Ainda h tempo para Crmen Lcia travar o bom combate e reerguer o Supremo

Resultado de imagem para carmen lucia chargesJorge Bja

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Crmen Lcia, est deixando o tempo passar de braos cruzados, enquanto o pas pega fogo. Mas teria ela poder para fazer alguma coisa, alm daquelas que a Constituio Federal e o Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal outorgam a quem preside a Corte? A resposta positiva.

Um presidente da Repblica o chefe do Poder Executivo e pe e dispe sozinho, outrora por decretos e decretos-leis e hoje por Medidas Provisrias. J os chefes dos dois outros poderes, o Legislativo e o Judicirio, chefiam poderes colegiados. A atuao autnoma, monocrtica e isolada de cada um no to ampla quanto ao de um presidente da Repblica. Isso no mbito jurdico, porque na esfera poltica, os chefes dos trs poderes tm autoridade, prestgio e influncia que nenhum outro brasileiro tem.

OMISSO – E Crmen Lcia parece que no sabe disso. Veja agora essa situao embaraada, confusa, sem lastro e sem rumo, que o de construir nova legislao eleitoral, s pressas, no afogadilho, no interesse prprio de cada parlamentar. Por que Crmen Lcia, como chefe do Poder Judicirio nacional e cidad, que entra e sai em qualquer palcio sem pedir licena e sem hora marcada e a quem todos se curvam em sinal de respeito (no, de servilismo), por que a senhora ministra com sua experincia profissional e de vida no d sua contribuio, sugerindo, propondo, a mero ttulo de colaborao e da construo de um Brasil menos pior do que est?.

No, Crmen Lcia no fez nada disso. Ainda poder fazer, pois lhe resta mais de um ano de mandato. Mas at agora no fez nadinha, nadinha. No agiu. Ficou engaiolada l no prdio do STF, dentro do seu gabinete e fez o qu?

AINDA H TEMPO – Vamos, ministra Crmen Lcia. A senhora uma de nossas poucas esperanas, neste pas de polticos e empresrios bandidos e corruptos. Sua autoridade, legal e moral, inabalvel. Entre em cena. Eis uma sugesto, de um idoso brasileiro que muito j contribuiu para o progresso do pas e agora, no fim da vida, v que o que fez est a se perder. simplicssima. faclima. E justssima. Basta ser votada e aprovada uma lei de poucos artigos, estabelecendo um teto de gasto financeiro para a campanha eleitoral a cada candidato.

Exemplo, meramente exemplo hipottico para facilitar a demonstrao do raciocnio: candidato a vereador s poder gastar at 50 salrios mnimos. A deputado estadual, 100 mnimos. A federal, 200 mnimos. E a escala vai crescendo, moderadamente, at chegar candidatura presidncia da Repblica. De onde vem o dinheiro? Do prprio candidato. Ele que arranje o dinheiro e depois preste contas Justia Eleitoral do quanto gastou e de onde veio o dinheiro gasto.

DINHEIRO DO POVO – Esse tal fundo partidrio dinheiro do povo a sustentar partido poltico. E o povo no aceita isso. Que cada candidato gaste o que seu, ou conseguiu arranjar, at o teto-limite que a lei estabelece para o cargo eletivo a que ele concorre.

Vai aqui um exemplo (ou situao) prtico e real. Um grande condomnio de centenas de unidades vai eleger o sndico e demais ocupantes dos cargos da administrao do condomnio. Pergunta-se: justo que os candidatos a sndico apanhem parte do dinheiro da conta bancria do condomnio para pagamento dos gastos de suas campanhas? Ou justo que cada candidato gaste o seu prprio dinheiro, at um teto-limite que a Conveno do condomnio permite, para que no venha ocorrer o abuso do poder econmico, ou seja, o candidato rico, de muitas posses, faa uma campanha colossal, chegando at a pagar cach ao Neymar para vir apoi-lo, enquanto os demais, sem dinheiro e sem posse alguma, s tm condio de imprimir um texto, rodar no velho, arcaico e ultrapassado mimegrafo e distribuir a cada condmino, contento suas intenes e propostas se eleitos forem?.

Vamos, ministra Crmen Lcia. Entre em campo. Venha jogar o jogo. E vena a partida,o bom combate e reconstrua este nosso pas, to arrasado e destrudo quanto os campos, as terras, rio e mares por onde passaram os dejetos da Samarco e nada aconteceu a seus diretores. E todo o processo foi anulado recentemente. E tambm o governo no cumpriu com o seu dever, que era o de cassar a concesso mineradora.

20 thoughts on “Ainda h tempo para Crmen Lcia travar o bom combate e reerguer o Supremo

  1. LULA E A CARAVANA DOS FANTICOS PROMETEM MILAGRES

    Jorge Oliveira/Dirio do Poder

    Brasil – No pense que fcil consertar o Brasil depois do desastre Lula/Dilma. Os quatorze anos da dupla deixaram uma herana to maldita no pas que vai demorar dcadas para ser riscada do mapa. A insegurana, o desmonte da mquina administrativa, a corrupo e a falta de tica na poltica da era PT levaram o pas a decadncia e ao ltimo nvel da escala moral, qui do mundo. O Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul faliram, a Petrobrs quebrou, as obras viraram cemitrios de sucatas, os monumentos esportivos das Olimpadas esto se desmoronando, a criminalidade explodiu com seis pessoas mortas por hora, empresrios e executivos de estatais esto presos. E o Lula, smbolo de toda essa devassa, condenado por corrupo, vive no Nordeste fazendo discurso demaggico e populista para enganar a populao novamente.

    A caravana dele assemelha-se a do cearense Antnio Conselheiro (1830/1897), o peregrino, lder religioso, que arrastava centenas de fanticos pelas estradas empoeiradas do Nordeste na sua pregao contra a Repblica. Para aumentar o nmero de seguidores, manipulou a misria e os seus miserveis at culminar com a Guerra de Canudos. Por aqueles locais da caatinga tambm j apareceram outros heris: Lampio, Padre Ccero e Floro Bartolomeu, todos imbudos dos mesmos propsitos: fazer justia e livrar o povo da fome atvica, mas tirar dele o apoio as suas causas polticas nem sempre nobres.

    No toa, os que acolhem Lula nas suas andanas so os beneficiados do Bolsa Famlia, o programa do curral eleitoral. De nibus, a p e em comitivas pelas ruas, Lula e sua trupe vo de cidade em cidade divulgando o lema Lula pelo Brasil, replay de um filme preto e branco, desbotado e desfocado. E de quebra, ainda homenageado com ttulo de doutor honoris causas por algumas universidades federais, abastecidas com o dinheiro pblico, como aconteceu na cidade de Estncia (SE) e Arapiraca (AL), por iniciativas de reitores retrgrados.

    Os jornais tm noticiado a caravana lulista com discrio. As televises, prudentemente, evitam exibir as cenas por considerar que Lula faz campanha antecipada para presidente da repblica. Na verdade, Lula quer transformar os conterrneos em habeas corpus. O raciocnio simples: como ele no conseguiu nenhum tipo de apoio popular, nenhuma manifestao de rua a seu favor no resto do pas depois da condenao, agora procura a proteo dos nordestinos que lhes do a liderana nas pesquisas. Planeja, com isso, sensibiliz-los para o caso de ser preso.
    Engana-se. Se ele pensa numa rebelio por aquelas bandas, pode tirar o cavalinho da chuva. Com exceo de pequenos movimentos revolucionrios locais, a histria no registra nenhuma insurreio desse povo em defesa de alguma causa. O nordestino, pela sua carncia, sofrido, desinformado e alienado. Ainda troca o voto por um prato de comida e tem entre os seus heris os polticos fisiolgicos que usam o poder pblico para empregar e distribuir migalhas que os garantem no poder. No foi diferente quando Lula assumiu a presidncia. Em vez de criar programas que libertassem os seus conterrneos desse atraso secular, ele fez exatamente o contrrio por conhecer a gnese do seu povo: amarrou-o no Bolsa Famlia, mantendo-o refm do seu partido a troco de tostes. Assim, criou o curral eleitoral que garantiu a sua turma devorar os cofres pblicos durante 14 anos.

    Agora, ele volta ao Nordeste em campanha cumprindo uma agenda poltica. Quero, aqui, contribuir, modestamente, com a caravana em um roteiro alternativo: visita as obras inacabadas e sucateadas de transposio do So Francisco; a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, superfaturada em R$ 2,1 bilhes, ncleo da corrupo petista. Conhecer as rodovias esburacadas e destrudas, prefeituras falidas, plantaes e gados devorados pela seca por falta de irrigao, crianas subnutridas e sem escolas, violncia indiscriminada, desemprego pela estagnao da economia e a falta de hospitais e postos de sade.

    Infelizmente, companheiro Lula, este o entulho que o PT deixou na porta de cada nordestino. Portanto, nada mudou, seno para pior. O avano social to propalado do seu governo no passou de propaganda enganosa. O Nordeste que voc agora percorre novamente em busca de votos o mesmo: miservel.

    Assim, cegos aos problemas da regio, l vai o novo profeta e seus fanticos distribuindo milagres para salvar os conterrneos da fome. E o nordestino, coitado, ainda acredita.

    Acorda, Nordeste!

  2. Boa tarde.

    Cada vez fico a lhe admirar mais, Jorge Bej. Para um bom entendedor um pingo basta.
    Carmm Lcia, sei que l este veculo de informao, ratificando tudo que o jurista Jorge Bja disse e colocando algo mais, sugiro-lhe:
    Pare com todos os processos do STF e faa uma FORA TAREFA DO STF julgando dos 100 os 96 que faltam dos processos com foro privilegiado. O Brasil precisa e lhe pede…

  3. H muito tempo , no lia um comentrio tao contundente e verdadeiro, numa anlise perfeita, mostrando os verdadeiros motivos que levaram o pas a desgraa que se encontra, deixando uma verdadeira bomba, que para desarma-la, a nao est pagando caro e os mais pobres e ignorantes so os mais prejudicados.
    Lula vai ficar na histria como o enganador, que explorou a ignorncia do povo.

    • O livro foi ignorado por todos os que pensam neste pas. Foi escrito para alimentar as mulas petistas que vo continuar comendo capim pois continuam encantados pela promessa de dinheiro sem trabalho.

  4. Amigo , a funo ( stf ) a de proteger os interesses do sistema , no da nao ou da sociedade . Isto Est mais que claro , mais que bvio . A funo desta senhora e fazer justamente o que ela faz , nada .

  5. Enquanto ficamos aqui hipnotizados pela novela judicial e policial, cujo final pouco importa para o Povo do Brasil profundo, que segue com seus direitos negados, o governo vai vendendo o patrimnio pblico, como se fosse fim de feira…com srios riscos para acirrar os conflitos fundirios e elevar a ameaa aos povos indgenas e tradicionais…

    Governo extingue a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca) e libera minerao prxima a tribos e rea ecolgica.

    O decreto de extino foi publicado no Dirio Oficial da Unio nesta quarta (23) e abre
    o espao para explorao privada. A rea rica em ouro e outros minrios tem grandes
    reservas naturais e terras indgenas. O temor dos ambientalistas de que a abertura da Renca
    possa gerar uma srie de conflitos entre a atividade minerria, a conservao da
    biodiversidade e os direitos indgenas.

    “Uma eventual corrida do ouro para a regio poder causar danos irreversveis a
    essas culturas e ao patrimnio natural brasileiro”

    https://goo.gl/QfdkpM

  6. ENDEUSAR LADRO neste pas estimula editar livros editados, e so denominados os que apoiaram esta iniciativa esdrxula como “setores progressistas da sociedade”!

    Bom, se progresso aceitar e concordar em ser roubado, quero continuar retrgrado e atrasado!!!

    Agora, aqueles que compem o livro, “renomados juristas”, com a devida vnia, VO SER MENTIROSOS E INCOMPETENTES l no … l no … raio que os parta!!!

    Pois me quedarei em escrever a contrapartida:
    Comentrios sobre a Corrupo Anunciada – Os Cmplices de Lula!

    Evidentemente, mencionando eu os admiradores e fieis seguidores do escroque, do ladro Lula, que assinam esta excrescncia.

  7. ‘”EDITAR LIVROS EDITADOS”
    fiquei to desagradavelmente surpreso com esta reao de imbecis e idiotas, que errei.

    Cortem o EDITADO ou, caso quiserem, cortem o livro porque insano e absurdo!!!

  8. A ministra Crmen Lcia correta, decente, austera, com o nosso eminente dr.Bja a incentiv-la a se fazer presente como presidente do STF, diante da sua discreta e quase omissa gesto testa da Alta Corte.

    Os arroubos de seus colegas, seus exageros, seus comportamentos que vo de encontro ao clamor popular e prpria Justia, deveriam t-la impelido a colocar ordem na casa, e no permitindo que o Supremo se tornasse um mercado persa, uma feira de bairro, uma espcie de quermesse colegial, com prises e liberaes de presos, faltando que Gilmar Mendes e Toffoli cobrem beijinhos para essas liberaes!

    Gilmar tomou conta do tribunal, o seu dono, amo e senhor.

    O ministro se tornou o dono da verdade, a voz da razo, e ofende e agride procuradores e policiais federais, alm de desprezar o hercleo trabalho do seu colega Srgio Moro!

    Crmen apenas o observa, quieta, calada, sem contest-lo, sem corrigi-lo, sem critic-lo ou coloc-lo em seu devido lugar de que faz parte de um colegiado, de uma equipe, razo pela qual a sua atuao est sendo questionada diante dessas demonstraes de anarquia que se transformou o STF!

    Se Crmen no quer se comprometer, agindo exatamente como est fazendo, ou seja, imvel, esttica, mais do que nunca est comprometendo a sua gesto, assim como o seu nome, justamente por no exercer a sua autoridade e determinar que sejam pautados julgamentos de extrema importncia para o pas e Judicirio, ampliando as vozes dissonantes da sua forma de trabalhar ou de fingir que trabalha, nessas alturas!

    O incentivo do dr.Bja, para que lute o bom combate tem os seus motivos, haja vista que a ministra Crmen disse que iria para a guerra, armou-se convenientemente, disse que lutaria pelo povo, mas, no campo de batalha, quer desistir da sua promessa pblica!

    UM FIASCO ou, ento, VERGONHOSO!!!

  9. O gilmar mendes, est chafurdando no pntano pode ser estratgia da Presidente Crmen Lcia esperar ele se afogar na lama o que parece estar acontecendo dado o desespero do cidado.
    Agora, ela precisa tomar ao pois no adianta chorar depois que os venais do congresso aprovarem essa miservel reforma poltica que s visa a proteo dos corruptos.
    O exemplo da eleio do sndico foi brilhante e por a que devemos EXIGIR que o congresso se norteie. Hoje polticos no servem para nada.

  10. Dr Carmen, suas palavra de posse, o vento levou para a s calendas gregas, o STF, est com sinistros, o careca , nomeado por Temer, vetou a OAB, j est Gilmar Mendes, o estuprador da Sr Justia; Pais com uma Justia podre, tudo menos uma Nao. Sinceramente, s vejo trevas no horizonte, a Cidadania, estuprada pela corja do poderes pblicos, da maneira que o navio Brasil est navegando, um verdadeiro Titanic, s as FFAA, intervindo, fechando congresso, executivo e judicirio, prendendo os j acusados, com a devoluo do roubo de bilhes ao “cofre”, um prazo de 6 meses, com chamada para eleio direta, e uma Constituio, de “Servir ao povo”, e no a canalhada, para evitar uma guerra civil, com derramamento de sangue. A bem da Verdade, no temos politico, e, sim, politiqueiros a fazer politicagem, nos transformando em republiqueta democradura, com uma colcha de retalhos, com 100 emendas de auto proteo da corja, chamada constituio. Justia que s pelaliza os 3 Ps, tudo.menos Justia..

Deixe um comentário para Francisco Vieira - Brasilia - DF Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.