Alexandre Frota leva bolo ao Senado para “comemorar” um ano do caso Queiroz

Ex-aliado da família Bolsonaro, Frota ironizou impunidade do caso

Bernardo Bittar
Correio Braziliense

Eleito na esteira do PSL, o agora tucano Alexandre Frota (PSDB-SP) levou um bolo para a CPMI das Fake News onde afirmou estar “comemorando o primeiro ano do Caso Queiroz” – onde um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), é acusado de envolvimento em operações financeiras incomuns.

RACHADINHA – No fim do ano passado, um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou operações financeiras suspeitas de 74 servidores e ex-servidores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) que revelou movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta de um ex-motorista e ex-assessor de Flávio Bolsonaro; Fabrício Queiroz.

Quando rompeu com o governo e o grupo que apoia Bolsonaro, Frota disse que um dos principais motivos para a mudança é o comportamento do chefe do Executivo com relação às investigações sobre o filho. Outra razão, segundo o deputado, foi a falta de traquejo do Planalto ao negar agenda aos aliados.

LARANJAS –  Alexandre Frota se habituou a usar alimentos para explicar seus pontos de vista e cutucar aliados. Chegou a espremer laranjas no plenário da Câmara dos Deputados, onde disse “não haver qualquer possibilidade de envolvimento do partido (o PSL) nem da família presidencial” no suposto esquema de candidaturas laranjas denunciado pela imprensa.

12 thoughts on “Alexandre Frota leva bolo ao Senado para “comemorar” um ano do caso Queiroz

  1. Se ele soubesse quantos aniversários já fez o processo da Tribuna da Imprensa…
    … teria que contratar um caminhão para o transporte dos bolos!

  2. Tá certo, tá certo …

    Frota ter levado um bolo para comemorar um ano do desaparecimento do Queiroz, que poderia explicar essa ronha sobre as rachadinhas e definir essa questão.

    Apesar de se saber que o congresso é uma festa permanente, imagino como não deveriam ser os preparativos quanto ao tempo percorrido sobre a morte de Celso Daniel e as testemunhas, a respeito do rumoroso caso ainda insolúvel!

    Frota como um paraquedista partidário, infiel, quando era do PSL, deveria ter levado para o antro de venais tortas, salgados, doces, canapés, espumantes e champanhes sobre o assassinato do petista ainda envolto em mistérios.

    Nada como um dia depois do outro para conhecermos o caráter das pessoas.
    Bom, também seria muita exigência da minha parte querer que parlamentares tivessem caráter, coerência, fidelidade partidária, competência, honestidade, responsabilidade …

  3. País em que Frota e Huncerto Bosta se unem imaginem o nível desse “Cãogresso Putacional dos Assaltos Unidos aos Cofres Públicos Brasileiros” !!! Parece casa de vagabundos que não tem o que fazer, típico de Plenário onde as prostitutas podem serem chamadas de Mulheres Sérias diante do quadro dantesco de desprezo pelas Leis e a Ordem Pública que uma Casa Legislativa tem que ter para o país. Quando o povo pede o fechamento dessa merda de “Casa Legislativa” ficam com raiva e tome democracia pra lá e pra cá e ainda falam em Estado de Direito, não fazem falta ao Brasil e nem ao Povo Brasileiro, só se autolocupletam diuturnamente com o dinheiro do povo brasileiro, é para isso que serve o “Fundão dos Ladrões Partidários” ??????

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *