Acordo de leniência para pagar em 22 anos é um prêmio e incentiva a corrupção

Resultado de imagem para ricardo pessoa utc

Ricardo Pessoa está solto e foi beneficiado

Jorge Béja

Mesmo desmoralizado, o governo federal anunciou ter assinado o primeiro acordo de leniência. Foi com a UTC, a empresa de Ricardo Pessoa. UTC e Pessoa nada mais são do que dois corruptos da Lava Jato que roubaram o dinheiro do povo brasileiro e que causaram duradouros e consideráveis perdas financeiras e morais à Petrobras, Eletrobras e Valec. Valor do acordo: 574 milhões. Mas a forma de ressarcimento não é de uma só vez. O que houve foi leniência no pior e mais nocivamente impatriótico sentido da palavra. E mais: o pagamento é para ser feito ao longo dos próximos 22 anos!

Não, o povo não pode entender como essas coisas acontecem. Existem perguntas, que são devidas e naturais e que as autoridades precisam responder e explicar à população pelos meios de comunicação de massa e mais abrangentes quanto possíveis, de tal sorte que até os índios desconectados do Amazonas fiquem cientes, não é mesmo ministro Herman Benjamin?

SEM EXPLICAÇÃO – Se, menos de dois meses atrás, o acordo era negociado em maio por 1 bilhão, por que foi reduzido para pouco mais da metade em tão pouco tempo? Por que pagar em 22 anos (264 meses) e não de uma só vez? Com o dólar na casa de 3,26 e o euro valendo 3,71, aqueles 574 milhões ficam reduzidos em torno de 165 milhões em moeda estrangeira. E tudo isso abrangendo 29 contratos com o Poder Público que foram fraudados e superfaturados!

E esse é o exato valor que varia de 0,1% a 20% que a Lei da Leniência (nº 12.529/2011, artigo 37) fixa como pena sobre o faturamento bruto da UTC no “ano anterior”, que foi 2016?

Segundo o acordo, 70% dos 574 milhões vão para a União e 30% para a Petrobras, Eletrobras e Valec, as empresas lesadas, a título de ressarcimento!

MUITAS DÚVIDAS – Como se explica essa distribuição? É a União fazendo caixa? Qual ou quais critérios foram adotados? Estimativa a olho nu? Por amostragem? Ou contabilidade pericial, policial e real? Sim, porque o Tribunal de Contas da União já decidiu que acordo de leniência não precisa ser aprovado pelo Ministério Público Federal. E aí é que residem o perigo e a desconfiança.

Quem teve coragem para roubar através de cartel e propina, também tem coragem de lesar nas contas destinadas ao ressarcimento. Nunca vi na vida um bandido se recuperar e se tornar pessoa honesta.

DESIGUALDADE – Veja o leitor como o tratamento é desigual, desproporcional e revoltante. Se uma pessoa sonega o Imposto de Renda e depois, espontaneamente, vai e paga, a multa sobre o valor sonegado é de 37,5% (fora o imposto), tudo acrescido de juros e correção monetária. Já se o sonegador é apanhado pela fiscalização da Receita Federal, o valor da multa é de 75% sobre o valor sonegado, mais juros, mais o imposto devido,  correção monetária e ainda fica sujeito à pena de prisão pelo crime de sonegação fiscal.

E mais: todo brasileiro sabe que os juros do Cartão de Crédito e do Cheque Especial vão além dos 400% ao ano. Os banqueiros são inclementes. E nos querem ver mortos e a família sem dinheiro para pagar o enterro. Ora, ora, diante de tão desleal desproporção, vem agora o desmoralizado e corrupto governo comemorar este suspeitíssimo acordo de leniência com a UTC de Ricardo Pessoa?

NINGUÉM ENTENDE – Não, o povo brasileiro não entende isso. Estamos todos esmagados, pela corrupção, pelas mentiras, pelas enganações… e pela violência, que não é apenas aquela que tira a vida das pessoas, das criancinhas, mas a que nos tira o pão de cada dia, em silêncio, de terno, de gravata e de dentro dos palácios.

Com licença, Marco Cícero, nos permita também perguntar: “Quosque tandem abutere, Brasil, patientia nostra?” (Até quando, Brasil, abusarás da nossa paciência?).

9 thoughts on “Acordo de leniência para pagar em 22 anos é um prêmio e incentiva a corrupção

  1. As pessoas honestas neste Páis estão fadadas ao fracasso. Hoje a nossa justiça tem se mostrada mais benevolente com os que comentem algum tipo de ilegalidade. Os bandidos e os corrputos de outros países devem ter inveja de nossos bandidos.

  2. Ué, criticaram tanto o PGR pelo acordo feito com os Esleys e vêm com esse agora? Esse velhão da UTC também impôs condições para o acordom(pessoal) de delação: poder trabalhar em sua empresa!!

  3. O sistema age cada vez mais fortalecido pela corrupção e desonestidade dos parlamentares, protegidos por um STF igualmente sem autoridade moral porque se transformou em tribunal político, concedendo aos cúmplices dos Legislativo e Executivo a impunidade já garantida aos podres citados.

    O artigo em tela mostra claramente o escárnio ao Brasil e povo com esses acordos empresariais ou de leniência, na verdade uma combinação de permissão para roubar e depois devolver parte da fortuna amealhada criminosamente em doses homeopáticas e por várias décadas!!!

    O desigual tratamento concedido pela Receita Federal, por exemplo, com relação ao contribuinte, demonstra explicitamente que, no Brasil, roubar compensa e, muito, de forma absoluta e indiscutível.

    Alias, alguma quadrilha, travestida em partido político, devolveu as “doações” fruto dos assaltos contra a Petrobrás?

    Algum parlamentar na cadeia?

    Agora, pobre daquele que roubou para comer, pois condenado às masmorras dos presídios nacionais, indústrias do crime, antessalas de vinganças pelo tratamento desumano recebido!

    No entanto, os ladrões deste país, os parlamentares criminosos, bandidos, inúteis, perdulários, VAGABUNDOS, gozam de impunidade, e se locupletam roubando e explorando o povo.

    O Brasil se encontra no seu ocaso como nação, pois falido ética e moralmente, nos estertores de um Estado que implementou a cleptocracia, e à mercê da ditadura legislativa, que sintetiza este poder deletério, abjeto, e que somente age mediante propina, desonestidade, traição, constituindo-se em um congresso venal, altamente danoso e prejudicial ao povo e país!

    Nesse meio tempo, os comandantes das FFAA brincam de Forte Apache ou assistem a TV Senado ou da Câmara como diversão pelo circo armado, espetáculo deprimente e degradante de homens e mulheres sem escrúpulos, destituídos de princípios e valores.

    Afirmo categoricamente haver mais ética e moral dentro de qualquer cadeia e cela dos presídios brasileiros que nas tais malfadadas casas legislativas, que sintetizam o estelionato, assassinatos, roubos, sequestros, traições, inutilidade e vagabundagem, em níveis nunca antes registrados na história desse povo tão injustiçado e insultado, que é o brasileiro!

    Até quando irá a paciência do cidadão, pergunto eu??!!

    • Amigo e irmão Bendl
      Tua indignação é a de quem tem caráter e ama este país.

      Bem sabes que a saída é clara e espera pela posição das pessoas de bem.

      Me permita perguntar: e quantos brasileiros pensam e sentem a mesma coisa?

      Se são muitos, por que tanta e toda esta omissão?

      Acho que não são tantos como pensamos e precisamos para mudar a direção da “bala perdida” chamada Brasil.

      Abraço e saúde.
      Fallavena

  4. Volto a repetir, não adianta indignar-nos, já que seria utópico pensar em uma solução radical com revolução armada e guilhotina, cortemos o oxigênio que alimenta essa praga, o voto. Em 2018, não reeleja um corrupto!!!

    • Prezado F.Moreno
      Para atingirmos o objetivo que sugeres, teremos também de não permitir o voto de eleitores corruptos, idiotas, omissos e que pretendam continuar nas “boquinhas”. Não conseguindo retirar estes, continuará como está.
      Amigo, solução existe mas aplicá-la é quase impossível.
      Abraço e saúde.
      Fallavena

  5. O Brasil é governado por uma corte formada por políticos, empresários selecionados, juízes e coronéis. Ao redor desta corte vicejam acadêmicos, artistas, e bobos da corte ideologizados ora por uma ideía ora por um delírio. Sempre foi assim desde a colônia e sempre será, pois a maioria da população não admite soluções radicais e muito menos violentas. Aceita ser violentada diariamente. Paga reclamando obedientemente. Mas aceita a sua impotência como agente ativo e vai votar, de dois em dois anos, nas urnas jabuticabas, únicas no mundo.

  6. O que mudou ? Os delinquentes lavaram seus crimes e ainda foram benefíciados com finânciamento de longuissimos prazos as custas do sacrifícios da sociedade .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *