Aécio, Niemeyer e Alencar

Vicente Limongi
Hélio, Apenas para responder ao Afonso de Miranda: Se Aécio fosse do PMDB, seria imbatível. Na máfia do PSDB, com Serra á frente, não tem espaço nem vez. Mas Aécio é novíssimo, tem a vida pela frente. Pode escolher cargos eletivos. Muitos, ou quase todos, é ano que vem ou jamais.

* * *

 

Hélio, Aplausos e respeitos de todos para patriotas como Oscar Niemayer e José Alencar. Teu texto, Hélio, para variar, primoroso e perfeito.

* * *

Hélio, Longe de mim defender cargos para Henrique Meireles. mesmo porque ele não precisa. Diria Sérgio Porto, está sentado na carne seca. mas, HM no PMDB, ganha eleição para qualquer cargo, em Goiás. Sobretudo se cativar o craque de voto, Iris Rezende. Michel Temer que se cuide. É de São Paulo, mas Meireles, agora no PMDB, tem tudo para ser candidato também a vice-presidente.Síntese, é muito cômoda a situação política-eleitoral de Meireles.

Comentário de Helio Fernandes
Não há dúvida, Limongi, você e os seguidores que têm escrito estão certíssimos em relação a Aécio. Não fui eu que esqueci dele e sim ele que complicou a própria situação. No início, acreditando que não ganharia de Serra dentro do PSDB, deixou nítida a impressão de que entraria para o PMDB e seria o candidato natural do partido. Seria na certa, os destinos do PSDB e do PMDB se entrelaçaram para sempre, até 1986, quando os paulistas se rebelaram contra o doutor Ulisses (fortíssimo e poderoso, dominando tudo) liderados por Mario Covas. Menos durante a ditadura, quando o MDB representava a oposição possível e até a impossível.

A partir de determinado momento, talvez premido ou pressionado pelas datas, Aécio foi se afastando (e depois desistindo) do projeto de mudança de partido. Logo depois lançava a idéia renovadora da prévia interna, como existe em todos os países democráticos. Era uma bandeira, mas o governador de Minas não conseguiu segurá-la. Voltou atrás, não se sabe mais nada, dizem que aceitará ser vice de Serra. Acontece que Serra não ganha, e para começo de conversa não aceita Aécio como vice.

* * *

Todos concordam, são sempre duas referências. O arquiteto pela própria realização e conquista do espaço, nada melhor para um arquiteto do que conquistar espaço.

Quanto a Alencar, a partir de determinado momento, empresário desconhecido, apareceu como vice de Lula, se tornou conhecidíssimo.

José Alencar foi o vice mais leal e correto do mundo, jamais fez um movimento em direção ao Poder, principalmente contra quem ocupava o cargo de forma legítima. Ninguém sequer sabia que havia assumido. Depois, com a doença à qual ninguém resiste, deu ao Brasil esperança, confiança e uma assombrosa lição dessa resistência.

Essa é vista, lida e ouvida por milhões de brasileiros que não têm lembrança de um homem há mais de 10 anos lutando pela vida, entrando e saindo de hospitais, sempre com grandeza, sem um lamento sequer.

Que exemplo, que desprendimento, que vida para ser admirada e seguida. Quem luta pela própria vida com a dedicação, a obstinação e a obsessão de José Alencar, está em condições de ser o porta-voz, o arauto e o guardião da liberdade e do crescimento do Brasil.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *