Admiração, entusiasmo, empolgação

Ninguém mais do que as Escolas de Samba merece essas três palavras. Não é apenas o “maior espetáculo do planeta” (todos reconhecem), é muito mais.

Nesta quarta-feira, com o Sambódromo em silêncio e esperança no julgamento, ganhe quem ganhar, a vitória é do povo, da coletividade, dos que assistem por duas noites e daqueles que trabalham o ano todo. Mas não é apenas suor, sacrifício e superação. É cultura, pesquisa, profundidade e uma ânsia enorme de saber e comunicar.

Quem ali, tinha ou tem qualquer intimidade com o “Dom Quixote” de Cervantes, que morreu há quase 500 anos, no mesmo dia da morte de Shakespeare, e da UNIFICAÇÃO DOS CALENDÁRIOS, pela decisão do Papa Gregório? Pois mostraram Dom Quixote sem uma falha, na integridade e verdadeira personalidade.

Para as Escolas, todas, de 1 a 10, nota mil.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *