Afif Domingos, assessor de Guedes, ridiculariza o uso de precatrios para bancar Renda Cidad

Afif disse que “uma proposta esdrxula, que no tem cabimento

Las Lis
G1 Braslia

O assessor especial do ministro Paulo Guedes, Guilherme Afif Domingos, afirmou nesta quinta-feira (1) que a ideia de adiar o pagamento de precatrios e remanejar o oramento para um novo programa social “uma proposta esdrxula, que no tem cabimento.

Segundo Afif, a ideia anunciada pelo governo no incio da semana, criticada pelo mercado e por parlamentares, no saiu do Ministrio da Economia. O assessor declarou que a posio do ministro da Economia, Paulo Guedes, tambm de rejeitar essa proposta.

PROPOSTA ESDRXULA – “Ns no vamos postergar dvida para arrumar dinheiro para programas sociais. Porque esses programas vo ter cunho permanente e essa postergao de dvida tem um carter provisrio. Vai descasar no oramento. Portanto, uma proposta esdruxula que no tem cabimento”, disse.

Os precatrios so dvidas do governo que j foram reconhecidas pela Justia. A cada ano, a Unio reserva parte do oramento para quitar esses dbitos, de acordo com uma fila pr-estabelecida. A proposta oramentria de 2021, em anlise no Congresso, separa R$ 55 bilhes para o pagamento de precatrios.

Afif afirmou que o Ministrio da Economia apenas apontou as relaes das despesas previstas no oramento, e que uma que salta aos olhos o volume desses pagamentos.

DESPESAS SOB CONTROLE – Na quarta (30), o prprio ministro Paulo Guedes afirmou que o que o objetivo do governo, ao examinar o uso de dinheiro destinado ao pagamento de precatrios, no era financiar o novo programa social mas sim, manter as despesas sob controle.

Nesta segunda (28), o senador Mrcio Bittar (MDB-AC), afirmou o programa Renda Cidad ser financiado com recursos do Fundeb e com verbas reservadas no Oramento para pagamentos de precatrios. O anncio foi feito aps reunio no Palcio do Alvorada com o presidente Jair Bolsonaro, ministros e lderes partidrios.

Aps Guedes rejeitar a proposta em pblico, o ministro foi alvo de crticas em uma reunio no Palcio do Planalto na manh desta quinta. Segundo informou o blog do Valdo Cruz, o presidente Jair Bolsonaro concordou com boa parte das crticas, mas deixou claro que nem cogita troca no Ministrio da Economia.

GUEDES NO VETOU O USO – Os lderes reclamam que Paulo Guedes no vetou o uso dos precatrios, antes do anncio, mas depois criticou a proposta em pblico. O ministro da Economia participou da reunio de segunda-feira e da declarao em frente ao Alvorada.

Segundo o blog, a equipe de Paulo Guedes admite que apontou os gastos com o pagamento de precatrios como uma fonte de receita a ser aberta no Oramento da Unio, diante do elevado crescimento dessas despesas que passaram de R$ 10 bilhes no governo Dilma Rousseff para R$ 54 bilhes agora, na gesto Bolsonaro.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Em traduo simultnea, o governo e a equipe econmica esto batendo cabea, sem saber o rumo a tomar. E parodiando velho ditado portugus, pode-se dizer que, quando falta o dinheiro, todos reclamam e ningum tem razo. O fato concreto que Bolsonaro sonha em usar o Renda Cidad para se eleger, e sonhar ainda no proibido. (C.N.)

5 thoughts on “Afif Domingos, assessor de Guedes, ridiculariza o uso de precatrios para bancar Renda Cidad

  1. O Posto Ipiranga foi muito esperto, deixou que os “bios” conselheiros do boal deixaram que esta ideia estapafrdia de financiar o tal Renda Cidado com o calote nos precatrios. O mercado reagiu altura do descalabro proposto pelos “bios”, agora quem est na fritura so os “bios”, o senador e o prprio boal, o que adora fritar os outros acabando caindo na frigideira. Com a manobra o Posto Ipiranga ganhou uma sobrevida no cargo.

  2. No Mundo Real, o senhor Guedes est embretando o sr. Bolsonaro.

    Renda Cidad?

    Num pas de miserveis, 100% desarticulados e governado e controlado por liberais econmicos?

    Como diria mesmo, o Bussunda?

    “- Fala srio…”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.