Agnelo Queiroz, ex-governador petista, é réu por improbidade

Deu na Folha

A Justiça do Distrito Federal aceitou denúncia e transformou em réu o ex-governador Agnelo Queiroz (PT) numa ação por suspeita de improbidade administrativa. A decisão foi tomada pelo juiz da 7ª Vara da Fazenda Pública do DF, que acolheu uma ação do Ministério Público do Distrito Federal.

O petista é acusado de ser responsável pela aprovação irregular do projeto de construção da nova sede administrativa do governo do DF, bem como a indevida concessão do Habite-se. Anaximenes Santos, ex-administrador regional da cidade de Taguatinga, onde fica a sede, também responderá a ação. Agora, os dois deverão ser citados para tomar conhecimento da ação judicial e produzir suas defesas ao longo do processo.

Em janeiro, promotores ingressaram com ação judicial questionando a regularidade da inauguração do centro administrativo, uma vez que teriam alertado a Administração Regional de Taguatinga e o governador sobre a impossibilidade de concessão do alvará de habite-se.

ALTA IRRESPONSABILIDADE

Apesar do aviso, em seu penúltimo dia no governo, Agnelo nomeou Anaximenes Santos novo administrador de Taguatinga. Em apenas um dia, Santos analisou o procedimento de mais de 4.700 páginas e concedeu a carta de habite-se, permitindo a inauguração do centro.

O contrato prevê a obrigação de pagamento mensal de quase R$ 4 milhões do governo do DF para as empresas que realizaram a obra, Odebrecht e Via Engenharia.

Agnelo, que enfrentou crises nas principais áreas de seu governo. Pesquisa Datafolha de agosto de 2014 mostra que ele era reprovado por 46% da população. No fim de sua gestão, teve dificuldade para pagar salários de servidores e teria deixado um rombo de R$ 3,5 bilhões nas contas segundo seu sucessor, Rodrigo Rollemberg (PSB). Petistas contestam o dado.

EXPULSÃO DO PT

O mau desempenho do ex-governador levou inclusive lideranças do partido a discutirem sua expulsão do PT.

Ele é alvo de outras investigações na Justiça e já teve seus bens bloqueados pela 2ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal por suspeitas de irregularidades na contratação de uma etapa da Formula Indy e na reforma do autódromo Nelson Piquet, em Brasília.

4 thoughts on “Agnelo Queiroz, ex-governador petista, é réu por improbidade

  1. Senhores,

    Vejam como são as coisas:

    JOVEM QUE QUEIMOU ÍNDIO NÃO PODE SER AGENTE DA POLÍCIA CIVIL DO DF

    “A 4ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do DF (TJDFT) negou recurso impetrado por G.N.A.J. contra ato que o excluiu do concurso público para o cargo de agente de polícia por não ter sido recomendado na sindicância de vida pregressa e social. Quando ainda era menor de idade, G. cometeu homicídio doloso quando, junto com outras pessoas, ateou fogo e matou uma pessoa, caso que ficou conhecido como o assassinato do índio Pataxó.”

    MORALIDADE PÚBLICA
    “O relator votou no sentido de que o apelante aceitou as condições do edital, entre elas a possibilidade de ter sua vida pregressa sindicada e sua vida social investigada, o que poderia, até mesmo resultar na possibilidade de ser eliminado do concurso por ter dado causa ou participado “de fato desabonador de sua conduta, incompatibilizando-o com o cargo de agente de polícia da carreira de Polícia Civil do Distrito Federal”, nos exatos termos do item 13.13, letra g, do edital do certame.
    Ainda de acordo com o entendimento do relator, não se pode ter por presente a ideia de nova punição ao candidato por fato praticado há longo tempo e a respeito do qual o Estado já o sancionou. Não se cuida, portanto, de se tornar perpétua uma punição já imposta e exaurida com o cumprimento de medida socioeducativa. Trata-se, ao invés, de se dar prestígio à moralidade pública, levando em consideração fato trazido à tona em fase regular do concurso público. Não cabe mais recurso no Tribunal de Justiça do DF.” Fonte: Jornal de Brasilia.

    IMORALIDADE PÚBLICA
    -Uma pessoa que JÁ PAGOU PELO SEU CRIME (de acordo com a lei existente) não pode ser um simples AGENTE DE POLÍCIA. Agora, outra pessoa que responde a vários “processos criminais” desde o tempo em que era ministro pode ser o COMANDANTE DAS POLÍCIAS CIVIL E MILITAR e nomear os delegados e coronéis que queira para cargos de confiança e lidar com BILHÕES DE REAIS dos recursos públicos…

  2. Prezado Limongi,
    Por coincidência,hoje(quarta-feira),comentei com o Helio Fernandes,que antes da eleição,elogiava muito o Rollemberg,que o atual governador está sendo uma decepção total!
    Grande abraço,
    Werneck

  3. Ex-governador petista do DF, Agnelo Queiroz, deverá entrar para o Livro dos Recordes, Guiness, pela improbidade apresentada em seu governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *