Adversários criticam Bolsonaro por não participar dos debates eleitorais

Resultado de imagem para bolsonaro favorito charges

Charge do Thomate (Arquivo Google)

Bruno Góes, Jeferson Ribeiro, Marco Grillo, Silvia Amorim e Thiago Prado
O Globo

Líder nas pesquisas de intenções de voto nos cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o pré-candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, avalia a hipótese de não ir aos debates com outros postulantes ao cargo ao longo da campanha eleitoral. Nos últimos meses, o deputado federal já faltou a eventos em que teria a companhia de adversários e estuda prolongar a estratégia até o fim da eleição.

No lugar do confronto direto, Bolsonaro tem privilegiado agendas em que está cercado por apoiadores e fora dos maiores centros urbanos do país.

MESMO RITUAL – Na quinta-feira, cumpriu um ritual que se tornou característico na pré-campanha: foi cercado por simpatizantes em um aeroporto — neste caso, o de Campina Grande, na Paraíba — e depois discursou em um carro de som. Vídeos mostrando a recepção na chegada à cidade foram publicados em suas contas nas redes sociais.

— Ainda estou definindo se vou (aos debates). Postura de combate, não decidi ainda. Estou aqui na Paraíba e tenho muitos compromissos — disse Bolsonaro ao GLOBO na sexta-feira, ironizando. — E se eu não for, não vai dar Ibope, né.

Em abril, o pré-candidato do PSL não foi ao Fórum da Liberdade, que reuniu presidenciáveis em Porto Alegre. No mês seguinte, não participou de um encontro organizado pela Frente Nacional dos Prefeitos, em Niterói, e de um evento da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, em Gramado (RS) — alegou problemas de agenda nesses dois casos.

ÀS VEZES, VAI – O parlamentar também faltou à sabatina promovida pelo jornal “Folha de S. Paulo” e pelo portal UOL, quando seria entrevistado por jornalistas. Integrantes da equipe do pré-candidato têm se incomodado com o que consideram uma postura excessivamente crítica da imprensa. Em outra ocasião, no entanto, participou da sabatina do jornal “Correio Braziliense”. Um parlamentar do PSL disse que Bolsonaro “vai escolher muito bem para onde vai” e para quem dará entrevistas.

A possível ausência nos debates gerou reações dos adversários. Interessado em polarizar com Bolsonaro para atrair parte do seu eleitorado, o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, fez uma provocação imediata nas redes sociais: divulgou um vídeo com uma montagem em que o rosto do deputado aparece no corpo de uma criança correndo de um lado para o outro com a mensagem “adivinha quem está fugindo dos debates”.

O tucano aposta num confronto direto e, neste contexto, os debates na televisão seriam importantes para a tática da “desconstrução”. — Sem dúvida, uma ausência dele prejudica o confronto que Geraldo quer fazer — afirmou um aliado do ex-governador de São Paulo.

SEM CONTEÚDO – Presidente do PDT, que vai lançar Ciro Gomes, Carlos Lupi afirmou que o pré-candidato do PSL “é um produto, mas não tem conteúdo”:

— É uma clara demonstração de que ele não tem projeto e não tem o quê dizer para a população. Ele é como um castelo de areia, frágil.

Já Marina Silva (Rede) afirmou que “não se pode pretender governar o Brasil sem debater propostas com a sociedade”. Henrique Meirelles (MDB) ironizou e afirmou que a estratégia é “compreensível”, porque Bolsonaro “não tem nada a dizer”. Já Rodrigo Maia (DEM) disse que vai participar de todos os debates, enquanto Álvaro Dias ressaltou que não comentaria a estratégia de adversários.

Para atenuar o efeito das ausências, Bolsonaro aposta nas redes sociais, onde têm um alcance expressivo — sua página oficial no Facebook tem 5,3 milhões de curtidas. As transmissões ao vivo, como a que aconteceu durante a semana, quando foi filmado enquanto cortava o cabelo, serão mais frequentes, como informou ontem o colunista Ancelmo Gois, do Globo.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Vai ser estranho ocorrer debate dos presidenciáveis, sem a presença de Bolsonaro. Ele e Dilma Rousseff animam qualquer discussão. (C.N.)

28 thoughts on “Adversários criticam Bolsonaro por não participar dos debates eleitorais

  1. Antes falavam que bolsonaro não tinha chances por não ter tempo de tv; agora estão achando ruim porque Bolsonaro pode não ir aos debates da tv.

    O desespero é grande, porque Bolsonaro não precisa de guia eleitoral para ganhar votos, basta fazer campanha pelo internet e mostrar que os outros que estão no guia da tv são todos iguais, comunistas, socialistas, isentões, bandidos ou uma combinação disso.

    • Pesquisa do Cidadão Honesto: !00% dos petistas são ladrões e 100% das pessoas honestas e que por consequência não são petistas, querem os bandidos, corruptos e assassinos petistas na cadeia. Vai trabalhar vagabundo porque a tua desonestidade vai te levar, também, para a cadeia.

  2. Segundo os participantes do mecanismo o Bolsonaro não chega ao segundo turno. Logo ir em debates e pegadinhas assim como a globo fez com Garotinho na última eleição. O formato favorece seus escolhidos e assim Cabral e Pesão ganharam fácil.

    Apostaram no Huck foram deixados no meio da estrada.

    Apostaram no Barbosa se tornaram viúvas.

    Apostam Marina, mas não chega lugar nem um.

    Apostam no Ciro mas vão terminar na cocaína.

    Último suspiro é Doria.

  3. -O Bolsonaro está certo, pois se está na cômoda liderança mesmo sem os debates, não tem para que correr o risco de fazê-los, pois só terá a perder.

    -Os adversários do Bolsonaro estão certos: Tem que chamar para o debate, para a exposição, para ver se ele pisa em falso. Como eles estão por baixo nas pesquisas, só terão a ganhar com o confronto.

    Portanto, o certo e o errado, neste caso, não depende de princípios morais ou éticos. Só depende do ponto de vista e da posição de cada um.

  4. “…o pré-candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, avalia a hipótese de não ir aos debates com outros postulantes ao cargo ao longo da campanha eleitoral.”

    -Duvido que ele faça isso. Seria muita burrice. Aliás, até duvido que ele tenha feito tal afirmação.

    “Nos últimos meses, o deputado federal já faltou a eventos em que teria a companhia de adversários e estuda prolongar a estratégia até o fim da eleição.”

    -Está certo. Basta ver que as emissoras que realizaram os tais “eventos” que ele faltou lutam dia após dia contra ele. Até encerrar a data de lançamento das candidaturas, acho desnecessário esse comparecimento “compulsório”.

    • O curioso é o globo noticiar que o Bolsonaro deu esta notícia para o Anselmo Góis com exclusividade. Ele realmente a-do-ra a rede globo e liga primeiro para o Anselmo dando todas as novidades. kkkkkkkkkkkkkk

  5. Quem anima debates é o coroné Tiro Gomes. Bota o dedo na cara da câmera gritando e se estiver de pé puxa a calça para cima bufando. Só falta a pulseira de ouro balançando.

  6. Quatro são os principais motivos que levam um candidato a se acovardar de debates:
    1- Dificuldade de se expressar;
    2- Falta de domínio sobre aquilo que gostaria de “vender”;
    3- Para não estragar os avanços que já obteve nos escondidos dos porões ou bastidores. Isso poderia significar: estourar a bolha de prestigios, facilmente, diluídos pelos contra-argumentos dos opositores;
    4- Para não passar pelo constrangimento de ter que explicar atitudes e declarações abomináveis, cometidas e proferidas pelo candidato. O que poderia colocá-lo numa situação de perda dos pontos, até aqui, alcançados.

    • Prezado Paulo,

      O debate entre os presidenciaveis ainda nem começou. Quando começarem, será impossível um candidato deixar de ir. Alias, nem se sabe quais serão os presidenciaveis.
      Por enquanto é só a a imprensa do Rio e a d São Paulo, eternas defensoras de bandidos, querendo “audiência”…

      • Mui grato, Francisco! Minha abordagem foi genérica. Jamais fiz alusão a pré-candidato ou candidato à presidência da República.
        Invlusive, considero Bolsonaro o menos “mau dos males”.

    • “Teria”, ou seja, alguém, ninguém sabe quem, disse que ele disse e mesmo assim aqueles que nâo se simpatizam com ele já adotaram como verdade aquilo que muito provavelmente ele nâo disse.

    • Nele você encontrara o perfil do pre-candidato, redes sociais (facebook, twitter, instagram, youtube, whatsapp, etc), suas propostas de governo, apoiadores, os mais de 600 projetos apresentados por durante suas duas decadas no congresso brasileiro e respostas instantaneas contra o fake news sa respeito Bolsonaro. Pratica constante da midia brasileira. É o mito saindo na frente…

  7. Nós, brasileiros, temos uma tendência doentia e irresponsável a distorcer uma sentença proferida, ou mesmo maldosamente inventada. Sarney assumiu, prometendo que ia “acabar com a pobreza”. De pronto, associações esquizofrênicas foram engendradas; lançadas na mídia, alastraram-se. “Se cuida pobre, Sarney vai acabar contigo”. Bem que Sarney falou, que ia acabar com os pobres”, dentre outras. Os futriqueiros sequer abriram o dicionário para verem a diferença entre pobre e pobreza. Hoje é o Jair Bolsonaro que passa por esse processo de “fritura”.

  8. o único candidado razoável é o Álvaro Dias. Bolsonaro teria minha preferência se encarnasse os ideais de 64 e fechasse o STF na marra e mandasse O Gilmar para uma temporada em Araguaia! Sem ticket de volta.

  9. Sinceramente acho que o ex-capitão não é do tipo de covarde que foge do debate. Ou será que é? Bom, Bolsonaro não precisa ter medo de expor sua ignorância, falta de projetos e ideias. Seus eleitores já o conhecem, e votam nele assim mesmo. Não perderá voto se for aos debates e passar vergonha. Mas, poderá perder votos se faltar e se mostrar um covarde. Vamos aguardar.

  10. Como diz aquele ditado: “falem bem, falem mal, mas falem de mim”. Bolsonaro era como um pneu vazio, mas desde 2010 estão bombeando ar pra dentro desse pneu, e agora em 2018 já pode ser usado para dar locomoção em qualquer veículo. Enquanto isso, em todas as entrevistas que os outros presidenciáveis participam, são sempre obrigados a responder há algo relacionado a Bolsonaro. Estamos vivendo uma Histerese Bolsonariana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *