Aécio-Serra-Alckmin-PSDB

Helio Fernandes

Antes da eleição, dizia e repetia: o ex-governador de Minas (saiu em março) não apoiará Serra nem será vice na sua chapa. Durante meses insisti: se Aécio aceitar a vice com Serra, podem dizer que sou o pior analista do mundo. Não aceitou.

No segundo turno, concordou em acompanhar Serra, a Veja colocou na capa: “Aécio é a empolgação na campanha de Serra”. Escrevi: se Serra perder, vão culpar Aécio. No domingo mesmo, depois da vitória de Dilma, escrevi o óbvio: a vida de Aécio vai se transformar num inferno, já está acontecendo.

Não esperaram uma semana. Queriam o quê? Principalmente depois de Serra dizer publicamente: “Isto não é despedida, adeus, apenas até logo”. O que Aécio responderá?

ALCKMIN CONSTRANGIDO E CONTRARIADO

Não gostou da declaração de Serra, se lançando para o futuro. Só que não podia protestar, o que fazer? Mas não esconde. “Antes de Serra ser presidenciável pela terceira vez, tenho o direito de tentar a segunda”. E conclui: “Se eu perder para o Lula em 2014, Serra fica com o caminho limpo”. Não acreditava que Alckmin, tão medíocre, pudesse manejar a ironia.

PMDB FORA DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

Os lobistas do PMDB não ocuparão o cargo. A situação mudou, os lobistas farão o presidente do Senado, e só. Além do PT de bastidores estar mais forte e “reivindicante” do que o PMDB, os números agora são outros. E o PT tem maioria.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *