Afinal, o que é a verdade, quando se sabe que a poesia é o Genesis da Humanidade?

Resultado de imagem para jesus e poncio pilatos

Pôncio Pilatos perguntou a Jesus: “O que é a verdade?”

Sebastião Nery

A Grécia é filha de Homero. Nasceu do ventre da Ilíada e da Odisséia. Sócrates, Platão, Aristóteles germinaram a filosofia. Ésquilo, Sófocles, Eurípides sangraram a tragédia. Mas foi a poesia de Homero que gerou e plasmou a alma eterna da Grécia.

Roma foi de César, de Augusto, de Adriano. Mas sem a Eneida de Virgilio, as Odes de Horácio, as Metamorfoses de Ovídio, Roma teria sido um Império mas não teria sido uma Civilização.

A Itália é Dante e o depois dele. A Inglaterra é Shakespeare e o sempre. Como a Alemanha é sobretudo Goethe; Portugal Camões.

Por que? Porque a poesia é o Genesis. “In principio erat verbum”. No princípio era a palavra. No início era a poesia. E “o poeta é um pequeno Deus”.

O QUE ELES DIZIAM – Platão sabia disso : – “O poeta é um ser alado, sagrado, todo leveza, e somente capaz de criar quando saturado de Deus”.

Shakespeare também: – “O olhar do poeta, girando em delírio, vai do céu para a terra, da terra para o céu. Quando a imaginação toma corpo, captura a essência das coisas”.

E Goethe: – “Poetas não podem calar-se. Quem vai confessar-se em prosa? Abrimo-nos como rosa, no calmo bosque das musas”.

E Victor Hugo: – “Um poeta é o mundo dentro de um homem”.

A VERDADE POÉTICA – Impalpável, intangível, só ela, a poesia, é a verdade. Etérea. A verdade alada de Platão, a verdade ensanguentada do Cristo.

Pontius Pilatus ganhou de Tiberius, imperador de Roma, o governo da Judeia e da Samaria, quando exilou Arquelau, filho de Herodes, o Grande, e irmão de Herodes, o antipático Antipas, que deu a Salomé o pescoço de João Batista.

Philo Judaeus e Josephus, historiadores judeus, contemporâneos de Pilatus, disseram que ele era “ríspido e intratável”. Mas não queria matar Jesus. Quando aquele homem de olhos mansos, coberto de sangue, chegou preso ao palácio, trazendo na cabeça a coroa sarcástica – “Jesus Nazarenus Rex Judeorum” –, Pilatos lhe perguntou quem ele era :

– “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”.

O QUE É A VERDADE? – O caminho Pilatos sabia o que era. A vida, também. Mas a verdade, não. Pilatos outra vez lhe perguntou:

– O que é a verdade?

Jesus não respondeu. E foi levado para morrer.

Beletristas medievais, monges e poetas, diziam que Jesus não respondeu porque a resposta já estava na pergunta, em latim:

– “Quid est veritas”? (O que é a verdade?).

Com as mesmas 14 letras da pergunta, escreve-se a resposta :

– “Est vir qui adest”. (É o homem que está aqui).

É INDEFINÍVEL – Nem a verdade disse o que é a verdade, porque indefinível. Como a poesia. Ninguém a definirá. Sentida, vivida, sofrida ou gargalhada, mas indizível. Nasce e morre no mistério. Como as gaivotas, levita e mergulha. Aflora e submerge. É feita de luz e sombra, flor e cacto, carne e sangue. A poesia é o mágico encontro entre a beleza e a pedra, o sonho e a dor, a vida e a morte.

Na impossível busca da verdade, só a poesia é a verdade. Um pequeno, belo, talvez anônimo poema traduz magnificamente o que vai pela alma dos homens em cada Natal, cada virar de Ano Novo, cada começo de novo ano.

Consta, embora jamais comprovado, que é de Che Guevara. No Natal de 1966, em Nancahuazu, na Bolívia, nas derradeiras trincheiras da inviável guerrilha, cercado de solidão e da certeza do sonho perdido, ele o teria escrito:

“Cristo, te amo!
Não porque desceste de uma estrela,
Mas porque me revelaste
Que o homem tem lágrimas, angústias
E chaves para abrir as portas fechadas da luz.

Tu me ensinaste que o homem é deus,
Um pobre deus crucificado como tu.
E aquele que está à tua direita no Gólgota,
O bom ladrão, também é um deus”.

5 thoughts on “Afinal, o que é a verdade, quando se sabe que a poesia é o Genesis da Humanidade?

  1. No relato de João 18:38 nota-se que Pilatos se esquiva de ouvir a resposta que foi feita uma única vez..
    O que é a verdade?
    Pilatos relativizou ao levianamente ter no interrogatório perguntado algo que no seu entender não tinha resposta e consequentemente revelou completo desinteresse deixando uma oportunidade de ouro para um aprofundamento numa questão que até hoje os homens se debatem sem que possam legitimar qualquer resposta.
    -Tu fica com a tua e eu com a minha…
    Eis um mundo sem verdade; daí, o vazio, a tristeza, a guerra e o deserto!

  2. Li alhures que o Che teria dito que se encontrasse Jesus frente a frente o esquartejaria sem dó ou piedade. Acho mais plausível essa que a outra poesia, é sabido que o argentino gostava de matar, existe inclusive fotografia de uma cena dessas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *