Aclamado pelo MBL, Moro critica Lula, Bolsonaro e Alckmin, que “so sempre as mesmas coisas” e diz

Moro discursa no evento de apoio do MBL sua candidatura

Carolina Linhares
Folha

Em evento de filiao de parlamentares e militantes do MBL (Movimento Brasil Livre) ao Podemos nesta quarta-feira em So Paulo (26), o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) criticou a aproximao entre o ex-governador Geraldo Alckmin (sem partido) e o ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva (PT). Ao pregar o caminho da terceira via, tambm afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) enganou a populao.

Arthur do Val, membro do MBL, deve concorrer ao Governo de So Paulo pelo Podemos. E foi elogiado por Moro. “A gente precisa ter uma cara nova. Algum jovem, mas maduro para dar um novo rumo para o Estado. No possvel que a cada quatro anos ns tenhamos sempre as mesmas coisas”, disse Moro.

EFEITO ALCKMIN – “Quando a gente vai ver no fundo, como hoje tem esse movimento do ex-governador Alckmin em direo do PT, ser que to diferente assim? Ento a gente precisa ter realmente uma cara nova”, seguiu no discurso.

“Est na hora de acabar com essa histria de a cada quatro anos ficar pensando entre PSDB e PT. Agora a gente est vendo que o PT est ameaando voltar para So Paulo, no s no pas que isso um risco”, completou.

O evento de filiao de Arthur do Val, do deputado federal Kim Kataguiri e do deputado estadual Heni Ozi Cukier e de outros nomes do MBL vai oferecer ao Podemos um palanque para Moro em So Paulo, com candidatos a deputado federal e estadual. Kim concorrer reeleio, e Heni tentar uma vaga no Senado.

LULA E BOLSONARO – Em seu discurso, o ex-juiz tambm mirou em Lula e Bolsonaro, seus principais adversrios eleitorais. “Querem que a gente esquea que eles provocaram a maior recesso da histria do pas”, disse Moro a respeito do PT, lembrando do petrolo e do mensalo. A respeito de Bolsonaro, afirmou que a populao quer um presidente “que vai defender a cincia e no vai negar os fatos”. ?

Moro afirmou tambm que, enquanto juiz da Lava Jato, receber o apoio dos movimentos de rua, como o MBL e o Vem Pra Rua, foi gratificante. “A gente sabia que era aquilo que fazia a pauta anticorrupo avanar. [] A Lava Jato de vocs, foi uma conquista da sociedade brasileira”, disse.

Arthur do Val afirmou que So Paulo o estado que mais rejeita Lula e Bolsonaro. “A terceira via nasce daqui”, disse. O deputado discursou contra o pacto federativo, pregando que a arrecadao do estado de So Paulo serve para sustentar outros estados.

DEU ENTREVISTA – Apesar de ter prometido divulgar, na sexta (28) seus ganhos atuando em consultoria nos EUA, o presidencivel do Podemos ignorou o tema em sua fala. Ao falar com a imprensa aps o evento, Moro afirmou que as suspeitas so fantasias e mentiras. Ele disse ainda que escolheu prestar contas em suas redes sociais para no ceder ao que considera um abuso do TCU.

“Quem no deve no teme, meus rendimentos so todos lcitos, normais. Eu no queria ceder ao abuso. Eu no vou apresentar ao TCU, porque est abusando do poder, o processo ilegal, mas vou apresentar para todas as pessoas nas minhas redes sociais”, disse.

“Eu sempre combati a corrupo e sempre atuei com integridade. Como no tem o que falar do meu trabalho, tem gente que fica fantasiando e mentindo. Porque o pessoal tem medo, est vendo que o projeto est crescendo, com o Podemos, com o MBL”, afirmou imprensa.

MONTE DE FANTASIA Moro egou ter conhecido o dono da Alvarez & Marsal, Eduardo Seixas, antes de trabalhar na empresa. “ um monte de fantasia”, rebateu.

Tambm negou rumores de que estaria de sada do Podemos ou de que haveria uma debandada de filiados do partido em curso. “S se for debandada para o Podemos. Esse o caminho pelo qual vamos arrebentar a polarizao”, disse.

Moro afirmou trabalhar “por um pas melhor, sem Lula e sem Bolsonaro”. “Comea a formao de uma terceira via, uma alternativa a essas propostas extremas do pas, com a unio de um movimento e um partido poltico”, completou.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
A entusistica adeso do MBL candidatura de Moro um sinal de evidente fortalecimento. A chamada maioria silenciosa est saindo do armrio para apoiar a terceira via, esta a realidade que as tais pesquisas ainda no indicam. (C.N.)

13 thoughts on “Aclamado pelo MBL, Moro critica Lula, Bolsonaro e Alckmin, que “so sempre as mesmas coisas” e diz

  1. No Brasil, essa ideia j est arraigada na psique da populao.

    A inteno desses caras passar por cima dos estados-nao e estabelecer um governo privado mundial liderado por mega corporaes.

    A ONU no passa de uma caixa de ressonncia dos interesses dessas grandes corporaes, que simplesmente est ali para os legitimarem perante as naes.

    Imagine o que as grandes corporaes poderiam fazer se no existisse o inconveniente estado e suas legislaes, rgo reguladores e poder de polcia.

    Se a big pharma j foi capaz de botar o estado de joelhos perante contratos abusivos e indecentes, imagine na ausncia do estado.

    https://twitter.com/ElevaBrasilES/status/1486731411318992906/photo/1

  2. KKK at os libertrios j comeam a falar mal do Moro, ser que ele oferece tanto perigo assim ao atual status quo? O establishment corre srio perigo com o Moro no comando? Vamos ver extremistas da extrema esquerda extrema direita se dando as mos na tentativa de desconstruir o Moro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.