Alcolumbre “sinalizou” que fará a sabatina de Mendonça, põe na agenda mas sem data

Satisfeitíssimo', diz ex-ministro André Mendonça sobre seu topete | VEJA

Mendonça está tão desorientado que arranjou uma peruca

Julia Lindner
O Globo

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta terça-feira que o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), sinalizou que vai pautar a sabatina do ex-advogado-geral da União, André Mendonça, na próxima semana. Parada há mais de quatro meses, a indicação de Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF) virou um imbróglio na Casa.

Pressionado, o presidente do Senado marcou para os dias 29 de novembro a 2 de dezembro um período de ‘esforço concentrado”, voltado para as votações que exigem a presença dos parlamentes na Casa e não podem ser feitas virtualmente. Segundo ele, esse seria o primeiro passo para a sabatina.

SEM CONFIRMAR  – Ainda assim, Pacheco evitava cravar que a sessão ocorreria na próxima semana para evitar um confronto direto com Alcolumbre, que resistia a dar andamento ao processo até alguns dias atrás.

“Ele [Alcolumbre] sinalizou que vai fazer todas as sabatinas, todas as apreciações que precisam ser feitas pela CCJ, assim como a senadora Kátia Abreu fez em relação à Comissão de Relações Exteriores com os embaixadores que estão indicados e as demais comissões e assim sucessivamente” — disse Pacheco a jornalistas, acrescentando:

“Nós queremos resolver todas essas indicações, todas elas mesmo, ainda neste ano”.

ESFORÇO CONCENTRADO – Pacheco esteve hoje com Alcolumbre e o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE) para tratar da agenda de deliberações dos próximos dias. Sobre o encontro, o presidente do Senado contou que “falou a respeito do esforço concentrado”.

— Eu renovei a ele esse pedido, assim como fiz a todos os senadores para que possam estar presentes no esforço concentrado e todos os presidentes de comissão, inclusive o presidente Davi Alcolumbre, poderem designar as reuniões das comissões respectivas para as sabatinas das indicações — afirmou.

ALCOLUMBRE AGENDA – Após ser alvo de pressões do governo, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), agendou para a próxima semana a sabatina do ex-advogado-geral da União André Mendonça, indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF).

O anúncio foi feito pelo parlamentar nesta quarta-feira (24/11). A sessão de avaliação ocorrerá entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro.

A indicação de André Mendonça foi feita em julho pelo presidente Jair Bolsonaro, mas, desde então, Alcolumbre vinha protelando o agendamento da sabatina.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Fica até difícil pode acreditar num personagem desqualificado como Davi Alcolumbre. O advogado André Mendonça está tão desorientado que arranjou uma peruca e estreou no fórum lobista de Gilmar Mendes, aquele que tem os três Poderes em suas mãos. (C.N.)

9 thoughts on “Alcolumbre “sinalizou” que fará a sabatina de Mendonça, põe na agenda mas sem data

  1. Vaidade, vaidade, tudo é vaidade.

    Mas que adiante usar peruca. Ele é careca e careca continuará. Está sujeito a ser identificado como “aquele careca de peruca”.

  2. O candidato terrivelmente evangélico a ser ministro da suprema corte já está entrando no ritmo, imitando vergonhosamente o atual presidente da corte, este um careca convicto.

  3. Alcolumbre está “p” da vida com o André Mendonça por conta da operação contra o narcotráfico amapaense, que resultou na prisão do primo do senador. Alcolumbre é um dos barões do narcotráfico do Amapá.

    Já o senador Pacheco pertence ao grupo do Aécio Neves, também conhecido como Poécio e um barão do narcotráfico mineiro.

    As ligações entre o senado e o tráfico é tão estreita que um dos senadores chegou a pedir a instalação de um detector de cocaína na entrada da casa. Daí a pressão de alguns membros pela sabatina do ex-ministro: eles não desejam ver os seus nomes ligados ao tráfico de drogas.

  4. Enquanto isso, uma PEC de uma “Bolsonarista” quer mudar para 70 anos a aposentaria dos ministros do STF em uma verdadeira manobra para salvar os filhos do presidente enrolados em corrupção.

    Pelo menos dois ministros já tem essa idade para se aposentar , e, quem vai nomear os novos ministros e nada mais nada menos do o genocida.

    Agora imito um comentarista aqui da TI.

    Ah país vagabundo,credo!

  5. Dificil alguém mais cretino e canalha do que Alcolumbre. O pior, sem ser cassado, preso ou, pelo menos, desfilar no Amapá com tornozeleira eletronica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *