios de seus deveres morais e éticos, transformando-os em verdadeiros cristãos?

    II. Mas como agirão se precisam se filiar aos partidos existentes para lançar as suas próprias candidaturas quando hoje, até onde se sabe, não há nenhum partido íntegro? Eles se filiariam aos grupos de dilapidadores da nação, para em seguida traírem aqueles que os elegeram constituindo o Partido dos Espíritas – PE?

    III. Ou pretendem formar uma bancada espírita multipartidária para, de igual modo àquelas hoje existentes, lutar pelos direitos do próximo?

    No primeiro caso, seria muita ingenuidade acreditar que Espíritos de baixíssimo patamar moral poderiam atender aos argumentos espíritas para se conduzirem em curto espaço de tempo não como lobos no meio de ovelhas, mas como cidadãos íntegros e honrados, ou seja, cristãos.

    No segundo, seria catastrófico criar um partido político espírita, se expondo a todas as mazelas morais predominantes como um todo no atual ambiente político, participando de debates acalorados, onde é comum chegar-se às vias de fato entre os contendores. Ou será que eles iniciariam encontros para realizar o Evangelho nos gabinetes de Brasília, ou seus equivalentes a nível municipal ou estadual, conforme outros seguimentos religiosos já o fazem no Congresso? Se for esta a ideia, por qual razão não oram coletivamente em suas instituições espíritas?

    No último caso, seria de se lastimar ter um espírita filiado a um partido acusado de corrupção por todos os lados com a justificativa de mais à frente se conduzir com moralidade e ética a toda a prova, mesmo entre contumazes contraventores de toda espécie.

    Em resumo, seria conhecer bem pouco sobre a natureza humana quem pretendesse mudar a conduta de Espíritos frontalmente opostos aos ensinos cristãos, através de participações presenciais nos ambientes escusos e sombrios caracterizando as assembleias legislativas e similares.
    Perguntamo-nos ainda qual seria a conduta destes espíritas, caso eleitos, quando fossem propostas leis para aumentarem os próprios salários dos parlamentares acima dos níveis daqueles fixados para as massas? Quais atitudes adotariam quando passassem a receber verbas extraordinárias para seus gabinetes, fossem autorizados a contratar assessores dispensáveis, recebessem auxílio moradia sem necessidade…? Devolveriam aos cofres públicos as imorais verbas excedentes ou doariam a instituições voltadas ao atendimento das mazelas sociais?

    Não é impossível, mas é muito pouco provável mergulhar na lama e dela sair ileso, sem uma mácula sequer.

    Mas perguntariam então: Como fazer? Como se conduzir diante do aparente caos instalado? Como agir?

    Não vemos outro caminho a não ser o da educação, não destes que por hora se encontram nas temporárias cadeiras de comando dirigindo a nação em todos os níveis, seria totalmente improdutivo, a hora deles chegará neste ou em outro orbe. Precisamos nos preocupar com a educação daqueles iniciando suas vidas, recém-reencarnados, começando as suas primeiras experiências em sociedade, estes sim poderão salvar a nação, se receberem agora estímulos, exemplos, forem incentivados a agir moralmente e eticamente sempre com ações voltadas ao bem coletivo.

    Sim, no fortalecimento da atividade de evangelização infantil e das mocidades espíritas, situa-se a real solução, são nestes dois seguimentos que os espíritas tão desejosos em mudar o país deveriam envidar os seus esforços, tempo e recursos.
    Não menos importante, seria a conduta ética dentro das famílias, na própria sociedade, no ambiente de trabalho e, principalmente, dentro das instituições espíritas, pois o que se vê hoje em dia dentro das associações espíritas não são todas evidentemente a se conduzirem desta maneira, é uma velada, às vezes gritante briga pelo poder, uma busca desenfreada por cargos dentro das entidades, para quem sabe em futuro próximo ter a foto estampada na galeria de presidentes da respectiva organização. E, considerando este último caso, o que poderemos aguardar destes espíritas hoje avidamente preocupados em obter postos nas congregações espíritas onde mourejam, quando concretizarem seus sonhos passando a ocupar funções políticas?
    Espera-se algo mais dos discípulos do Cristo.
    Referências:
    1 KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Trad. Guillon Ribeiro. 69. Ed. Rio de Janeiro: FEB Editora, 1987. Parte Terceira – Das Leis Morais – Capítulo IX. perg. 806.

    2 ______.______. perg. 806a.
    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/so-a-educacao-salvara-o-brasil/#ixzz5O01nPfLx

  24. ALEGREI-ME QUANDO ME DISSERAM:
    (SL.122.1)
    TEU LIVRO
    (A Bibliogênese de Israel que se estende e se consolida via internet)

    Querido Irmão Arnaldo Ribeiro:
    Com efeito, a nossa existência na terra vem legando vida espiritual aos irmãos encarnados, pelo livro que estás escrevendo juntamente conosco, graças a tua Providência Divina.

    Cada dia é uma página…

    Cada hora é uma afirmação de tua personalidade, através das pessoas e das situações que te buscam.

    Não menosprezes o ensejo de criar uma epopéia de amor em torno de teu nome.

    As boas obras são frases de luz que endereças à Humanidade inteira.

    Em cada resposta aos outros, em cada gesto para com os semelhantes, em cada manifestação dos teus pontos de vista e em cada demonstração de tua alma,grafas com tinta perene, a história de tua passagem.

    Nas impressões que produzes, ergue-se o livro dos teus testemunhos.

    A morte é a grande colecionadora que recolherá as folhas esparsas de tua biografia,gravada por ti mesmo, nas vidas que te rodeiam.

    Não desprezes a companhia da indulgência, através da senha que o Senhor te deu a trilhar.

    Faze uma área de amor ao redor do próprio coração, porque só o amor é suficientemente forte e sábio para orientar-te a escritura individual, convertendo-a em compêndio de auxílio e esperança para quantos te seguem os passos.

    Vive com Jesus, na intimidade do coração, não te afastes d’Ele em tuas ações de cada dia e o livro de tua vida converter-se-á num poema de felicidade e num tesouro de bênçãos.

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/teu-livro/#ixzz1luanFdDP

  25. A RAZÃO DE SER DO ESPIRITISMO VIVA JESUS!

    Quando o obscurantismo da fé dominava as mentes, levando-as ao fanatismo desestruturador da dignidade e do comportamento; quando a cultura, enlouquecida pelas suas conquistas no campo da ciência de laboratório, proclamava a desnecessidade de qualquer preocupação com Deus e com a alma, face à fragilidade com que se apresentavam no proscênio do mundo; quando a filosofia divagava pelas múltiplas escolas do pensamento, cada qual mais arrebatadora e irresponsável, inculcando-se como portadora da verdade que liberta o ser humano de todos os atavismos e limitações; quando a arte rompia as ligações com o clássico, o romântico e a beleza convencional, para expressar-se em formulações modernistas, impressionistas, abstracionistas, traduzindo, ora a angústia da sua geração remanescente dos atavismos e limitações do passado, ora a ansiedade por diferentes paradigmas de afirmação da realidade; quando se tornavam necessários diversos comportamentos sociais e políticos para amenizar a desgraça moral e econômica que avassalava a Humanidade; quando a religião perdia o controle sobre as consciências e tentava rearticular-se para prosseguir com os métodos medievais ultramontanos e insuportáveis; quando as luzes e as sombras se alternavam na civilização, surgiu o Espiritismo com a sua razão de ser para promover o homem e a mulher, a vida e a imortalidade, o amor e o bem a níveis dantes jamais alcançados.

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/o-que-e-o-espiritismo/a-razao-de-ser-do-espiritismo/#ixzz5UILw0j2H

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *