“Ah! Eu canto a dor, canto a vida e a morte, canto o amor”, na canção de Nelson Motta e Dori Caymmi

TRIBUNA DA INTERNET

Dori e Nelson, dois gigantes da MPB

Paulo Peres
Poemas & Canções

O jornalista, escritor, roteirista, produtor musical, letrista e compositor paulista Nelson Cândido Motta Filho, na letra de “O Cantador”, fala sobre a dor, a vida, a morte e o amor, sentimentos que fazem o cotidiano de quem apenas sabe cantar. A música teve várias gravações, entre as quais, a do próprio compositor no LP Dori Caymmi, em 1972, pela Odeon.

O CANTADOR
Dori Caymmi e Nelson Motta

Amanhece, preciso ir
Meu caminho é sem volta e sem ninguém
Eu vou pra onde a estrada levar
Cantador, só sei cantar
Ah! eu canto a dor, canto a vida e a morte, canto o amor
Ah! eu canto a dor, canto a vida e a morte, canto o amor

Cantador não escolhe o seu cantar
Canta o mundo que vê
E pro mundo que vi meu canto é dor
Mas é forte pra espantar a morte
Pra todos ouvirem a minha voz
Mesmo longe
De que servem meu canto e eu
Se em meu peito há um amor que não morreu
Ah! se eu soubesse ao menos chorar
Cantador, só sei cantar
Ah! eu canto a dor de uma vida perdida sem amor
Ah! eu canto a dor de uma vida perdida sem amor

One thought on ““Ah! Eu canto a dor, canto a vida e a morte, canto o amor”, na canção de Nelson Motta e Dori Caymmi

  1. Dori, Chico Buarque e Limongi, fomos juntos colegas de internato no colégio de Cataguases, Minas. Bons tempos. não era chico, era, pelo cartão, ele já tinha um, cabra chic, francisco buarque de holanda. Um ano mais velho do que eu. éramos adolescentes. seguramente nem lembra de mim nem da minha cara.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.