Qual foi o irresponsável que mandou Temer andar de bicicleta para sair na TV?

Resultado de imagem para temer e marcela pedalam juntos

Marcela e Temer andam de bicicleta sem usar capacete

Carlos Newton

A campanha eleitoral avança a todo vapor, vale tudo para aparecer na mídia. Os marqueteiros e assessores se desdobram na criação de fatos (ou factóides) que possam garantir visibilidade aos candidatos. No quarto andar do Planalto, por exemplo, não se faz outra coisa, com a equipe do personal marqueteiro de Temer se desdobrando na criação de factóides.

VÁRIOS FACTÓIDES – Na semana que se encerrou neste sábado, foram lançadas várias notícias desse tipo pelo Planalto, e várias delas tiveram grande destaque na mídia, como o anúncio de que Temer iria divulgar seus extratos bancários, a carta que ele escreveu à procuradora-geral Raquel Dodge, a visita matutina à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, e o passeio de bicicleta ao lado da sempre linda Marcela Tedeschi Temer.

Acontece que os factóides podem ser perigosos. Às vezes dão certo, outras vezes, não. Antes de lançá-los à mídia é preciso analisar e pesar com muito cuidado as possíveis consequências.

DEU ERRADO – Uma dessas bolações foi terrivelmente negativa para Temer. Quando a assessoria lhe perguntou sobre a quebra do sigilo bancário, o presidente sugeriu responder que ele não tinha a menor preocupação com essa decisão do ministro Luís Roberto Barroso. Mas os assessores entenderam errado e anunciaram que Temer iria tomar a iniciativa de divulgar seus extratos bancários.

Foi uma tragédia no Planalto. Temer mandou desmentir, mas não tinha mais jeito. Só não houve demissão porque os assessores têm estabilidade total, conhecem todos os podres do presidente, são imexíveis, como diria o criativo ex-ministro Rogério Magri.

Temer não tem interesse em mexer nos extratos bancários. É um homem que ficou rico na política, formou três famílias e sempre fez questão de garantir uma vida farta às mulheres e aos cinco filhos – três mulheres e dois homens.

CONQUISTADOR – Temer é do tipo conquistador e teve, pelo menos, três relações estáveis que não deram certo – com Neusa Aparecida Popinigis, sua professora de inglês, chegaram a morar juntos, mas não tiveram filhos; com a jornalista Érica Ferraz, com quem teve um filho chamado Eduardo, hoje com 19 anos, nascido em Londres; e com a então deputada Katia Abreu, achava-se que isa sair casamento, mas hoje ela está na oposição ao governo.

Este filho/herdeiro Eduardo tornou-se um problema familiar, devido aos interesses pessoais da primeira-dama Marcela Tedeschi. Em 2014, Temer alterou seu patrimônio e transferiu a Michelzinho a propriedade da casa de 546 metros quadrados, onde mora com a família em São Paulo, avaliada em mais de R$ 3 milhões. Além disso, doou ao filho dois conjuntos de salas no sofisticado Edifício Lugano, na Zona Sul de São Paulo, cada um deles com tem 196 metros quadrados e valor venal superior a 1,02 milhão de reais, segundo a Prefeitura. Ou seja, Michelzinho já é dono de mais de R$ 5 milhões do legado do pai.

Por essas e outras, Temer não quer divulgar suas movimentações bancárias e mandou o Planalto dar um jeito na mancada.

OUTROS FACTÓIDES – Entre as notícias tipo factóide da semana passada, uma delas foi perigosa para a saúde de Temer. Neste sábado, para aparecer de forma positiva na TV, o candidato Temer foi aconselhado a dar uma volta de bicicleta no Palácio Jaburu, e aceitou a sugestão.

O autor desta idéia é um irresponsável, porque é sabido que pacientes com problemas na próstata não podem, de forma alguma, ficar andando de bicicleta. A posição em que se pedala põe a próstata em contacto com o selim, o que pode causar inflamação da glândula, dores e elevação da taxa de PSA.

###
P.S. 1 –
A próstata de Temer já está pela bola sete, caçapa do fundo, como se diz no linguajar da sinuca. Ao invés de andar de bicicleta, seria mais recomendável que Temer se dedicasse a algum esporte mais apropriado à sua saúde, como o bilhar francês, em que o praticante fica sempre em pé e segurando o taco – no bom sentido, claro.

P.S. 2 – Erradamente, dando mau exemplo à população, Temer e Marcela andam de bicicleta sem usar capacete. No caso dele, o capacete não encaixa, porque a cabeça de Temer é muito grande. Mas no caso dela, não usa capacete porque gosta de exibir as madeixas, como se dizia antigamente.  (C.N.)

10 thoughts on “Qual foi o irresponsável que mandou Temer andar de bicicleta para sair na TV?

  1. Bom dia ! A preocupação maior de Temer não é quanto a cair da bicicleta mas sim quanto a “cair do cavalo” por isso a falta do capacete. Enquanto Temer pedalava Joesley surfava na escuta clandestina em plena residência oficial. É bom Temer abrir os olhos com a Procuradora Geral. Do jeito que a coisa anda vai terminar sem mandato e em Curitiba com gato angorá e E. quadrilha!!!

  2. O vampirão parece ter pedido emprestada a byke do filhotinho. Ridículo, nem se deu ao trabalho de vestir algo adequado . Deus, chegará janeiro de 2020 e não chegará janeiro de 2019!!

  3. Interessante: quantos, aqui, na Tribuna da Internet, saudaram com LOUVORES a chegada desse sujeito ao posto máximo da nação!
    Isso prova, uma vez mais, que NÃO adianta trocar um péssimo por qualquer outra coisa.
    Agora, para piorar, está apinhado de defensores de outro ignorante, boçal, para chegar ao poder. Não aprendem nada!
    Em outubro, caso esse horror se concretize, estarão aqui, no próximo ano, com a mesma leviandade, a mesma estupidez, criticando e propondo grandes soluções para o país.
    Ontem mesmo li, aqui, que os brasileiros não lêem; ora, o prezado escrevinhador, contudo, é ferrenho defensor de um iletrado, analfabeto, ignorante e bruto!
    Sem dúvida, certos eleitores nos fazem ter gosto pela restrição ao voto universal…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *